Terapia – Volume 1

Por Milena Azevedo
Data: 25 julho, 2014

Capa_Terapia1Editora: Novo Século – Edição especial

Autores: Rob Gordon e Marina Kurcis (roteiro) e Mario Cau (arte e cor).

Preço: R$ 39,90

Número de páginas: 144

Data de lançamento: Novembro de 2013

Sinopse

Da premiada webcomic para as páginas de quadrinhos, Terapia é a história de um garoto que, mesmo tendo uma vida normal, não se sente feliz. Na sala de seu terapeuta, passa a explorar seu presente e suas inseguranças.

Enquanto constrói e desconstrói tudo o que sente, vive e deseja, refugia-se em velhas canções de blues, cujas letras empoeiradas parecem explicar o mundo (e a si mesmo) de forma muito mais satisfatória.

Positivo/Negativo

Um rapaz comum, com uma vida aparentemente normal, compartilha com o leitor questionamentos, dilemas e angústias corriqueiros, ao relatá-los ao seu terapeuta.

Partindo de uma premissa tão básica, o que podia ser mais um entre tantos projetos de webcomics focados no cotidiano urbano, acabou se mostrando uma pequena pérola (foi o Melhor Web Quadrinho do HQ Mix 2012) e ganhou uma caprichada versão impressa, por meio do financiamento coletivo, distribuída pela editora Novo Século, que concorre em três categorias no HQ Mix 2014.

O sucesso de Terapia vem de um coeso trabalho em equipe, praticamente um desafio que o publicitário e escritor Rob Gordon, a estudante de psicologia Marina Kurcis e o quadrinhista Mario Cau se propuseram a fazer a partir de 2011, encarando o projeto com seriedade.

Como a atualização da webcomic é feita com uma página por semana, cada capítulo é relativamente curto (13 páginas) e traz um “problema” abordado em cada sessão de terapia do rapaz: pressão da família e da sociedade, culpa, o encontro com a garota dos sonhos no momento errado…

A opção de não batizar o rapaz, aliás, faz com que o leitor crie um vínculo e se identifique bastante com os conflitos pelos quais ele passa.

O roteiro, próximo do formato de um seriado de TV, traz pontos de virada bem construídos, e o que aparentava ser uma trama com protagonista único, revela-se uma esperta multitrama, na qual as ações de cada personagem influenciam as de outros (consciente ou inconscientemente), adornadas por uma trilha dos melhores blues.

Os diálogos são precisos e muitas vezes se tornam monólogos, praticamente uma narração em primeira pessoa, fazendo um vínculo entre presente e passado. E ganham mais força quando o texto se entrelaça metaforicamente às imagens, remetendo a Will Eisner, que é uma referência constante no projeto.

Por falar em referências e homenagens, em Terapia há uma porção de citações a personagens de quadrinhos europeus, norte-americanos, japoneses e brasileiros, dos clássicos aos contemporâneos e, claro, aos mestres do blues. Tudo encaixadinho e bem executado.

Além disso, toda a habilidade e versatilidade da arte de Mario Cau estão à mostra em Terapia. Quem acompanha a sua produção desde a série autoral Pieces até a parceria com Daniel Esteves em Nanquim Descartável # 4 e a adaptação de Dom Casmurro, vê que aqui ele se superou, seja desenhando com lápis ou esferográfica, usando nanquim, guache ou pintura digital – o capítulo sete é de tirar o fôlego (e o chapéu).

O primeiro volume, impresso em capa dura, compila sete capítulos e cada um tem a sua respectiva faixa bônus, com comentários da equipe, esboços e trechos do roteiro.

A edição ganhou prefácios de Paulo Gazela, bluseiro consagrado de Campinas, e da professora e psicóloga Ana Lucia Pandini, e um posfácio do quadrinhista norte-americano David Mack, criador da série Kabuki (Image/Marvel).

Aos interessados em continuar acompanhando a história online, basta acessar o site do coletivo Petisco.

Classificação

5,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.