Capitão América & os Vingadores Secretos # 18

Por Lielson Zeni
Data: 22 março, 2013

Capitão América & os Vingadores Secretos # 18 Editora: Panini Comics – Revista mensal

Sonhadores americanos (Captain America # 5) – Ed Brubaker (roteiro), Steve McNiven e Giuseppe Camuncoli (desenho), Jay Lesten e Matteo Buffagni (arte-final) e Justin Ponsor e Laura Martin (cor);

Balada em casa (Age of heroes # 3) – Kelly Sue DeConnick (roteiro), Brad Walker (desenho), Walden Wong (arte-final) e Jay David Ramos (cor);

Vingadores Secretos (Secret Avengers # 18)) – Warren Ellis (roteiro), David Aja com Raul Allen (arte) e Tom Brevoort (cor);

Vingadores Secretos (Secret Avengers # 19) – Warren Ellis (roteiro), Michael Lark (esboço), Stefano Gaudiano com Brian Thies (finalização) e Jose Villarrubia (cor).

Preço: R$ 6,50

Número de páginas: 72

Data de lançamento: Dezembro de 2012

Sinopse

Sonhadores americanos – A conclusão da luta contra Bravo vai deixar uma dúvida poderosa em Steve Rogers.

Balada em casa – Um encontro pra dividir os bens entre as três equipes de Vingadores pode se tornar mais difícil com o Homem-Absorvente.

Vingadores Secretos – A equipe tem a ajuda de Shang Chi, o mestre do Kung Fu, para lidar com a transmatéria.

Vingadores Secretos – Qual a ligação entre um país do leste europeu em grave crise econômica e dominado pelo narcotráfico e o Conselho das Sombras? Os Vingadores Secretos vão descobrir.

Positivo/Negativo

Uma edição muito parecida com a anterior, porém um pouco melhor. Há uma história a menos de Capitão América e uma a mais de Vingadores Secretos.

Ed Brubaker parece ter se perdido um pouco. De roteirista exemplar, com ganchos fabulosos entre uma história e outra, se tornou um escritor comum, que usa excessivamente o diálogo em cenas de luta.

As batalhas e toda a ação são muito bem coreografadas pelos artistas, mas é com uma frase de Bravo, o inimigo desse arco, que Steve Rogers ficará balançado. Nesse momento, reconhece-se o bom Brubaker, a plantar uma ação que vai estourar mais adiante.

A história curta Balada em casa tem boas ideias sobre o uso dos poderes do Homem-Absorvente, mas acaba faltando mais páginas para um desenvolvimento melhor.

O filé mignon da revista é, sem dúvida, o trabalho do roteirista britânico Warren Ellis. Os seus Vingadores Secretos são um exemplo muito bem acabado de história de ficção científica com espionagem e ação.

Há explicações pseudocientíficas para tudo. E em cada brecha ficcional que Ellis arranja entre a verdade científica, surgem grandes ideias que, embora não sejam exploradas a fundo, já entregam ao leitor alguma novidade – algo raro nas HQs atuais de super-herói.

Essas aventuras também se destacam pela arte. Na primeira delas, as cenas de ação em um espaço que lembra ao pintor Escher são fabulosas. Cumprimentos a David Aja e Raul Allen.

A segunda história enche menos os olhos, mas não deixa nada a dever nos desenhos dos competentes Michael Lark, Stefano Gaudiano e Brian Thies.

Classificação

2,5

• Outros artigos escritos por

.

.

.