X-MEN # 49

Por Zé Oliboni
Data: 1 dezembro, 2006


Título: X-MEN # 49 (Panini
Comics
) – Revista mensal
Autores: X-Men – Chuck Austen (roteiro) e Salvador Larocca (desenhos);

Novos X-Men – Academia X – Nunzio Defilippis, Christina Weir (roteiro) e Staz Johnson (desenhos);

Os Fabulosos X-Men – Chris Claremont (roteiro) e Olivier Coipel (desenhos).

Preço: R$ 6,90

Número de páginas: 96

Data de lançamento: Janeiro de 2006

Sinopse: X-Men – Destrutor e sua equipe partem com tudo pra cima da nova Irmandade de Mutantes.

Novos X-Men – Academia X – A disputa entre Novos Mutantes e Satânicos se transforma numa guerra.

Os Fabulosos X-Men – Em busca de vingança pela humilhação de sofreu em Madripoor, Víbora força Ororo e a ESX a lutarem pela vida no Mundo do Crime.

Positivo/Negativo: Uma nova Irmandade de Mutantes deu as caras este mês em X-Men. Esse grupo de vilões que deve estar lá pela sua milésima formação sempre tentou ser uma espécie de antítese aos alunos de Xavier e já teve seus bons momentos.

Mas depois de tudo que aconteceu com os mutantes, essa idéia de um grupo contra outro fica bem sem graça. Austen tenta deixar algum suspense para atrair o leitor, como a enfermeira Annie indo embora ou a possível traição do Fanático, mas parece que tudo caminha para uma conclusão óbvia.

Para os leitores de X-Men Extra #
49
que querem saber o destino da ex-Exilada Nocturna sem ter que
comprar esta revista, ela está atuando com a nova Irmandade. Até o momento,
nenhuma explicação foi dada, mas é certo que a personagem era mais bem
aproveitada na sua equipe anterior.
Os desenhos de Larocca continuam “sem sal”. Tem alguns momentos legais, mas ele não cuida dos detalhes ou de personagens que aparecem no fundo das cenas. O que melhorou foram as cores, com a troca dos Estúdios Udon pela Liquid!. Apesar de ainda ter uma colorização bem digital e muito clara, os efeitos de iluminação e os tons usados ficaram mais realistas.

Novos X-Men – Academia X costumava ser o melhor título da revista. Infelizmente, foi contagiado pelo espírito do resto do mix e teve uma de suas piores histórias. Os alunos se perdem em brigas internas sem graça, fazendo uma abordagem mais individualista de cada personagem.

Eles não têm apelo individualmente e nenhum funciona bem sozinho, a graça da revista era justamente eles como equipe.

Desde de que Staz Johnson assumiu o desenho, ela também perdeu um pouco do seu brilho. Ele faz um traço tradicional, sujo, carregado de riscos desnecessários e pouco consistente. Novos X-Men – Academia X funcionava melhor com o estilo mais solto e puxado para o mangá.

Bem, duas histórias de Os Fabulosos X-Men afundam qualquer revista. Como sempre um roteiro batido, sem graça alguma, com aquelas situações chocantes que todo mundo sabe que não são verdade. Como, por exemplo, a morte de Sábia. Desde Extreme X-Men, ela foi a personagem-chave nos roteiros de Claremont, e o autor certamente ele não iria matá-la.

A única coisa boa nessas histórias são as falas de Bishop e Noturno sobre Wolverine. Quando Bishop pergunta como Logan consegue ter tantos compromissos, Kurt responde que é porque ele é o melhor no que faz.

Os desenhos de Coipel não ajudaram muito. Apesar de ter um traço firme, ele faz alguns personagens muito largos e com a cabeça pequena e arredondada.

Classificação:

• Outros artigos escritos por

.

.

.