X-23 # 2

Por Zé Oliboni
Data: 1 dezembro, 2006


Título: X-23 # 2 (Panini
Comics
) – Minissérie em três edições mensais
Autores: Craig Kyle e Christopher Yost (roteiro) e Billy Tan (desenhos).

Preço: R$ 5,90

Número de páginas: 48

Data de lançamento: Junho de 2006

Sinopse: X-23 é agora uma máquina mortífera a serviço de quem pagar mais. Nada é capaz de deter a pequena assassina com rosto de menina e fúria de predador.

No entanto, a sede de vingança arde sem trégua na alma de Dale Rice, que tem seus próprios planos para o monstro que ajudou a criar.

E nem todo esforço da doutora Kinney será capaz de detê-lo.

Positivo/Negativo: Sabe aquelas revistas que você lê em dez minutos e são tão superficiais que não entende por que comprou? Bem, esta é uma.

Em uma edição com duas partes da história, pouco de relevante acontece. Basicamente mostra-se a X-23 em ação, fazendo o que ela foi programada para fazer: matar o maior número de pessoas em um tempo mínimo.

Fora isso, há a Dra. Kinney tendo que alterar seus princípios e usar a menina para achar a sobrinha desaparecida, e a traição de Dale Rice.

O desenho também não ajuda. Billy Tan não consegue manter um padrão nos rostos dos personagens e nas proporções dos corpos. Ele usa a mesma estrutura facial para todas as principais mulheres, mas cada cena em que aparecem, suas faces tem um tamanho diferente.

Mesmo assim, ele faz algumas cenas de impacto, pois tem uma boa estrutura narrativa e sabe montar as seqüências de ação.

Quanto à seqüência de desacertos editoriais que cercam esta minissérie e se iniciou com a publicação da primeira parte com as páginas trocadas, mesmo quanto tenta acertar a Panini pisa na bola.

O primeiro erro foi não ter comunicado a falha na revista. O segundo, é que a compensação veio disfarçada de promoção “leve dois pague um”. Até aí passa, o leitor que acompanha o UHQ sabe do problema e entende que não é uma promoção, mas sim uma reparação.

Contudo, o que é inexplicável é o fato de duas revistas de R$ 5,50 terem uma etiqueta “Promoção: De R$ 11,80 por R$ 5,90”. Não só a editora desaprendeu a somar como cobrou quarenta centavos para oferecer ao leitor a edição correta.

No geral, as duas revistas juntas não valem o preço cobrado. Com ou sem promoção.

Classificação:

• Outros artigos escritos por

.

.

.