Superstar – As Seen on TV!

Por Marcus Vinicius de Medeiros
Data: 2 março, 2012

Superstar - As Seen on TV!Editora: Image Comics – Edição especial

Autores: Kurt Busiek (roteiro), Stuart Immonen (desenhos), Wade von Grawbadger (arte-final) e Jeromy Cox (cores).

Preço: US$ 5,95

Número de páginas: 48

Data de lançamento: 2001

Sinopse

Cody Bridges é Superstar, o mais novo super-herói em atividade no planeta. E como seus poderes aumentam com doações de energia por parte de pessoas comuns, ele precisa manter a popularidade sempre em alta.

Positivo/Negativo

Apesar do evidente desgaste, que pode ser percebido a cada megassaga e reboot, os super-heróis ainda têm muito a oferecer e, de tempos em tempos, autores de talento revigoram o gênero com ideias originais e personagens únicos.

Superstar – As seen on TV! é um especial escrito por Kurt Busiek e ilustrado por Stuart Immonen que lançou a linha de títulos autorais Gorilla, da Image Comics, e apresenta uma visão diferenciada para um aventureiro superpoderoso.

Cody Bridges, o Superstar do título, seria um jovem super-herói como tantos outros, não fosse a qualidade especial que turbina seus dons sobre-humanos: quanto mais popular ele se torna, maiores os seus poderes. Partindo dessa premissa, Busiek constrói uma trama de primeira grandeza, comprovando novamente por que é um dos melhores roteiristas de quadrinhos em atividade.

Superstar pode não ser o primeiro título a lidar com a questão de super-heróis como celebridades, mas se destaca por sua abordagem inusitada do tema. O protagonista não é o típico oportunista querendo fama e fortuna, caso do Gladiador Dourado, da DC Comics, em suas antigas aventuras nos anos 1980. Cody é um idealista que só deseja fazer o bem e ajudar o próximo, mas justamente devido à natureza de seus poderes, precisa aparecer direto na mídia e ter o rosto estampado em outdoors e capas de revistas.

Numa história curta – a revista tem apenas 48 páginas -, Kurt Busiek e Stuart Immonen apresentam um herói cativante, conflitos éticos, dramas familiares e até a ameaça de um alienígena querendo dominar o mundo. Seria material para muitas edições de uma revista mensal, e a dupla de autores não decepciona ao investir tudo neste golpe certeiro.

Além de trabalhar com um tema cada vez mais presente na sociedade atual, a questão de um herói que precisa ser popular permite paralelos com divindades que precisam de adoração e o papel desses justiceiros uniformizados como mitologia moderna.

A transferência de poder, no caso de Superstar, não ocorre pela orações de fieis, mas por meio de aparelhos espalhados pelo mundo, nos quais as pessoas doam parcelas de suas energias vitais. Um recurso interessante para o roteiro, que ganha forma justamente durante a batalha do herói em defesa da Terra.

Stuart Immonen é o artista perfeito para trabalhar ao lado de Busiek. Seu traço é realista e elegante, ilustrando com precisão figuras humanas e emoções conflitantes, sem deixar de lado o aspecto fantástico dos super-heróis.

Com as cores vivas de Jeremy Cox, a arte da edição nunca deixa de surpreender. Curioso notar como a Image Comics, que estreou privilegiando uma arte de impacto em detrimento de bons argumentos, evoluiu para títulos com sintonia perfeita entre texto e arte.

É pena que o selo Gorilla, que também contava com Mark Waid, George Pérez e Karl Kesel, dentre outros, tenha sido descontinuado pouco depois dos primeiros lançamentos. Busiek e Immonen brilharam depois na aclamada Superman – Identidade secreta, e é sempre bom acompanhar a dupla em ação, independentemente do personagem que trabalhem.

Superstar – As seen on TV! foi republicado em 2011, numa luxuosa edição em capa dura com material extra, pela editora IDW. Apesar de improvável, fica a esperança de que os criadores retornem ao herói.

Classificação

3,5

• Outros artigos escritos por

.

.

.