VERTIGO # 4

Por Tiago Pavinato Klein
Data: 1 dezembro, 2010

VERTIGO # 4

Editora: Panini Comics – Revista mensal

Autores: Hellblazer (Hellblazer # 178) – Mike Carey (roteiro) e Marcelo Frusin (arte);

Vikings (Northlanders # 4) – Brian Wood (roteiro) e Davide Gianfelice (arte);

Sandman Apresenta: A Tessalíada (The Sandman Presents: The Thessaliad 4) – Bill Willingham (roteiro) e Shawn McManus (arte);

Escalpo (Scalped # 4) – Jason Aaron (roteiro) e R. M. Guéra (arte);

Lugar Nenhum (Neil Gaiman’s Neverwhere # 4) – Mike Carey (roteiro) e Glenn Fabry (arte).

Preço: R$ 9,90

Número de páginas: 132

Data de lançamento: Janeiro de 2010

 

Sinopse

Hellblazer – Sepulcro Vermelho – Constantine está no meio de um conflito entre grupos rivais, na tentativa de reconhecer o Sepulcro Vermelho.

Vikings – O retorno de Sven – Segue o conflito entre Sven e seu tio Gorm.

A Tessalíada – O confronto entre Thessaly e os deuses da morte.

Escalpo – Hoka-Hey – Um pouco do passado de Gina, mãe de Dashiell, e Cervo Vermelho.

Lugar Nenhum – Lady Porta busca um guarda-costas para si mesma e encontra novamente com Richard no Mercado Flutuante.

Positivo/Negativo

A revista até agora tem se mantido na média em todas as suas edições. Chega ao quarto número com as mesmas séries, praticamente com as equipes criativas inalteradas e no mesmo ritmo.

Esta edição apresenta a última parte da minissérie da Tessalíada. Não é uma história que vai deixar saudades, e certamente a revista tende a crescer com seu espaço sendo ocupado por Casa dos Mistérios, já anunciada para o próximo número, que mantém a proposta de ter uma série ligada a personagens e universo de Sandman, que a Panini publicará em sua versão Absolute.

Há outra série de Sandman Apresenta com Tessalíada como protagonista e, mesmo esta primeira tendo sido o ponto fraco da publicação, fica a torcida para que entre em futuras edições. O importante é a revista conseguir dar conta do vasto catálogo ainda inédito da Vertigo no Brasil.

Escalpo e Vikings, as duas séries lançadas pela revista, seguem caminhos diversos. A primeira já apresentou seus personagens e motivações, terminou um arco de história e agora apresenta flashbacks com o passado da mãe de Cavalo Ruim, Gina, e também de Cervo Vermelho.

Enquanto isso, Vikings segue outro ritmo. Em quatro edições, só se viu praticamente mortes e mais mortes motivadas pela vingança de Sven. A trama em si avança pouco.

Se Escalpo melhora a cada número, Vikings parece estar parada. Brian Wood, até agora, não acertou a mão e, mesmo com uma arte muito bonita, a série está demorando a engrenar.

Mike Carey também mantém a média nas suas duas séries. Lugar Nenhum, que está chegando à metade, e Hellblazer seguem no mesmo ritmo da edição anterior.

No mais, é esperar pra ver se Casa dos Mistérios fortalece o mix de Vertigo.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.