A Carta

Por Samir Naliato
Data: 1 novembro, 2013

A CartaEditora: Devaneio – Edição especial

Autores: Carlos Felipe Figueiras (roteiro) e Rodrigo Martins Soldado (desenhos).

Preço: R$ 33,50

Número de páginas: 72

Data de lançamento: Agosto de 2013

Sinopse

Dimas é um soldado negro do exército brasileiro na campanha da Guerra do Paraguai, que recebe, no acampamento de Tuiuti, uma carta da noiva que deixou no Rio de Janeiro.

Nesse momento, o exército paraguaio ataca de surpresa e Dimas, na condição de analfabeto, tenta desesperadamente encontrar alguém que possa ler a carta para ele.

Positivo/Negativo

A Guerra do Paraguai aconteceu entre 1864 e 1870, foi a maior que aconteceu na América do Sul, e envolveu o Paraguai contra Brasil, Argentina e Uruguai, que formaram um bloco chamado de A Tríplice Aliança.

Embora A Carta aconteça nesse contexto, ela não é especificamente sobre a guerra e seus fatos históricos. A trama usa o conflito como pano de fundo e se foca no microcosmo dos soldados, mais especificamente um deles: Dimas.

Negro e analfabeto, Dimas se alistou no exército visando o soldo oferecido pelo governo, e assim conseguir dinheiro para poder se casar com sua noiva, a carioca Dora. Mas a guerra durou mais do que o imaginado, e ele ficou longe de sua amada mais tempo do que pretendia.

Carlos Felipe Figueiras e Rodrigo Martins Soldado usam essa trama para mostrar como era a condição dos acampamentos dos soldados, a precariedade em que viviam e a comunidade que se formava em volta. E quando Dimas recebe a carta, no mesmo momento em que o exército paraguaio faz um ataque surpresa, o leitor testemunha diversos acontecimentos e, até mesmo, encontra algumas figuras históricas do conflito e a interferência involuntária do protagonista para o desfecho da guerra.

Para completar a obra, e situar os leitores, a Devaneio faz um bom trabalho editorial, incluindo materiais extras, como textos sobre o que ocasionou o início da Guerra do Paraguai, como ela terminou, e curiosidades sobre o período em que os países se combatiam.

Traz ainda uma bibliografia usada na pesquisa dos autores, além de sugestões de leitura para o leitor se aprofundar no assunto. Isso aumenta sua chance de adoção em programas governamentais de incentivo à leitura.

A obra é um ótimo material para o público infantil e infanto-juvenil, e agrada a esse perfil de leitor por apresentar linguagem, narrativa e arte atrativa. Com os complementos dos extras, é uma boa maneira de educar e divertir ao mesmo tempo.

Classificação

3,5

• Outros artigos escritos por

.

.

.