DEMOLIDOR # 35

Por Mário César
Data: 1 dezembro, 2007


Título: DEMOLIDOR # 35 (Panini
Comics
) – Revista mensal

Autores: Demolidor – Brian Michael Bendis (roteiro), Alex Maleev (desenhos) e Dave Stewart (cores).

Preço: R$ 6,90

Número de páginas: 96

Data de lançamento: Dezembro de 2006

Sinopse: Demolidor – Última edição da revista e conclusão do arco O Dossiê Murdock.

Há cerca de um ano, Wilson Fisk foi derrubado do posto de Rei do Crime e preso pelo FBI. Entretanto, ainda não há provas concretas que possam levá-lo a julgamento.

Cansado da prisão, Fisk decide entregar toda a verdade sobre o Demolidor em troca de sua própria liberdade.

Positivo/Negativo: Esta edição conclui a memorável passagem de Brian Bendis e Alex Maleev pelo Demolidor e também encerra a própria revista do personagem no Brasil. E o final não poderia ser mais eletrizante. Todos os elementos introduzidos e resgatados pela dupla criativa ao longo dos últimos quatro anos convergem de forma espetacular em uma das melhores aventuras já realizadas com o personagem.

Apesar do extenso número de personagens envolvidos, nenhum aparece só por aparecer. Todos desempenham um papel fundamental na intricada e audaciosa trama. O Rei do Crime está mais cínico e manipulador do que nunca. O Mercenário tem uma cena de tirar o fôlego e rende uma espetacular seqüência de luta (com direito a uma bem sacada “não-participação” imposta à nova Tigre Branco). A Viúva Negra e Elektra protagonizam uma divertidíssima rixa. Milla, Foggy Nelson, Ben Urich, o Coruja, Luke Cage, Punho de Ferro, os ninjas do Tentáculo e até a Enfermeira Noturna também marcam presença e rendem ótimos momentos.

Bendis e Maleev já haviam conseguido tirar o personagem da sombra do trabalho de Frank Miller nos anos 80, mas com O Dossiê Murdock foram além e criaram o que poderia ser um dos melhores finais definitivos para uma série do gênero. Vai ser difícil para a próxima equipe a assumir o personagem conseguir superar este desfecho tão empolgante. Tal fardo será carregado por Ed Brubaker e Michael Lark, da ótima Gotham City contra o Crime.

O único puxão de orelha fica por conta do atraso da Panini. A edição estava prevista para dezembro de 2006, mas só chegou às bancas um mês depois. Isso vem ocorrendo com vários outros títulos da editora há um bom tempo e com o recente furto à sede da Mythos (responsável pela produção das revistas da Panini) só cresce preocupação dos leitores em relação ao assunto.

Infelizmente, esta é a última edição da revista, apesar da excelente qualidade de seu material (com algumas exceções). O motivo: baixas vendas. Ou seja, nem sempre o que é bom tem apelo junto ao grande público.

A boa notícia é que todos os títulos de seu mix continuarão sendo publicados em uma nova revista chamada Marvel Action.

Também passa a integrar o mix do novo título o renovado Cavaleiro da Lua, por Charles Huston e David Finch, sucesso de público e crítica nos Estados Unidos. Somente o Justiceiro de Garth Ennis fica de fora e migra para Marvel Max. Trocando em miúdos, basicamente só vão mudar o nome da revista e aumentar seu número de páginas pra ver se vende mais. Coisas de mercado.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.