Inspiração – Deixa entrar Sol nesse porão

Por Audaci Junior
Data: 21 agosto, 2013

Inspiração - Deixa entrar Sol nesse porãoEditora: Independente – Edição especial

Autor: Camilo Solano (roteiro e desenhos).

Preço: R$ 20,00

Número de páginas: 64

Data de lançamento: Junho de 2013

Sinopse

Um jovem aspirante a quadrinhista está à procura de uma boa história para criar sua primeira HQ longa e apresentá-la no trabalho de conclusão de curso.

Enfrentando seus medos e receios pela falta de inspiração, ele busca mais coragem ainda quando o papel que encontra em suas mãos poderá ser a solução para seus problemas: o telefone do quadrinhista e escritor Lourenço Mutarelli.

Positivo/Negativo

Quem nunca sofreu uma crise de ansiedade quando está prestes a fazer o telefonema da sua vida?

O paulista Camilo Solano retrata em pormenores o seu contato inicial com Lourenço Mutarelli. Todo o seu embaraço, insegurança e nervosismo são confidenciados nas páginas de Inspiração, um álbum que o próprio autor não sabia que viria a ser seu primeiro trabalho longo no gênero. E ele desmaiou assim que colocou o telefone no gancho!

Baseada no seu processo de criação da HQ propriamente dita, Solano abre uma janela não só para a sua busca por uma história que seria baseada em um dos escritos de Mutarelli, como também escancara sua intimidade frente à família, aos amigos e a si mesmo.

Com muito bom humor, o leitor é apresentado à “sala de troféus” da casa do quadrinhista, onde nas paredes se encontram as cabeças desenhadas de pessoas que ele admira, como Robert Crumb, o próprio Mutarelli e Ramón Valdés, o Seu Madruga do seriado televisivo Chaves.

Como consequência da sua busca por soluções para fazer uma história em quadrinhos, um pouco do universo das criações de Solano também é descortinado.

Um bom exemplo são os divertidos causos de um solitário e obeso nerd, que sofre junto com os amigos de um tédio qualificado pelo marasmo do cotidiano de uma cidade do interior de São Paulo (Solano nasceu em São Manuel e cursava Design em Bauru).

Essas passagens fictícias se misturam à “realidade”, mesmo diferenciadas com páginas cinzas.

A influência de Lourenço Mutarelli é percebida não apenas no seu traço. O humor peculiar, underground, rasteiro e nonsense em obras como Diomedes – A trilogia do acidente, a coletânea Sequelas e O cheiro do ralo são impregnados no nanquim de Solano.

Antes do crucial encontro cara a cara com o ídolo, é mostrado que o bom humor do quadrinhista estreante vem de berço: uma possível continuação de O cheiro do ralo pensada pelo seu pai é hilária.

Colocado na introdução assinada pelo próprio autor, seu genitor foi um grande incentivador de sua arte desde pequeno, quando bolava histórias para que Solano ilustrasse as redações escolares.

Interessante mostrar a intimidade do reservado Lourenço Mutarelli por pequenos detalhes, seja o destino do seu gato Nanquim (que apareceu em algumas de suas HQs), a descrição gráfica de sua sala, ou o fato do renomado autor usar crócs.

O álbum levou dois anos para ser acabado. Solano optou por não retocar as páginas iniciais. Uma decisão acertada, já que percebe-se uma unidade evolutiva e constante no seu traço.

Como último adendo, o autor apresenta uma pequena história inédita no melhor estilo de uma piada contada pelo detetive Diomedes. Resultado de seu tímido, mas produtivo encontro com Mutarelli.

Contando como pontos negativos, independentemente de ser uma edição bancada pelo próprio autor, o texto carece de uma atualização para o Novo Acordo Ortográfico em vigor, além de uma distribuição de vírgulas no varejo.

O desfecho também deixa a desejar, destoando de todo o álbum e se mostrando como o final de um sitcom, no qual tudo acaba bem com direito a otimismos didáticos e citação de música (a composição homônima ao título da HQ, escrita por Gilberto Mendonça Teles e Pedro Luís).

Não obstante, a trajetória de criação de Inspiração mostra que futuramente entrará muitos raios solares no porão de ideias de Camilo Solano, uma das promessas da nova geração que começa a carreira com o pé direito.

Classificação

classificacao40

• Outros artigos escritos por

.