As Primeiras Histórias da Mônica

Por Marcus Ramone
Data: 21 dezembro, 2005

As Primeiras Histórias da MônicaEditora: Editora Globo – Edição especial

Autores: Mauricio de Sousa (roteiros e desenhos).

Preço: R$ 95,00 (preço variável)

Número de páginas: 192

Data de lançamento: 2002

Sinopse

Coletânea de luxo com as melhores histórias dos dez primeiros números da revista Mônica, originalmente publicadas pela Editora Abrilentre maio de 1970 e fevereiro de 1971.

Positivo/Negativo

A variedade de superlativos que podem ser usados para descrever este álbum não é pouca. O formato gigante (32,5 x 23,5 cm), a capa dura e o calhamaço de quase 200 páginas em papel de luxo, tudo já é um delicioso exagero que dá direito ao leitor valorizar com palavras cada centavo gasto na aquisição da HQ.

Mas se a tiragem limitada, o preço intimidador e o inegável apelo visual elevam ao máximo o conceito de “edição de colecionador”, o que faz de As primeiras histórias da Mônica um verdadeiro tesouro é seu inestimável valor histórico e documental, resgatando os primórdios dos personagens de quadrinhos brasileiros mais conhecidos no mundo.

Para os leitores mais antigos e saudosistas (e não há como negar que o álbum foi feito para eles), não tem preço rever a Turma da Mônica com feições pontiagudas, visual esculachado, histórias desenhadas pelo próprio Mauricio de Sousa e textos com a gramática original da época em que foram publicadas pela primeira vez.

Sem contar a reprodução da primeira aparição da personagem-título, numa tira do Cebolinha, além das imagens de todas as capas dos gibis de onde foram retiradas as histórias desta coletânea.

Os fãs mais novos, por sua vez, têm a oportunidade de comparar a diferença entre os desenhos atuais dos personagens e aqueles traços antigos e maravilhosamente feios e desengonçados.

Tudo bem que o efeito colateral dessa viagem ao passado é a incômoda sensação de estar ficando cada vez mais velho, mas isso é apenas um preço pequeno demais a se pagar por tão reconfortantes recordações da infância.

Quanto às histórias selecionadas, vale destacar a primeira aventura, a que abriu a edição número 1 da revista da menina dentuça, no longínquo mês de maio de 1970: Mônica é daltônica?, na qual Cebolinha e o restante dos garotos traçam o primeiro de centenas (ou seriam milhares?) de planos infalíveis que viriam por aí.

Também vale mencionar a sensacional A invasão dos discos, com Mônica, Cebolinha, Magali, Cascão e Anjinho rechaçando uma tentativa de ocupação extraterrestre da forma mais divertida possível – para a turminha e para os leitores!

Além de mais algumas dezenas de histórias, completam a edição uma biografia da Mônica apresentada por Mauricio de Sousa e outra do quadrinhista feita por sua criação.

E, no final de tudo, ao virar a última capa, a certeza de que, antes tarde do que nunca, os personagens de Mauricio de Sousa finalmente ganharam uma homenagem à altura de seu prestígio. Mas que não fique só nesta.

Classificação

5,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.