Legião – Origem secreta – Novos 52

Por Marcus Vinicius de Medeiros
Data: 18 julho, 2014

Legião – Origem secreta – Novos 52Editora: Panini Comics – Edição especial

Autores: Paul Levitz (roteiro), Chris Batista (desenhos), Marc Deering (arte-final) e Wes Hartman (cores) – Originalmente em Legion – Secret Origin # 1 a # 6.

Preço: R$ 19,90

Número de páginas: 140

Data de lançamento: Junho de 2013

Sinopse

Novas revelações sobre a origem, as primeiras missões e os segredos da Legião dos Super-Heróis, equipe de justiceiros uniformizados do Século 31.

Positivo/Negativo

Quando a DC Comics relançou todo o seu universo ficcional em 2011, a partir do reboot conhecido como Novos 52, o público foi surpreendido não por uma, mas duas revistas mensais estreladas pelos justiceiros do futuro. Legião dos Super-Heróis e Legião Perdida passaram a ter núcleos distintos de personagens, assinadas por autores de talento.

Mas surpresa maior veio com o anúncio da minissérie Legião – Origem Secreta, que lançaria nova luz sobre o mundo colorido e cheio de esperança do Século 31. Com roteiro de Paul Levitz e arte de Chris Batista, dois veteranos com associações pregressas aos heróis futuristas, a história mostrou um nível ainda mais elevado que o dos dois títulos regulares, e pode ser considerada a melhor do grupo em tempos recentes.

Evidente que não é a primeira vez que a origem da Legião foi contada, e que perde força em meio a tantas versões conflitantes desse universo, num espaço de tempo tão reduzido, mas o esforço de Levitz e Batista se sobressai.

Afinal, trata-se de um enredo de ficção científica com personagens carismáticos, que funciona bem como trama fechada, independentemente do contexto em que está inserido.

O título Origem Secreta remete a histórias tradicionais da DC, além das duas tramas assinadas em tempos recentes por Geoff Johns: Lanterna Verde – Origem Secreta e Superman – Origem Secreta LINK.

Para mostrar o passado dos heróis do futuro no universo reformulado da editora, no entanto, os criadores não buscaram ligações com ideias já conhecidas, mas privilegiaram aspectos inusitados e diferentes da sua mitologia.

Vale destacar que até a icônica cena do resgate do milionário R. J. Brande pelos jovens Cósmico, Relâmpago e Satúrnia, que marcou o nascimento da Legião, é apenas uma rápida passagem do capítulo de abertura. O interesse de Levitz reside mesmo na “construção de mundo”, a ambientação diferenciada com alta tecnologia e intrigas políticas que logo chamam a atenção.

Mas tudo de forma leve, sem perder de vista que os fantasiados superpoderosos são adolescentes e que o gibi deve proporcionar diversão e escapismo.

O texto insiste nas “tecnobaboseiras” típicas da literatura fantástica, o jargão técnico e complicado que remete, por exemplo, ao cérebro positrônico dos robôs de Isaac Asimov. Aliás, o “Bom Doutor” (como também é conhecido Asimov) é lembrado no Século 31.

Assim, figuras como Brainiac 5 e Ultra-Rapaz ganham espaço enquanto a organização dos Planetas Unidos enfrenta ameaças prementes e luta para sobreviver. Vale ressaltar a questão do jovem Superman, que teria inspirado as ações heroicas dos legionários mil anos após sua existência, numa jogada inteligente dos autores.

Esse conceito causou problemas num relançamento anterior do Universo DC, com a saga Crise nas Infinitas Terras, de 1986, mas agora os autores se mostraram preparados para evitar complicações.

Legião – Origem Secreta não tem o peso de uma Saga das Trevas Eternas ou do threboot, de Mark Waid e Barry Kitson, para citar dois dos melhores momentos dos personagens, mas é uma excelente introdução a seu universo, com roteiro enxuto e bons desenhos.

Chris Batista talvez apresente o seu melhor trabalho como ilustrador de super-heróis, e é notável sua evolução desde a última passagem pelo futuro distante, na fase da Legião escrita por Dan Abnett e Andy Lanning, anos atrás. Seu traço pode ser descrito como convencional, mas a diagramação elegante confere a energia que pedem os personagens. Foi uma escolha acertada, sem dúvida.

Infelizmente, porém, as revistas mensais dos Legionários acabaram canceladas devido às baixas vendas. Mas fica a expectativa por mais uma reformulação do título e sangue novo na confecção de suas histórias, pois essa sensação de grandeza e otimismo nunca perde o valor.

Para celebrar um legado glorioso, Origem Secreta é certeza de diversão adolescente com cérebro e conceitos fora dos padrões de normalidade esperados. E na edição luxuosa que a equipe recebeu no Brasil, com história completa por um bom preço. Vale o investimento.

Classificação

3,5

 

• Outros artigos escritos por

.