Incrível Fantástico Inacreditável Stan Lee

Por Rodrigo Scama
Data: 23 dezembro, 2016

Incrível Fantástico Inacreditável Stan LeeEditora: Novo Século – Edição especial

Autores: Stan Lee e Peter David (roteiro) e Colleen Doran (arte) – Originalmente publicado em Amazing Fantastic Incredible Stan Lee.

Preço: R$ 59,90

Número de páginas: 192

Data de lançamento: Setembro de 2016

Sinopse

A biografia em quadrinhos do homem que transformou a Marvel na “Casa das Ideias”.

Positivo/Negativo

Qualquer pessoa que goste de quadrinhos já se deparou com um personagem criado por ele. E quem vai ao cinema também. Passear em um shopping, então, é uma explosão de simbólicas figuras engendradas por este simpático senhor que agora decide fazer sua autobiografia. Em quadrinhos, é claro.

Sim, ele, o criador do Homem-Aranha, do Quarteto Fantástico, dos X-Men e de tantos outros personagens que habitam o cenário pop ocidental: Stan Lee.

Com a ajuda de Peter David no roteiro e Colleen Duran na arte, esta é uma biografia tão honesta quanto pode ser a de uma grande celebridade mundial. Ou seja, apresenta muitos detalhes pitorescos, algumas ansiedades e conflitos, mas nada que vá macular a pose de grande mago dos quadrinhos.

Isto posto, a obra parece conter uma gama de autenticidade típica de quem deseja mesmo contar uma (boa) história.

Uma característica que salta aos olhos e foi magistralmente construída é o fluxo de consciência de Stan. Ao se ler o quadrinho, a sensação é de estar falando com uma pessoa real. As idas e vindas no tempo, as digressões, as alucinações do autor estão ali, como se o leitor conversasse com um senhor de mais de 90 anos. Uma das melhores cenas neste sentido é a relação do Stan Lee velho com o novo. E uma certa revista Action Comics.

Outra característica interessante da edição é o uso de referências “marvelísticas” para contar passagens da vida de Lee, como quando ele conhece sua futura esposa, por exemplo. Também é muito divertido o uso das características mais cartunescas nos desenhos em algumas passagens. Ver Stan Lee empolgado é divertidíssimo.

Além disso, está tudo ali: a infância pobre, o início cauteloso na editora do parente, a ida para o exército (e os colegas com quem trabalhava), a questão do Comics Code, o início da sua produção relutante nos quadrinhos, a criação dos principais personagens e até sua ida aos cinemas, com direito a revelar qual das suas participações especiais mais gostou.

A biografia também não se furta a comentar sobre os bastidores da Marvel e as personalidades ali envolvidas. Naturalmente, Lee aparece como o cara mais legal do mundo, mas não deixa de elogiar seus colegas, como Jack Kirby, Steve Ditko ou seu irmão Larry. Até mesmo as poucas críticas são feitas em tons elogiosos.

Os momentos de tensão são bem esporádicos, tendo como ápice uma perda familiar. Mas mesmo esta parte é contada rapidamente, com um “eu não quero mais falar sobre isso”.

Aliás, este é o ponto fraco da edição: não apresentar os revezes da vida. Em 93 anos, certamente muitos momentos ruins acontecem. Mas Stan foge deles. Pode ser uma boa ideia pessoal, afinal, por que ficar remoendo coisas tristes? Por outro lado, sem esses empecilhos e dificuldades não se tem uma boa biografia.

Além disso, esta biografia comete o mesmo erro do livro sobre a Marvel escrito por Sean Howe: mostra a editora, mas ignora o resto do planeta. A ligação que Lee faz com o mundo é por meio de celebridades, como presidentes da república, artistas e, o melhor de todos, Paul McCartney, que faz uma ponta na história.

Enfim, pode-se dizer que é uma biografia muito bem escrita e desenhada, e que efetivamente ajuda a compreender a vida de um dos homens mais importantes para a cultura pop nos últimos 100 anos.

Classificação

.

Compre Incrível Fantástico Inacreditável Stan Lee aqui!

• Outros artigos escritos por

.