O LOUCO, A CAIXA E O HOMEM

Por Igor Toscano
Data: 1 dezembro, 2011

O LOUCO, A CAIXA E O HOMEM

Editora: Publicação independente – Edição especial

Autores: Daniel Esteves (roteiro) e Will (arte).

Preço: R$ 15,00

Número de páginas: 60

Lançamento: Outubro de 2011

 

Sinopse

Um estranho carregando uma caixa aborda um homem apressado em seguir seu caminho para uma festa. Tudo se torna um tanto quanto complicado e confuso quando um diálogo entre eles têm início.

Positivo/Negativo

A HQ independente O louco, a caixa e o homem é uma colaboração entre Daniel Esteves, ganhador do HQ Mix de melhor publicação independente de autor com a série Nanquim Descartável, e o ilustrador Will, que dentre vários trabalhos, participou do álbum MSP + 50. Ambos, portanto, gabaritados.

Eles também integram os coletivos Quarto Mundo e Petisco, duas iniciativas do mercado independente para divulgar seus trabalhos, permitir trocas de experiências, facilitar vendas e, acima de tudo, produzir o tempo inteiro. Mesmo que em pequenas quantidades, como é a proposta do Petisco, lançar a cada semana uma página de “degustação”.

O leitor só tem a ganhar com esses encontros, que possibilitam a produção de histórias simples, descompromissadas e divertidas, como é o caso deste álbum. Não é possível falar muito sobre os acontecimentos sem entregar o enredo, mas os diálogos afiados de Esteves fazem aqui um casamento perfeito com os desenhos de Will, que optou por um visual cyberpunk para a publicação, algo que não estava originalmente definido.

Os protagonistas da trama, por sua vez, assemelham-se a uma famosa dupla dos quadrinhos nacionais de um certo Bairro do Limoeiro, comumente vistas no mesmo tipo de situação insólita. Ao final da edição há uma série de extras contando o processo de criação, rascunhos, trechos do roteiro e a evolução do design dos personagens.

O louco, a caixa e o homem é uma edição caprichada na qualidade gráfica, com papel couché e lombada canoa. A capa não contém nenhuma inscrição, apenas uma ilustração que remete à própria caixa do título – e isso talvez faça falta para atrair leitores ocasionais.

E quem adquire a edição nos eventos de lançamento tem mais uma surpresa interessante: pode tirar de uma caixinha cheia de frases aleatórias, uma que então é colada na parte final e completada com outro pensamento solto. Uma bela forma de interagir com o público e atiçar o interesse.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.