GRAFFITI 76% QUADRINHOS # 15

Por Zé Oliboni
Data: 1 dezembro, 2007


Título: GRAFFITI 76% QUADRINHOS # 15Edição
Independente

Autores: Guga Schultze, Luciano Irrthum, Daniel Caballero, Alexandre Coelho, Daniel Barbosa, Adriano Ávila, Maya Kotsubo e Chiara Kotsubo, Eloar Guazzelli e César Guazzelli, Luciana Borges, Evandro Alves, Sylvio Ayala, Phabiano

Preço: R$ 10,00

Número de páginas: 54

Data de lançamento: Dezembro de 2006

Sinopse: Revista mix com diversas histórias em quadrinhos curtas, além de textos ilustrados e ensaios fotográficos, predominando temas político-sociais, principalmente sobre excluídos.

Positivo/Negativo: A Graffiti é uma revista já com um longo caminho trilhado e que, aparentemente, direciona bem o seu público. Desde a capa, mostra que tem pretensões maiores do que ser mais um título de quadrinhos para os leitores tradicionais.

Com ensaios fotográficos, textos ilustrados muito bem formulados e um forte tom de protesto em todas as HQs, nota-se que a revista quer passar um recado, que tem uma bandeira política (e isso não quer dizer que seja vinculada a algum partido) e deseja mudar a sociedade por meio da arte.

Apesar de toda a pretensão, a edição fica devendo na arte de algumas histórias, como A Curva do Rio e Amar É…. Ao mesmo tempo em que traz outras com um estilo bem formado, de alta qualidade e representatividade, casos de Criança de Domingo, Barroco e Morte Encomendada.

No geral, o nível das histórias é bom, o estilo pessoal de cada artista é bem marcado e, apesar de alguns deles ainda precisarem aprimorar um pouco seus traços, estão bem encaminhados.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.