Crisis on Infinite Earths

Por Marcus Vinicius de Medeiros
Data: 30 janeiro, 2015

Crisis on Infinite EarthsEditora: iBooks – Romance

Autor: Marv Wolfman

Preço: US$ 12,95

Número de páginas: 320

Data de lançamento: Abril de 2005

Sinopse

Romance inspirado na maxissérie Crise nas Infinitas Terras, narrando a derradeira batalha dos super-heróis de infinitas realidades para salvar o Multiverso dos planos do Anti-Monitor, em meio a tragédias e triunfos.

Positivo/Negativo

A lógica indica que a melhor maneira de garantir fidelidade a uma obra em adaptação à mídia distinta é contando com o autor do trabalho original. Assim, foi com surpresa que o romance inspirado na saga Crise nas Infinitas Terras, redigido pelo roteirista Marv Wolfman, tomou liberdades diversas em relação à fonte, embora todas de modo orgânico e resultando num texto vigoroso.

A mais notável é o fato de que aqui a história é toda protagonizada e narrada pela figura de Barry Allen, o Flash que inaugurou a Era de Prata dos quadrinhos, cujo sacrifício na saga constituiu uma das cenas mais pujantes de sua trajetória.

Além disso, Wolfman faz referências à enigmática Força de Aceleração, conceito idealizado por Mark Waid quase uma década após a publicação da Crise, para explicar a natureza da supervelocidade no Universo DC.

Essas e outras mudanças não tiram o brilho da narrativa, embora possam irritar os puristas. Sobretudo, podem ser vistas como forma de adequação ao novo formato, extraindo suas qualidades próprias.

Centrando a prosa no Flash, Wolfman transforma a epopeia sobre infinitas realidades em conflito numa jornada íntima e pessoal, sem perder o escopo grandioso.

Assim, o leitor tem acesso às percepções do herói sobre os acontecimentos alucinados que se desenrolam, além de sua visão sobre os companheiros da Liga da Justiça, o sobrinho Kid Flash e, mais importante ainda, a amada Iris West. A queda do justiceiro em combate acaba ganhando níveis de significado inesperados, já que aumentou sua proximidade com o leitor.

Por outro lado, a presença de elementos conhecidos desse quadriverso fantástico, vindos de planetas, realidades e linhas temporais diversas garante o deleite dos fãs de carteirinha, sem alienar os viajantes de ocasião.

Crise nas Infinitas Terras é uma história poderosa, e o romance resgata toda a sua força.

Além do próprio Flash, vale ressaltar a presença de uma heroína muito carismática que também deu a vida pelo universo nas páginas da saga: a bela Supergirl.

Jovem prima do Superman, Kara Zor-El sintetizava o espírito de otimismo e inocência de tempos passados. Wolfman trata de expandir o papel da loira por meio de uma caracterização acertada e foco em curiosidades, como a afirmação de seus filmes prediletos dirigidos por Alfred Hitchcock e Steven Spielberg.

Mesmo quando surge a reformulação do Universo em meio aos confrontos, o autor mantém a coerência em seu texto direto, sem confundir o público. Diferenças entre múltiplas versões de um mesmo personagem convivem naturalmente, e a atenção aos detalhes fala mais alto.

Evidente que Crise, nos quadrinhos, funcionou em seu papel de atrair novos leitores para as revistas da DC Comics, fez barulho no meio e possibilitou séries novas, como o Superman de John Byrne. Fora desse contexto, o romance poderia acabar soando meio “perdido”. Não é o caso.

Marv Wolfman constrói uma verdadeira jornada heroica do ponto de vista do cientista policial Barry Allen, simplifica o épico mesmo com um sem-número de personagens, e centra fogo nos sentimentos e emoções do protagonista.

Momentos de ação e desespero, dessa forma, acrescentam muito mais. Um epílogo único prova que sempre é válido fazer diferente. Foi escrito um capítulo extra sobre o cântico definitivo dos super-heróis, agora em prosa literária. E novamente é seguro dizer que o Universo nunca mais será o mesmo.

Classificação

4,0

• Outros artigos escritos por

.