TEX COLLEZIONE STORICA A COLORI # 1

Por José Ricardo do Socorro Lima
Data: 1 dezembro, 2007

Título: TEX COLLEZIONE STORICA A COLORI # 1 (Gruppo Editoriale
L’Espresso
) – Revista semanal

Autores: Gianluigi Bonelli (roteiro) e Aurelio Galleppini (desenhos).

Preço: distribuição gratuita

Número de páginas: 320

Data de lançamento: 1º de fevereiro de 2007

Sinopse: Il totem misterioso – Em sua primeira aventura, que ocupa apenas 32 páginas, Tex é apresentado como um fora-da-lei que tem de destruir um grupo de facínoras liderados pelo maléfico Coffin para impedir que eles se apoderem de um objeto considerado sagrado pelos índios Pawnee.

Ele conta apenas com a ajuda da índia Tesah, filha do chefe dessa tribo, a qual era seguida por Coffin, para que revelasse onde se encontra o tesouro de seu povo.

La mano rossa – Continuando a cavalgar pelo velho Oeste, Tex é confundido com o assassino de Joe Scott, explorador do Forte Two Miles. Além disso, cruza o caminho de uma quadrilha muito perigosa, chamada “mão vermelha”, que é a responsável pela morte do explorador.

Com sua argúcia, para provar sua inocência, Tex decide caçar os verdadeiros assassinos do rapaz. E muitos tiros são disparados para todas as direções.

Positivo/Negativo: Na Itália, as histórias que compõem esta primeira edição de Tex Collezione Storica a colori (TCS) já foram publicadas, pelo menos, em outras cinco oportunidades (Tex Striscia, Tex, Tex 3 Stelle, Tutto Tex e Tex Nuova Ristampa).

Então, por que republicá-las pela enésima vez? Porque esta nova série guarda um ar de ineditismo, já que, pela primeira vez, se poderá ler as aventuras do ranger com todas as cores.

Esta edição prima pelo capricho. São 320 páginas coloridas, no formato 18 x 26 cm. A capa de Cláudio Villa imita o estilo de Gallep, atendendo um pedido de Sergio Bonelli.

Para comemorar dignamente o lançamento dessa coleção, que terá, no mínimo, 52 números semanais, este primeiro álbum foi distribuído gratuitamente a quem comprou os jornais La Repubblica ou L’Espresso.

Assim, mesmo sem conter uma história inédita, é digna de levar os cinco balões do UHQ.

Complementam a edição quatro artigos sobre o ranger: La rivoluzione del colore e Piccoli sogni traciati a matita, de Sergio Bonelli; Nasce fuorilegge, ma è già “divino”!, de Luca Raffaelli; e Dietro la porta, il West, de Graziano Frediani.

Além de distribuir gratuitamente o primeiro número da coleção, o La Repubblica ainda deu a seus leitores o encarte I Viaggi, L’America di Tex, com artigos e fotos sobre os lugares pelos quais Tex passou em sua existência.

É simplesmente uma revista que não pode faltar na coleção dos fãs de Tex que se prezam.

Fica a torcida para que, em breve, a Mythos, detentora dos direitos de Tex no Brasil, lance a série por aqui.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.