X-MEN EXTRA # 2

Por Rodrigo L. Monteiro
Data: 1 dezembro, 2001

X-Men Extra #2Título: X-MEN EXTRA # 2 (Panini Comics) – Revista mensal

Autores: X-Men Eternamente – Fabian Nicieza (texto), Kevin Maguire (lápis), Andrew Pepoy (nanquim), Paul Monts (cores);
X-Men – Will Pfeifer e Michael Golden (texto), Walter Taborda e Michael Golden (lápis e nanquim), JC e Michael Golden (cores);
X-Man – Steve Grant (texto), Charlie Adlard (nanquim), Jung Choi (cores).

Preço: R$ 6,90

Data de lançamento: Fevereiro de 2001

Sinopse: Homem de Gelo, Fênix, Mística, Groxo e Fanático, depois de visitarem momentos decisivos em sua história passada, vão ao futuro. Na volta, descobrem que Prona os esteve manipulando e que a chave para a derrota do Estranho e a salvação do futuro está em Groxo.

Nas histórias seguintes, três tapa-buracos: um homem que reforma um Sentinela para usar como atração em seu circo descobre que ele mesmo é um mutante; um espírito do mal ataca Vampira e Jean Grey nas ruas de Nova York; e Nate Grey, o X-Man, ajuda a libertar uma mutante com um poder singular: tudo o que ela toca, vira ouro. Obviamente, uma maldição acompanha esse dom maravilhoso…

Positivo/Negativo: Se por um lado X-Men Eternamente mostra que Fabian Nicieza pertence àquela classe de roteiristas que se destacam por conhecer a fundo o Universo Marvel e, por isso, conseguem escrever histórias acima da média, por outro a impressão que fica é que a saga foi feita sob encomenda com um objetivo primordial: “evoluir” Groxo e Mística, para que ambos ficassem com aspectos – e, no caso de Groxo, poderes – similares aos de suas versões cinematográficas.

Essa impressão acaba por macular o bom trabalho de Nicieza e Maguire. Mesmo assim, ainda é uma história acima da média, se comparada às demais tramas recentes dos X-Men.

As histórias seguintes são tapa-buracos que apenas cumprem esse papel. Todas são dispensáveis. Além disso, a do X-Man pode causar muita estranheza, já que o personagem aparece com um visual totalmente diferente daquele mostrado pela última vez aos leitores brasileiro, sem que nenhuma explicação em relação a isso fosse dada.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.