Dueto

Por Isabelle Felix
Data: 31 outubro, 2014

DuetoEditora: independente (Bud Heart) – Edição especial

Autor: Rafael Calça (texto e arte)

Preço: 15,00

Número de páginas: 24

Data de lançamento: Novembro de 2013

Sinopse

A improvável história de amor entre um lobisomem e uma cantora paraplégica, mas que, simplesmente, aconteceu.

Positivo/Negativo

Dueto, de Rafael Calça, é uma daquelas HQs independentes fininhas, que são lidas para dar uma distraída e, mas funciona muito bem.

É uma agradável e despretensiosa surpresa, pois é sucinta, vai direto ao assunto e entretém. Com direito a risadinhas e suspiros no grand finale.

A história se passa, basicamente, à noite, quando tudo é possível – inclusive, esta é a sensação deixada por Dueto.

O personagem principal é um rapaz que trabalha em um escritório, e resolve curtir a noite, mesmo atolado de serviço. Eis que ele se transforma num charmoso lobisomem.

Ponto alto para a trama é o fato de esta figura mítica ser apenas uma criatura da diversão, o que só lhe é permitido em noites de lua cheia.

A partir daí, o cara conhece um grande amor: uma cantora de barzinho paraplégica, dona de uma bela voz, cujas músicas versam sobre o amor e corações partidos.

Ele se apaixona por sua voz e pelo seu cheiro. Ela, porém, o teme, inicialmente. Mas, após um simples ato de carinho, dá uma chance ao charmoso ente. A noite é de pura diversão até chegar ao seu final, que traz também a maldição do lobisomem.

Contudo, o encanto da paixão já conquistou a ambos, e esse detalhe não será um empecilho.

No desfecho, há uma grata surpresa, que arremata a história de forma deliciosa, formando, de fato, um dueto. Ou seja, uma música feita para ser tocada por duas pessoas, se complementando.

Vale ressaltar a não existência de balões de textos. Tudo é passado por meio de símbolos universais ou onomatopeias. E há até referência a jogos da moda, deixando a narrativa ágil e inteligente.

Na arte, Calça utiliza apenas três cores: branco, preto e azul, sendo que esta última é usada para dar todo um movimento à história, criando texturas e detalhamentos.

O traço tem um ar vintage, numa pegada meio anos 1920, e esses elementos deram um toque muito dinâmico a Dueto.

A edição, em formato 17 x 26 cm, foi impressa em papel couché e lançada pelo selo independente Bud Heart. E merece ser conferida.

Classificação

4,0

• Outros artigos escritos por

.