Showcase Presents Teen Titans – Volume 1

Por Marcus Vinicius de Medeiros
Data: 5 abril, 2013

Showcase Presents Teen Titans - Volume 1 Editora: DC Comics – Edição especial

Autores: Bob Haney, Len Wein e Marv Wolfman (roteiro), Nick Cardy, Irv Novick, Lee Elias, Bill Draut (desenhos) e Nick Cardy, Sal Trapani e Jack Abel (arte-final).

Preço: US$ 16,99

Número de páginas: 528

Data de lançamento: 2006

Sinopse

Reimpressão, em preto e branco, das primeiras histórias da Turma Titã em ordem cronológica, publicadas originalmente nas revistas The Brave and The Bold # 54 e # 60, Showcase # 59 e Teen Titans # 1 a # 18, na década de 1960.

Robin, Kid Flash, Aqualad e Moça-Maravilha são super-heróis adolescentes, parceiros juvenis de Batman, Flash, Aquaman e Mulher-Maravilha, respectivamente, todos defensores da juventude moderna, dos bons valores e da justiça, unidos contra as forças do mal. Juntos, eles formam a mais surpreendente equipe de heróis do mundo: a Turma Titã!

Positivo/Negativo

O primeiro sidekick (parceiro juvenil) dos quadrinhos de super-heróis foi o menino-prodígio Robin, apresentado por Bob Kane e Bill Finger na edição Detective Comics # 38, de abril de 1940. Assim, Batman ganhou um interlocutor em suas aventuras, e seus jovens leitores tinham um elo de identificação maior.

A partir de então, surgiram sidekicks diversos, como Bucky (do Capitão América), Centelha (Tocha Humana), e muitos outros. Também em 1940, a Sociedade da Justiça da América reuniu pela primeira vez os maiores personagens do Universo DC, consolidando a ideia de uma equipe de super-heróis.

Juntar os principais sidekicks pareceria, então, o passo mais natural a se seguir, mas isso só ocorreu após mais duas décadas. E a história foi The Thousand-and-One Doom of Mr.Twister, em junho de 1964, que juntou Robin, Kid Flash e Aqualad, pelas mãos de Bob Haney e Nick Cardy, em The Brave and The Bold # 54.

Mas apenas seis meses depois os jovens justiceiros retornariam à mesma revista, com o nome de Turma Titã e o acréscimo da Moça-Maravilha, para ganhar título próprio em janeiro de 1966, Teen Titans # 1.

Showcase Presents Teen Titans reúne todo esse ciclo inicial de histórias, permitindo conhecer a fundo uma das mais apreciáveis lendas dos quadrinhos.

O primeiro ponto a se destacar nessas aventuras iniciais da Turma Titã é que os autores Bob Haney e Nick Cardy efetivamente tentavam dialogar com o público adolescente que consumia os gibis, muito mais que as séries de seus mentores adultos. Evidente que era uma versão idealizada da juventude, bem mais careta e certinha do que a realidade dos colégios, clubes noturnos e universidades, mas apontava na direção correta.

Os integrantes da Turma Titã defendiam a independência dos jovens e os valores sociais e familiares, em histórias que exploravam o universo do rock e das paixões adolescentes, sempre com muita ação e dinamismo. Há histórias envolvendo garotos que abandonam os estudos, influenciados por um criminoso perverso, e até ídolos da música suspeitos de se voltar para o mal.

Por outro lado, uma oportunidade perdida veio da falta das identidades secretas dos Titãs nas tramas, já que eles só agiam como super-heróis e praticamente não havia desenvolvimento de personalidades. Eles eram, sim, personagens bem construídos, e funcionavam em conjunto, mas havia pouco além do papel de defensores da moral e da juventude.

Além das histórias redigidas por Bob Haney, o encadernado traz o aclamado Marv Wolfman num de seus primeiros trabalhos para os quadrinhos, logo no título que o consagraria tempos mais tarde.

A história Eye of The Beholder, publicada originalmente em Teen Titans # 18, de novembro de 1968, tem roteiro de Wolfman em parceria com Len Wein, e introduz o personagem soviético Estelar, que ficaria conhecido depois como o titã Estrela Vermelha. Trata-se de um interessante manifesto pela paz em tempos de Guerra Fria, mostrando a abrangência dos quadrinhos de super-heróis mesmo em tempos mais ingênuos.

E já se notava o talento de Wolfman e Wein para trabalhar as boas caracterizações dos jovens Titãs. Como desenhista oficial da série, Nick Cardy apresenta ilustrações cheias de dinamismo, com um traço limpo e cheio de personalidade, marcando o início da tradição de bons artistas associados aos personagens.

Na década de 1980, Marv Wolfman e George Pérez relançaram a revista com o título The New Teen Titans (Os Novos Titãs), que foi alçada ao posto de série mensal mais vendida da DC Comics e fenômeno da indústria, definindo o padrão para histórias de super-heróis adolescentes.

Os autores criaram os personagens Cyborgue, Estelar e Ravena, acrescentaram à equipe o divertido Mutano e evoluíram como nunca antes o líder Dick Grayson, que deixou pra trás o uniforme de Robin e adotou a identidade de Asa Noturna.

Os Titãs passaram por diversos roteiristas e lustradores desde então, em títulos relançados várias vezes ao longo dos anos, que mantiveram sempre a força da mocidade dos heróis. Para os fãs, conhecer as histórias de Bob Haney e Nick Cardy à frente da Turma Titã é uma oportunidade de ouro.

Mesmo que não seja a melhor fase dos personagens e tenha lá seus problemas, foram essas narrativas que iniciaram a trajetória titânica e mantêm o frescor de uma juventude eterna, como só os bons quadrinhos podem oferecer.

Classificação

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.