MÁGICO VENTO # 65

Por Toni Rodrigues
Data: 1 dezembro, 2008


Autores: Tito Faraci (texto) e Corrado Mastantuono (desenhos).

Preço: R$6,90

Número de páginas: 96

Data de lançamento: Novembro de 2007

Sinopse: Caçada Sádica – Mágico Vento tem que se esforçar como nunca para salvar sua amiga Se-recusa-a-parar de um perigoso assassino serial que, ao ser posto em fuga e acuado após ter matado a esposa de um oficial do exército, toma a bela e teimosa sioux como refém.

Positivo/Negativo: Esta é a primeira história de Mágico Vento que não foi roteirizada por Gianfranco Manfredi. O autor é Tito Faraci, que já escreveu muitas HQs para a Disney italiana e para a Marvel. E ele é bem melhor com Mickey e companhia – seu argumento para o Homem-Aranha é bastante inferior (se é que isso é possível) aos norte-americanos. É pueril, mal-alinhavado, fraco, enfim.

Infelizmente, o mesmo pode ser dito da história Dupla Morte, com o falecido Capitão América e o Demolidor, e também do álbum A última batalha, desenhado pelo americano Dan Brereton, ambos publicados aqui pela Panini.

Faraci é também um colaborador antigo data de outras séries da Bonelli e escreveu inclusive Tex, carro-chefe da casa. Deve ser por causa disso que foi escalado para substituir Manfredi num episódio de Mágico Vento.

Para sorte dos leitores da série, ele acertou a mão. Esta é uma das melhores histórias de Ned Ellis. Tão boa quanto as melhores de Manfredi; e isso é um feito e tanto.

Os desenhos são de Corrado Mastantuono, também egresso da Disney,
que se despede da série após ter feito o traço das edições #
5
, #
25
e # 42 – e a partir da # 76, se torna capista de Mágico Vento.
Sua arte é sensacional. Não tão boa como no Tex Gigante que fez,
provavelmente com mais prazo, mas perfeitamente em linha com os melhores
do título, Parlov, Frisenda e Milazzo. E isso é outro feito e tanto.

Esta é uma edição de Mágico Vento que vale cada centavo.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.