SUPER-HOMEM – AS QUATRO ESTAÇÕES 3 – OUTONO

Por Ronaldo Barata
Data: 1 dezembro, 2006


Título: SUPER-HOMEM – AS QUATRO ESTAÇÕES 3 – OUTONO (Editora
Abril
) – Minissérie quinzenal em quatro edições
Autores: Jeph Loeb (texto), Tim Sale (desenhos), Bjarne Hansen (cores).

Preço: R$ 3,90

Número de páginas: 48

Data de lançamento: Outubro de 1999

Sinopse: Vingança.

Luthor quer sua cidade de volta e, para isso, precisa tirar o Super-Homem do caminho.

Como foi mostrado na edição anterior,
o Homem de Aço desafia várias vezes Lex Luthor, colocando-o contra a parede.
Em Outono, a terceira parte de As Quatro Estações, Lex acaba
preso e isso é a gota d’água.
Orquestrando um inteligente plano, Luthor atinge o Super-Homem onde mais dói: as pessoas que ele tenta proteger.

Positivo/Negativo: Neste número quem dá a sua visão sobre quem é o Super-Homem é justamente seu maior rival. Isso permite ao leitor compreender um pouco por que Lex odeia tanto o Homem de Aço.

O clima suave que tem sido característico da minissérie até agora é substituído por um carregado de tensão e apreensão, que segue a partir da metade. Tudo fica muito mais pesado, as cores ficam mais densas e escuras e o céu permanece o tempo todo nublado. Tudo em função do sentimento de impotência que desaba sobre o Super.

Esta edição deixa claras as posições de Clark e Luthor, definindo bem o contraponto que um faz ao outro – o arquétipo clássico de herói e vilão. O Super-Homem aprende que seu inimigo não é alguém que se possa menosprezar.

Executado o plano, o Super fica sem opções, a não ser pedir ajuda a Luthor. Derrotado e com seus ideais abalados, o Homem de Aço busca o único lugar onde sempre se sentiu seguro: Pequenópolis.

Esta é, sem dúvida, a mais densa e importante de todas as edições, pois é nela que o autor destrincha a idéia original de humanizar o Super-Homem, mostrando suas fragilidades. Loeb constrói uma trama baseada na qual o herói (e o leitor) percebe que nem ele pode salvar a todos.

O Super-Homem foi derrotado.

 

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.