X-MEN # 16

Por Rodrigo L. Monteiro
Data: 1 dezembro, 2001

X-Men #16Título: X-MEN # 16 (Editora Abril) – Revista mensal

Autores: X-Men – Joe Pruett (texto), Brett Booth & Ron Lim (lápis), Sal Regla & Derek Mei (nanquim);
Magneto: Sedução Sombria – Fabian Nicieza (lápis), Roger Cruz, Michael Ryan, Jorge Santamaria Garcia (lápis), Andy Owens, Morales, Art Thibert, Florea, McAdo, Mei, Ramos, Candelario (nanquim);
X-Men: Anos Incríveis – John Byrne (texto e lápis), Tom Palmer (nanquim).

Preço: R$ 10,00

Data de lançamento: Novembro de 2001

Sinopse: Gambit, Fera, Tempestade, Jean e Cable vão à Rússia a turismo, visando se recuperar da luta com os Neos. No entanto, a encrenca parece seguir os X-Men e eles acabam dando de cara com Estrela Negra. A heroína russa estava sob o domínio de um mutante maligno, que precisava do gênio de Hank McCoy para a realização de seus objetivos.

A Genosha de Magneto continua em Guerra Civil, quando a ONU decide enviar um representante para fazer uma avaliação do governo do Mestre do Magnetismo na ilha. Para essa missão, é escolhida Vanda, a Feiticeira Escarlate. Sua chegada se dá quando o domínio dos aliados de Magneto na ilha só encontra um obstáculo para ser completo: uma resistência em Angra do Corvo.

Investigando a baía, Mercúrio descobre que há um segredo em Angra do Corvo que deve ser preservado do alcance de Magneto a todo custo. A ONU acaba sabendo disso e envia os Vingadores (numa formação totalmente diferente da mostrada nas revistas do Aranha) para tentar impedir que Magneto vença os rebeldes no local.

No entanto, nem mesmo os “Heróis Mais Poderosos da Terra”, aliados a alguns dos ex-acólitos de Magneto, mais Mercúrio e Polaris, conseguem impedir o vilão de alcançar as máquinas que devolveriam plenamente seus poderes.

Em Dunfee, Illinois, o professor Xavier tenta conter a ira de uma garotinha, cujos poderes mutantes começam a se manifestar pela primeira vez. Na Terra Selvagem, Magneto entra em confronto direto com Sauron, depois de Karl Lykos ter, acidentalmente, absorvido parte da força vital de Bob Drake, o que fez com que ele recuperasse a memória.

Com a chegada de Polaris e “Magnetrix”, os X-Men acabam sendo forçados, por Sauron, a lutar contra Magneto antes de conseguirem se livrar, em parte, de seu domínio mental. Já no Atlântico, Ciclope, Jean e Candy Southern encontram o Anjo, mas acabam sendo capturados e entregues à Irmandade de Mutantes. Muitos fios soltos para o que é a última história de X-Men – Anos Incríveis a ser publicada pela Abril este ano.

Positivo/Negativo: Os X-Men continuam naquele “chove não molha”, que vem se arrastando há meses, mesmo depois do término da Saga dos Doze. A história dessa edição serve apenas para introduzir um novo vilão. Porém, se ele não voltar nas edições seguintes, nem para isso a historia, totalmente descartável, terá utilidade.

Magneto: Sedução Sombria é uma saga que mostra a busca do mutante por meios que o façam voltar a ter toda a plenitude de seus poderes, sem ter que depender da energia de Polaris para tanto. Fabian Nicieza constrói uma história legal, já que mostra como anda a vida em Genosha depois da chegada de Magneto ao poder.

O que causa estranheza na história é a formação dos Vingadores. Daquela que estamos acostumados a ver em Homem-Aranha, só restam o Homem de Ferro e a Feiticeira Escarlate. Os demais deram lugar à Mulher-Hulk, Warbird, Triatlo, Vespa e Gigante. O porquê disso, segundo a Abril, será mostrado em HA # 17, já que neste mês não teremos Vingadores em HA. O destaque negativo fica por conta da arte da dupla Ryan/Santamaria, que compromete o trabalho razoável feito por Roger Cruz no resto da história.

X-Men: Anos Incríveis mantém a mesma qualidade das edições anteriores. Byrne fecha alguns fios soltos na trama e abre outros que, infelizmente, só serão vistos “amarrados por nós”, no ano que vem. A Abril decidiu encerrar a saga por enquanto. Sabe-se lá porque. Destaque para a menção que Magneto faz a Senhor dos Anéis, num dos diálogos com Sauron.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.