X-MEN # 13

Por Rodrigo L. Monteiro
Data: 1 dezembro, 2001

X-Men #13Título: X-MEN # 13 (Editora Abril) – Mensal

Autores: X-Men – Chris Claremont & Joe Pruett (textos), Brett Booth, Ron Lim, Adam Kubert & Tom Raney (lápis), Scott Elmer, Michael Kraiger, Rich Perrotta, Cliff Rathburn, Rod Ramos e Vince Russel, Tim Townsend & Scott Hanna (nanquim), Kevin Sommers, Richard Isanove & Brian Haberlin (cores); X-Force – John F. Moore e Nelson De Castro (textos), Jim Cheung (lápis), Mark Morales, Rob Stull, Rod Ramos e Scott Koblish (nanquim), Marie Javins e Kevin Tinsley (cores); Bishop – Joseph Harris (texto), Michael Ryan (lápis), Andrew Pepoy (nanquim), Jason Wright (cores); X-Men: Anos Incríveis – John Byrne (texto e lápis), Tom Palmer (nanquim), Gregory Wright (cores)

Preço: R$ 10,00

Data de lançamento: Agosto de 2001

Sinopse: Enquanto Jean Grey, Cable, Colossus e Fera passam férias na Ilha Muir, Moira e Rahne recebem a visita de um novo mutante, com poderes pirotécnicos. Narrando a origem de seus poderes, o indiano Neal Sharra aprende mais sobre o significado de ser um X-Man. No entanto, só o futuro dirá se ele vai ou não aceitar essa responsabilidade…

Seis meses depois, Jean e Cable se encontram em Veneza, no carnaval. Ambos estão atendendo um convite de Gambit, e logo se metem em encrenca, ao serem atacados por um bando chamado de Legionários ou Neos.

O Fera, Tempestade e, mais tarde, o próprio Gambit se une a Jean e Cable para a batalha. Mas, quando o líder dos Neos cai, Jean decide entrar em sua mente. É lá que ocorre a verdadeira batalha, com um resultado não muito surpreendente. Mesmo assim, Cable e o Fera ficam preocupados com as estranhas mudanças pelas quais a heroína vem passando.

A X-Force ataca Genosha. Peter Wisdom, ex-membro da Asa Negra e do Excalibur, atrai Sam Guthrie para ajudá-lo a recuperar uma poderosa CPD que não pode cair de maneira alguma nas mãos erradas, tamanho o poder de destruição que esta mantém.

Em troca, Peter promete revelar dados esquecidos do passado do jovem mutante. O maior problema da X-Force, entretanto, é: como conseguir entrar e sair de Genosha sem despertar a atenção de Magneto?

Os Kiths atacam Dunduine, mas Bishop, aliado a um Kith rebelde e seus X-Men, consegue reverter a situação da batalha, principalmente depois da aparição da Testemunha e uma figura misteriosa que diz ser remanescente do Clã do Inferno, provavelmente uma versão daquela Terra do Clube do Inferno.

Samarra Shaw ajuda Bishop e seus mutantes a libertar Dunduine da ameaça dos Kiths e do domínio dos cronomantes de Fitzroy, antes de ser teleportado para um novo desafio.

Os X-Men estão no espaço, ao lado do Quarteto Fantástico. Seu objetivo é derrotar, de vez, a ameaça dos Znox. Para isso, contam com a mente prodigiosa do Senhor Fantástico e do esforço conjunto dos demais X-Men e membros do Quarteto, que tem Cristalys no lugar de Sue, convalescendo do parto de Franklin. Enquanto isso, na Terra, o Homem de Gelo se recupera e descobre estar com amnésia. E uma nova ameaça começa a surgir para os X-Men…

Positivo/Negativo: Chris Claremont retorna aos X-Men. E percebemos que está longe de ser o mesmo Claremont que consagrou o grupo anos atrás. Sua estréia, que se passa seis meses após os eventos ocorridos em X-Men # 12, é confusa. Todos os heróis estão visualmente alterados, Cable parece mais jovem e Jean começa a exibir traços de poderes similares aos da Fênix. Os tais Neos aparecem e causam um conflito, a princípio, meio sem razão de ser.

Particularmente, dá a mesma sensação de quando se entra no cinema bem no meio de um filme cujo entendimento depende do começo. A história deixa o leitor meio perdido no tempo e no espaço.

Sobre o comentário de Jean e Cable, para aqueles que não se recordam, as habilidades telepáticas de Jean Grey se manifestaram pela primeira vez aos 11 anos, quando sua melhor amiga foi atropelada, e morta, por um carro. Jean captou as últimas sensações da morte de sua amiga e acabou ficando num estado catatônico. Seus pais tentaram diversos psicólogos até que chegaram ao Professor Xavier. O Professor X conseguiu trazer a jovem de volta à realidade, e instalou bloqueios psíquicos em sua mente. Posteriormente ela acabou indo desenvolver suas habilidades mutantes na escola de Xavier, sendo a última dos X-men originais a entrar para a escola. Estes fatos já foram publicados no Brasil pela editora Abril.

Como uma re-estréia de Claremont, eu esperava mais. Torçamos para que, nos meses vindouros, as coisas melhorem.

O resto da edição mantém a média. A história da X-Force é melhor do que as publicadas nos meses anteriores. Bishop e Anos Incríveis mantêm a qualidade.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.