Gente Fina

Por Eduardo Nasi
Data: 28 setembro, 2007

Gente FinaEditora: Desiderata – Edição especial

Autor: Bruno Drummond (texto e arte).

Preço: R$ 19,90

Número de páginas: 120

Data de lançamento: Fevereiro de 2007

Sinopse

Coletânea de cartuns de Bruno Drummond publicados no jornal O Globo que retratam a classe alta brasileira.

Positivo/Negativo

Os cartunistas brasileiros são pródigos em retratar o mundo dos pobres. Exemplos não faltam. Pra citar dois: Henfil e Edgar Vasques. Também tem os que se metem com os poderosos. São artistas que falam de política, como os Irmãos Caruso e Angeli.

Mas são poucas as vezes em que o cenário retratado por Bruno Drummond na série Gente Fina é vertido em humor gráfico: o mundo fútil da Barra, dos Jardins, da classe A brasileira – e mais pra cima ainda!

Com seu traço fino e elegante, sem firulas nem frescuras, Bruno debocha das dondocas com amantes, da filha baladeira do corrupto, das patricinhas que amam escova progressiva, das cantadas baixas em gente que não vale a pena. Nesse mundo, só a futilidade não discrimina: não importa sexo, idade ou raça.

Bruno trata sempre do mesmo grupo de personagens, com temas recorrentes, mas a multiplicidade de abordagens que consegue dar mostra de que a futilidade não tem limites.

Gente Fina, sétimo volume da coleção Sigmund, é mais do que um livro de cartuns: é uma crônica de um mundinho que carece de deboche.

Classificação

4,0

• Outros artigos escritos por

.