Super-Homem – O Homem de Aço # 15

Por Samir Naliato
Data: 3 março, 2001

Super-Homem – O Homem de Aço # 15Editora: Editora Abril – Revista mensal

Autores: Super-Homem – Dan Jurgens, Karl Kesel e Jerry Ordway (argumentos), Steve Epting e Tom Grummett (desenhos), e Joe Rubinstein e Denis Rodier (arte-final);

Batman – Greg Rucka (argumentos) e Jason Pearson e Cam Smith (arte);

Aquaman – Erik Larsen (argumentos), Eric Battle (desenhos), e Danny Miki e Norm Rapmund (arte-final).

Preço: R$ 2,50

Data de lançamento: Maio de 2000

Sinopse

Continuando sua cruzada para tornar o mundo um lugar mais seguro, o Super-Homem se vê de volta ao país Kota Zanfir, onde o ditador derrubado pelo Homem de Aço tenta reaver o poder e provoca uma guerra interna. A história é inteiramente narrada por Lois Lane, ou melhor, contada pela matéria que ela está escrevendo.

Apesar de tentar justificar a atual atitude do herói, não tem jeito de esconder o que está acontecendo. Ela pergunta se isso é mesmo o melhor para todos, e dá a sua opinião: Não! Neste momento, o Super-Homem começa a criar robôs para vigiar a Terra e ficar mais fácil a sua vigília.

Continuando na segunda história, Lois resolve ir até a Fortaleza da Solidão para fazer uma entrevista com o Super-Homem e tentar trazê-lo de volta à sanidade. Enquanto ela começa sua viagem, o Homem de Aço descobre que Lex Luthor está tentando sintetizar kryptonita, e parte para o ataque.

Ele evacua todo o prédio da LexCorp e destrói a metade em que estão os laboratórios. Ao fazer isso, a UCE dá ordem de prisão ao herói, que tanta argumentar, mas sem sucesso. A situação acaba sendo resolvida pelo Explosão. Vendo que tudo já foi longe demais, a LJA resolve intervir e deter o Super-Homem.

A terceira história mostra a policial Montoya se unindo ao Duas-Caras para salvar vidas de pessoas ainda presas por causa do terremoto. Esta história se passa antes da saga Terra de Ninguém.

A revista termina com a história do Aquaman, que vence o monstro de lava. Arthur também começa a ver que seu reino está corrompido, com gangues, guardas corruptos e preconceitos. Participação especial do Super-Homem.

Positivo/Negativo

Aqui vai acontecer algo incomum. O ponto positivo e negativo saem da mesma história. Dois Dias de Folga é uma aventura escrita por Greg Rucka que mostra a policial Montoya sendo obrigada pelo Comissário Gordon a descansar em meio ao caos que a cidade de Gotham se encontra após o terremoto. Mas isso é algo que ela não consegue ter e acaba se aliando ao Duas-Caras.

Só não dá pra entender o motivo de se publicar histórias do Homem Mocergo na revista do Super-Homem. Batman já tem 200 páginas para isso, e a aventura acaba ficando deslocada. Não é a primeira vez que acontece.

Classificação

3,5

• Outros artigos escritos por

.