HOMEM-ARANHA # 2

Por Rodrigo L. Monteiro
Data: 1 dezembro, 2001

Homem-Aranha #2Título: HOMEM-ARANHA # 2 (Panini Comics) – Revista mensal

Autores: Paul Jenkins & J. M. DeMatteis (textos), Sean Phillips, J.G. Jones & John Romita Sr. (lápis), Jimmy Palmiotti e John Romita Sr. (nanquim), Mike Atiyeh e Joe Rosas (cores).

Preço: R$ 6,90

Data de lançamento: Fevereiro de 2002

Sinopse: Mais um vilão retorna à vida do Aranha. Dessa vez é o Camaleão, que depois de ter sido aparentemente assassinado pelo filho de Kraven (Aliosha Kravinnoff), resolve voltar à ativa. Para isso, usa do conhecimento que adquiriu sobre a vida do Aranha e, passando-se por Peter Parker, invade sua casa e seqüestra Mary Jane, levando o herói para uma armadilha com um desfecho no mínimo surpreendente.

Na seqüência, um abatido Peter Parker volta para casa, e é acometido por um pesadelo, no qual revisita as maiores perdas de sua vida, entre elas, a morte de Gwen Stacy. As duas histórias se passam antes da morte de Mary Jane.

Para fechar a edição, a Panini decidiu republicar O Beijo. Originalmente publicada no Brasil em O Homem-Aranha #201, a história mostra Peter relembrando sua última noite ao lado de Gwen Stacy, poucas horas antes de ela ser assassinada pelo Duende Verde.

Positivo/Negativo: Paul Jenkins escreve um texto que, se está muito aquém de seu Inumanos, pelo menos é bem superior às histórias regulares do Aranha, roteirizadas por Howard Mackie. É uma história bem legal, especialmente para os leitores que não são tão profundos conhecedores da vida do Cabeça de Teia.

A republicação de O Beijo, que traz o roteiro do competente J. M. DeMatteis e os traços belíssimos do mestre John Romita Sr., gerou uma grande polêmica entre os leitores. Muitos criticaram, outros acharam uma boa iniciativa (especialmente os mais novos, que puderam sacar a importância que Gwen teve e, ainda tem, na vida de Peter). Mas o fato é que a historia realmente tinha tudo a ver com a trama anterior.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.