VINGADORES INVASORES # 1

Por Amalio Damas
Data: 3 julho, 2009


Autores: Alex Ross e Jim Krueger (texto), Steve Sadowski (desenhos) e Inlight Studios (cores).

Preço: R$ 6,50

Número de páginas: 48

Data de lançamento: Fevereiro de 2009

Sinopse: Durante a Segunda Guerra Mundial, o grupo de heróis conhecido como Invasores, acaba misteriosamente transportado no tempo e vem parar na Nova York de 2008.

Interceptado pelos Vingadores oficiais, liderados pelo Homem de Ferro, o grupo é preso para evitar que altere o fluxo temporal.

Mas a equipe renegada de Vingadores não concorda com a detenção dos heróis e se reúne para libertá-los.

Positivo/Negativo: Quando alguém pensa em Alex Ross, imediatamente lembra-se dos seus desenhos fotográficos, das minisséries Marvels e O reino do amanhã, dos álbuns gigantes e das capas para revistas diversas.

Mas Ross também virou um argumentista de mão cheia, desde que criou os conceitos da trilogia X lançada pela Marvel. Dessa forma, sempre em parceria com Jim Krueger, vem desenvolvendo argumentos e roteiros para outros desenhistas.

É o caso desta minissérie, publicada originalmente em 12 edições e que aqui sairá em seis números. Cogitou-se, à época do lançamento, que a Marvel iria trazer de volta o Capitão América por nesta história, mas as suspeitas não se confirmaram.

A história tem três narradores. O primeiro é Bucky Barnes, o parceiro do Capitão América, que mostra a visão dos acontecimentos pelo lado dos Invasores. O segundo é o Homem-Aranha, responsável pela interpretação dos fatos relativos aos Vingadores renegados. E, por último, o Homem de Ferro, que mostra o lado dos Vingadores oficiais.

Apesar de apresentar o velho clichê dos heróis que lutam primeiro, em vez de conversarem para entender o que está acontecendo (desta vez, algo justificável pela confusão dos Invasores ao serem transportados através do tempo), a trama apresenta bons momentos e deixa interessantes pontas soltas para os próximos números.

Principalmente saber como os heróis foram parar ali e que consequências isso trará para a linha do tempo.

A forma de apresentação dos heróis durante a trama difere de uma equipe para outra. Bucky Barnes explica os poderes de cada Invasor. Já os Vingadores oficiais são mostrados em um desenho em que todos saem voando em missão, com o nome estilizado de cada um abaixo de seu desenho. Um tanto irregular.

Os desenhos não são primorosos e nem horrorosos. Apesar de apresentarem algumas falhas de proporção, são eficientes, principalmente por terem uma narrativa regular.

Da parte editorial, faltou um texto introdutório contextualizando leitores novatos ou que não acompanham as revistas há algum tempo, sobre a formação atual dos Vingadores pós Guerra Civil, bem como sobre a existência de duas equipes.

Apesar de não afetar a compreensão da história, elementos como esse ajudam a encorajar a compra para um consumidor eventual. Espaço para isso existia.

 

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.