SUPERMAN – IDENTIDADE SECRETA # 4

Por Zé Oliboni
Data: 1 dezembro, 2005


Título: SUPERMAN – IDENTIDADE SECRETA # 4 (Panini
Comics
) – Minissérie em quatro edições mensais
Autores: Kurt Busiek (roteiro) e Stuart Immonen (desenhos).

Preço: R$ 5,90

Número de páginas: 48

Data de lançamento: Abril de 2005

Sinopse: Até mesmo o Superman envelhece.

Positivo/Negativo: Se você chegou naquele momento da sua vida em que fantásticas cenas de ação não são mais a melhor parte da história, precisa ler e reler esta série sempre que perder a fé na qualidade dos quadrinhos atuais.

Kurt Busiek fecha sua fábula sobre um rapaz chamado Clark Kent de uma forma tão maravilhosa e sensível, que deixa os leitores com a sensação de que eles também podem voar.

Olhando a série como um todo, vê-se que ela segue a linha da vida de qualquer pessoa, a juventude, o começo da idade adulta, as responsabilidades e a velhice. Esse formato se intercomunica com o conteúdo, pois apresenta um personagem que tem os poderes de um deus, mas é tão humano quanto qualquer um de nós.

Apesar de justificar de uma certa forma a origem dos poderes de Clark e o surgimento do outros superseres, isso é só um detalhe que poderia até ser dispensável. A grande sacada desta edição é mostrar uma família normal, com suas pequenas tradições, seus segredos e seu amor.

Além disso, dá um encerramento para a carreira do personagem da maneira mais natural possível: ele se aposenta e outros jovens seguem no seu lugar. Na mesma linha é abordado o relacionamento com Malloy, que como qualquer (bom) chefe pegou no pé do “funcionário”, mas no fundo tornou-se um velho amigo.

A arte de Immonen é um espetáculo à parte. Seu desenho cuidadoso, suas cores aquareladas e a simplicidade de seu traço tornam cada quadro algo para ser admirado por horas.

Vale observar que, assim como a série seguiu uma linha da vida humana, Immonen presenteou os leitores com a evolução da arte nos quadrinhos nas páginas 46 e 47. Ele começa com a pop art, como as HQs dá década de 1940 e vai evoluindo nos quadros seguintes, influenciados pelo realismo fotográfico, a simplicidade do mangá, as formas retilíneas dos desenhos para TV da DC até fechar de um modo altamente minimalista, sem desperdiçar nenhuma linha.

Assim como a vida, a arte evoluiu; e na visão de Immonen, com o tempo o desenho fica mais sutil, se investe menos energia para fazer algo muito melhor. Depois disso, ele encerra a revista com uma seqüência de tirar o fôlego, com o Superman voando para o pôr-do-sol.

Enfim, o toque de nostalgia e de ingenuidade da Era de Ouro, um narrador pacífico como um avô contando uma história, imagens de uma beleza sem igual e uma visão totalmente peculiar de um herói tão importante são apenas alguns dos motivos que tornam Identidade Secreta imperdível.

 

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.