SPAWN # 101

Por Rodrigo L. Monteiro
Data: 1 dezembro, 2001

Spawn #101Título: SPAWN # 101 (Editora Abril) – Revista mensal

Autores: Todd McFarlane (texto), Angel Medina (lápis) e Danny Miki & Crime Lab (nanquim).

Preço: R$ 3,50

Data de lançamento: Novembro de 2001

Sinopse: Quais as repercussões da vitória de Spawn sobre Malebólgia, acarretando na morte de Ângela? Como fica o papel do Soldado do Inferno na ordem geral das coisas após ele ter deixado o Oitavo Círculo sem mestre e ter virado as costas para o Céu? Como as coisas funcionam na eterna luta entre Céu e Inferno?

São respostas para essas perguntas que Spawn busca quando visita a Vovó Blake e lhe conta sobre os eventos mais marcantes que aconteceram em sua trajetória, desde que voltou à vida.

Spawn acha que a única forma de proteger aqueles a quem ama é justamente afastando-se deles. No entanto, Cagliostro revela que as coisas são mais complicadas do que o Soldado do Inferno pensa.

Positivo/Negativo: Depois de 76 edições regulares, Greg Capullo deixa Spawn. Em seu lugar entra Angel Medina, que, apesar de ter feito um trabalho legal em Kiss: Psycho Circus, é um desenhista muito aquém de Capullo.

Angel tem alguns problemas de anatomia e proporção, que serão bem notados ao longo dos próximos meses. Outra falta sentida nessa edição é a de Brian Holguim, que depois de ter conduzido Spawn para o fim de um grande arco de histórias, amarrando muitos dos fios soltos deixados ao longo das primeiras 100 edições da revista, deixa o prólogo a cargo de McFarlane.

Todd, como sempre, faz uma história de recapitulações e começa a indicar em qual direção Spawn caminhará daqui pra frente.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.