OS PODEROSOS VINGADORES # 7

Por Zé Oliboni
Data: 1 dezembro, 2004


Autores: Os Poderosos Vingadores – Geoff Johns (roteiro),
Kieron Dwyer e Rick Remender (arte);

Homem de Ferro – Mike Grell (argumento e arte);

Capitão América – Rieber/Austen (roteiro) e Jae Lee (arte);

Thor – Dan Jurgens (roteiro) e Tom Raney (desenhos).

Preço: R$ 6,50

Número de páginas: 96

Data de lançamento: Agosto 2004

Sinopse: Os Poderosos Vingadores – Os heróis têm que lidar
com o caos no mundo e com uma nova ameaça surgindo dentro da própria equipe.

Homem de Ferro – Uma estranha descoberta leva Tony Stark para a
Idade Média.

Capitão América – O Sentinela da Liberdade terá que enfrentar perturbadoras
revelações de seu passado.

Thor – Um certo aracnídeo tentará discutir sobre poder e responsabilidade
com o soberano de Asgard.

Positivo/Negativo Depois de um longo período com histórias de qualidade
média para fraca, o mix finalmente se encontrou e está bom do começo
ao fim. Esta é uma excelente edição para começar (ou voltar) a comprar
a revista dos maiores heróis do Universo Marvel.

Poderosos Vingadores está seguindo um caminho interessante. Apesar
da história ainda estar um pouco parada, a equipe se desarticulando internamente.
Com o Capitão assumindo o controle do planeta como um verdadeiro militar
e o Homem de Ferro absorto em descobrir o que está acontecendo, além de
ter que controlar as finanças no mundo, os outros membros estão ficando
cada vez mais fragilizados e perdidos. O arco promete.

Depois da seqüência de Ty Stone, que teve como único ponto relevante a
revelação da identidade secreta do Homem de Ferro, finalmente começa uma
história que parece mais interessante e menos confusa.

Pelo menos um fato importante essa trama terá para o Universo Marvel:
a construção de outra máquina do tempo funcional, porque, convenhamos,
a Plataforma Temporal do Dr. Destino foi tão usada que já estava parecendo
uma rodoviária.

A grande estrela da revista (em todos os sentidos) é o Capitão América.
Com uma capa belíssima e uma história com uma arte perfeita para o seu
roteiro, inclusive com um ótimo trabalho de cores que ambienta o leitor
completamente na aventura, o novo arco do Sentinela da Liberdade é, e
parece que continuará sendo, o melhor do mix.

A aventura de Thor continua boa, mas sem dar muita noção do que virá.
A participação especial do Homem-Aranha rediscutindo seu lema de que “com
grandes poderes, vêm grandes responsabilidades” foi ótima para ilustrar
a posição do Deus do Trovão trazendo Asgard para a Terra.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.