DEMOLIDOR # 19

Por Fernando Viti
Data: 1 dezembro, 2006


Título: DEMOLIDOR # 19 (Panini
Comics
) – Revista mensal
Autores: Justiceiro – Garth Ennis (roteiro) e Lewis Larosa (desenhos);

Mercenário – Daniel Way (roteiro) e Steve Dillon (desenhos);

Demolidor – Brian Michael Bendis (roteiro) e Alex Maleev (desenhos).

Preço:: R$ 5,90

Número de páginas: 72

Data de lançamento: Agosto de 2005

Sinopse: Demolidor – Milla Donovan se foi, levando o coração de Matt, mas (e há sempre um “mas” na vida de um super-herói) uma treta diplomática envolvendo a Hidra faz com que Natasha Romanova, agente da S.H.I.E.L.D.,conhecida como Viúva Negra, resolva buscar o apoio “emocional” do velho e bom herói escarlate da Cozinha do Inferno. E a imprensa, claro, não sai do pé do cara.

Mercenário – Um dos mais perigosos vilões do Universo Marvel está preso em uma cadeia de segurança máxima. É preciso interrogá-lo para descobrir o paradeiro de material radiativo. O agente especial Baldry vai encarar este desafio.

Justiceiro – A máfia não conseguiu matá-lo. As (i)legítimas autoridades também falharam na tentativa de transformá-lo em agente com licença para matar. O que faz então Castle?

Ora, o cara pega uma bela de uma metranca, coloca-se no telhado de um galpão cheio de munição e sai atirando em quem se aproximar. Pior destino terá um ex-velho amigo chamado Micro.

Positivo/Negativo: Maravilha! Sai de cartaz mais uma péssima fase de Elektra, e entra em cena uma série do Mercenário com todo jeitão de obra do Garth Ennis, mas que não é do cara. Os desenhos do talentoso Steve Dillon, como sempre, colaboram para o clima cínico do roteiro de Daniel Way. O leitor de Demolidor vai curtir muito esta introdução à infância do vilão.

No reino do Demolidor, a alegria e prazer reinam graças ao talento da dupla Bendis e Maleev: desenhos e roteiro em perfeita harmonia para transportar o leitor para um universo de fantasia permeadas por questões reais, como traição, fidelidade, ansiedade, ressentimento e uma bela ruiva que veste um macacão de couro negro.

E se até aqui a revista já é ótima, com o último capítulo do arco No Princípio, de O Justiceiro, chega a ser covardia. Desta vez, a Panini publicou as páginas mais violentas e divertidas dos últimos anos.

É ação e peripécias chocantes que não acabam mais. Quem duvidas pode conferir o humor negro da página 66.

 

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.