MISTER NO # 12

Por José Ricardo do Socorro Lima
Data: 1 dezembro, 2003


Autores: Alfredo Castelli (textos) e Vincenzo Monti e B. Marraffa (desenhos).

Preço: R$ 5,50

Número de páginas: 80

Data de lançamento: Junho de 2003

Sinopse: Terra Cruel – Continuando a aventura iniciada no número anterior, Mister No trava uma luta mortal com índio que o desafiou. Eles entram num círculo tangenciado por quatro lanças. O primeiro que sair de dentro será morto pelos demais.

Depois de muito esforço, Mister No leva a melhor, o que lhe permite obter a confiança total da população da floresta.

Os índios e os trabalhadores passam a viver em relativa harmonia. O dique é restabelecido e tudo parece encaminhar-se para um final feliz.

Entretanto, a cobiça humana fala mais alto. Os índios começam a morrer misteriosamente. Jerry Drake descobre que, visando a economizar recursos, Nolan convencera o jovem Selkirk a envenenar o alimento destinado à população indígena. Infelizmente o mal já está feito. Não há antídoto que possa socorrê-los a tempo.

Nolan propõe a divisão de um milhão de dólares em partes iguais entre ele, Mister No e Nicholson, um outro idealista, desde que estes fiquem de boca fechada.

Mister No finge aceitar e vai com Nolan até à Guiana Britânica pegar o dinheiro. Na volta, o avião começa a perder altura e os passageiros têm de jogar tudo o que puderem fora. A caixa com a fortuna também vai pelos ares.

Na verdade, tudo era um plano genial de Mister No, para que ninguém ficasse com aquele dinheiro maldito. E Nolan terá de dar muitas explicações a seus chefes.

Positivo/Negativo: Assim como aconteceu no número precedente, este é abrilhantado com uma esplêndida capa, digna de figurar entre as mais bonitas de 2003.

Novamente a revista vem com apenas 84 páginas, sem que haja uma linha sequer explicando esse fato aos leitores. Espera-se que, a partir do número 13, voltem às 100 de sempre.

Por falar na edição 13, ele traz uma boa notícia para os fãs. A revista deve estar com vendas regulares, porque, inicialmente, o contrato previa 12 números. Mas, conforme amplamente divulgado pela Mythos, Jerry Drake permanecerá nas bancas por, pelo menos, mais um ano.

Apenas um escorregão no português na página 22, terceiro quadrinho: a forma verbal de “intervir” foi escrita erroneamente. O correto é “se não intervier”.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.