Inumanos # 3

Por Samir Naliato
Data: 28 julho, 2001

Inumanos # 3Editora: Mythos Editora – Mini-série em 4 edições

Autores: Paul Jenkins (argumentos) e Jae Lee (arte).

Preço: R$ 6,90

Data de lançamento: Julho de 2001

Sinopse

A situação de Attilan é crítica, e o povo começa a clamar por vingança contra os soldados humanos que mataram seus parentes. Pra piorar, os invasores conseguiram destruir a redoma que protegia os Inumanos da poluição do mundo exterior, mortal para esses seres. Os antídotos disponíveis só durarão quatro dias, e não há perspectivas de uma reviravolta no confronto.

Como se não bastasse a luta externa, agora Raio Negro tem que lidar com um confronto interno. Máximus, seu irmão, fugiu da prisão e se auto-proclamou líder dos alfa-primitivos, incitando uma revolta e querendo dar uma espécie de golpe de estado. Sua principal arma é o seqüestro de Medusa, a rainha dos Inumanos.

Ajuda é pedida à ONU e à Namor, mas ambos negam qualquer tipo de envolvimento para auxiliar Raio Negro, que ainda não autorizou uma contra-ofensiva e insiste em não responder aos ataques.

Positivo/Negativo

A mini-série se torna mais empolgante a cada edição. Nesta edição há uma curiosidade. A segunda e terceira história focam, cada uma, um personagem em particular: Dentinho e Triton, respectivamente. Destaque principalmente para essa última, quando Triton, sem saber o que fazer ou pensar, lembra de fatos ocorridos em seu passado.

Mais do que uma história de super-heróis, a mini-série trata de assuntos mais sérios. A sociedade dos Inumanos é um espelho da nossa, mostrando nossos temores, dúvidas e intolerâncias. Mas Jenkins também é bem direto ao mostrar a hipocrisia de políticos e governantes, seja na ONU ou até mesmo nos Estados Unidos.

Classificação

classificacao45

• Outros artigos escritos por

Assuntos Relacionados

.