Moon Knight – Volume 1

Por Tiago Salviatti
Data: 9 maio, 2014

Moon Knight – Volume 1Editora: Marvel Comics – Edição especial

Autores: Brian Michael Bendis (roteiro) e Alex Maleev (arte) – Originalmente publicado em Moon Knight # 1 a # 7.

Preço: US$19,99

Número de páginas: 176

Data de lançamento: Junho de 2012

Sinopse

Após se mudar para Los Angeles, a vida do ex-mercenário e ex-Vingador Marc Spector parece tomar uma grande guinada quando ele se torna o produtor de um seriado de sucesso.

Tudo vai bem até que um criminoso resolve se tornar o chefão do crime da Costa Leste e, de lambuja, vender no mercado um Ultron desativado.

Positivo/Negativo

Brian Bendis e Alex Maleev dispensam apresentações. Além de serem responsáveis por uma fantástica fase do Demolidor (em que ele tem sua vida virada do avesso quando sua identidade civil é revelada em um jornal), assinaram outros trabalhos menores, como a minissérie da Mulher-Aranha, em 2010, e este título do Cavaleiro da Lua.

O roteirista, aliás, tem grande apreço pelos personagens de segundo escalão da “Casa das Ideias”, e conseguiu dar chance e destaque a vários deles – a tentativa mais recente se dá com os Guardiões da Galáxia, iniciada em 2013.

Em Cavaleiro da Lua, enquanto existem boas sacadas – o seriado de televisão, o clima de confusão e mistério acerca da identidade do vilão e da (in)sanidade do protagonista, e o sempre bem escrito e fluido diálogo de Bendis –, a história patina um pouco para chegar a algum lugar.

Com exceção de uma primeira reviravolta, logo no começo (e revelada pelo resumo do encadernado), a trama tarda a engrenar, gastando tempo com coadjuvantes que são mal aproveitados e desinteressantes (como o ex-agente da S.H.I.E.L.D. trabalhando com o protagonista) e um gancho para a Era de Ultron que, neste volume, se resume ao robô desativado e contrabandeado.

Bendis assume a “restolhice” do personagem sem grande problema, principalmente usando um time de mercenários de quinto escalão contratado pelo vilão da série para dar cabo do protagonista, e são esses momentos que proporcionam as sacadas mais divertidas.

Alex Maleev realiza mais um trabalho fantástico, e a oportunidade de desenhar alguns dos grandes ícones da Marvel (como Homem-Aranha, Wolverine e Capitão América), mesmo que por alguns poucos quadros, é suficiente para elevar bastante o nível doa arte.

Trata-se de uma história divertida e bem escrita e ilustrada. Mas parece que ela fica devendo algo ao leitor.

Classificação

3,5

• Outros artigos escritos por

.