Turma da Mônica – Clássicos do Cinema – Horacic Park

Por Renato Félix
Data: 20 outubro, 2017

Turma da Mônica – Clássicos do Cinema – Horacic ParkEditora: Panini Comics – Edição especial

Autores: Flávio Teixeira de Jesus, Paulo Back e Mauricio de Sousa (roteiro), Roberto Martins Pereira, Sidnei L. Salustre (arte) e Mauricio de Sousa.

Preço: R$ 38,90

Número de páginas: 144

Data de lançamento: Abril de 2017

Sinopse

A Turma da Mônica é levada para uma ilha onde seu criador, Mauricio de Sousa, descobriu uma maneira de dar vida aos dinossauros dos quadrinhos do Horácio, para criar um parque. Mas há um vilão com outros planos.

Positivo/Negativo

Esta edição em capa dura reúne a trilogia Horacic Park, paródias dos três filmes Jurassic Park, de Steven Spielberg, já publicadas na revista Clássicos do Cinema – Turma da Mônica. As duas primeiras inauguraram o título, em 2007. A terceira veio em 2009, no número 12.

A original, no entanto, foi lançada pela primeira vez em Mônica # 82, da Globo, em 1993. E ainda foi republicada em 1996, no Gibizão Turma da Mônica # 5, da mesma editora.

Mesmo antes de os personagens terem um título fixo dedicado a isso, não chegava a ser uma surpresa para o leitor encontrar a Turma da Mônica satirizando sucesso do cinema. A particularidade aqui é que Mônica, Cebolinha e companhia não “interpretam” diretamente os atores do filme, embora se vistam como eles. A paródia parte do universo tradicional da dentucinha e seus amigos.

Assim, o trocadilho do título é justificado como um projeto da própria versão em quadrinhos de Mauricio de Sousa de criar um parque de dinossauros a partir de seus desenhos nas páginas da série Horácio.

A narrativa não chega a ter a programação visual mais elaborada que algumas paródias clássicas da já apresentaram (como Mônica e Cebolinha no Mundo de Romeu e Julieta ou Batmenino Eternamente), mas os desenhos são bastante detalhistas nos cenários e na ambientação. E há espaço para ultrapassar os limites do requadro ou curvar seus limites para acomodar os dinossauros.

Esses elementos mudam um pouco nas continuações, gradualmente mais simples na narrativa. Imundo Perdido – Horacic Park, a parte 2, tem um roteiro mais alucinado, com metalinguagem acima do usual, a participação de outros artistas da Mauricio de Sousa Produções como personagens e piadas visuais, como a ponta do próprio Steven Spielberg. Mas também tem o desenhista Julinho aparecendo de barba em uma página e só de cavanhaque em outra.

A terceira parte, assim como o terceiro filme da série, é bem menos inspirada. Tanto no roteiro quanto no desenho, se aproximando mais de uma HQ mais tradicional da Turma da Mônica.

Entre a primeira e a segunda partes, a edição inclui uma história clássica de Horácio e os napões. Entre a segunda e a terceira, outra do Horácio. Ambas escritas e desenhadas por Mauricio de Sousa, elas foram usadas como apêndices para completar as edições de Clássicos do Cinema – Turma da Mônica, em que as aventuras foram apresentadas, em 2007.

No fim do álbum, há uma galeria de personagens que não acrescenta muito. Melhor seria se a edição trouxesse informações como as publicações anteriores das histórias e a identificação dos roteiristas e desenhistas de cada uma. Eles aparecem, sem distinguir quem fez o quê, apenas no expediente do álbum (e sem crédito para Mauricio de Sousa nas HQs do Horácio).

Classificação:

3,0

.

Compre Turma da Mônica – Clássicos do Cinema – Horacic Park

• Outros artigos escritos por

.