Quadrinhos Insones

Por Rodrigo Scama
Data: 24 junho, 2016

Quadrinhos InsonesEditora: Mino – Edição especial

Autor: Diego Sanchez (texto e arte).

Preço: R$ 39,90

Número de páginas: 96

Data de lançamento: Maio de 2016

Sinopse

Histórias em quadrinhos, tirinhas, reflexões. Isto tudo e mais um pouquinho nos quadrinhos de Diego Sanchez.

Positivo/Negativo

O que você faz quando está fritando na cama e não consegue dormir? Algumas pessoas divagam, outras se irritam, umas ainda têm ideias mirabolantes que jamais vão se concretizar. Diego Sanchez levanta. E faz quadrinhos.

E, depois de quatro anos publicando ideias no Facebook, ele agrupou as melhores ideias criadas nesses momentos insones em seu terceiro álbum – antes, lançou Hermínia e Perpetuum Mobile, também pela Mino, que vem apostando há quase dois anos em trabalhos nacionais.

O que chama a atenção são as histórias densas, curtas, mas com uma mensagem que deixa o leitor pensativo. Talvez essa característica de promover a reflexão seja a principal arma de Sanchez. Ou quem sabe esse posicionamento reflexivo nada mais seja do que um retrato do momento em que o autor está escrevendo a história.

Afinal, poucas passagens em nossas vidas são mais reflexivas do que os instantes em que se tenta dormir e não se consegue.

Outra característica sistemática desses quadrinhos é a solidão. Novamente imaginando o momento da criação das histórias, isso também parece ficar óbvio. Ou alguém duvida que uma noite insone tem grande possibilidade de se tornar uma noite solitária?

O sexo também aparece em várias páginas, mas sempre como uma coisa potencial, típica de quem está acordado e tentando divagar para conseguir dormir. Relações inacabadas, frustrações com a vida social, com o emprego e com o próprio ser humano completam o rol de assuntos do autor, que entrega cada vez mais coisas para o leitor pensar.

Sanchez tem um traço minimalista, que casa com a proposta intimista e reflexiva apresentada pelos enredos por ele traçados. Além disso, vale notar algumas experimentações do artista, que não se acomoda em apenas uma forma de desenho.

A edição da Mino é muito interessante, com bom papel e, muito mais divertido do que isso, uma capa que brilha no escuro! Afinal, se é uma obra sobre a insônia, que tal um livro com uma “luzinha” o tempo todo acesa para lembrar que ele está ali?

Classificação

4,5

.

Compre Quadrinhos Insones aqui!

• Outros artigos escritos por

.