ZAGOR – ESPECIAL 30 ANOS DE BRASIL

Por José Ricardo do Socorro Lima
Data: 1 dezembro, 2008


Autores: Jacopo Rauch (roteiro) e Roberto D’Arcangelo (arte).

Preço: R$ 9,90

Número de páginas: 112

Data de lançamento: Agosto de 2008

Sinopse: Zagor, Chico e o xerife Boorman saem no encalço de perigosos bandidos travestidos de militares, que têm a intenção de libertar o maléfico Decker da prisão.

Positivo/Negativo: Esta edição do Espírito da Machadinha, infelizmente, nada tem de especial, salvo o preço.

Desde que Zagor chegou ao Brasil, houve edições que puderam, com certeza, ganhar o título de especiais, como o nº 1 da Vecchi, com 170 páginas e a origem do personagem; o nº 6 da Record, com a maxi-história O Raio da Morte; e outras.

Para ser realmente especial, a edição deve conter algo que seja não corriqueiro, ou seja, uma grande história, com matérias sobre o personagem. O já citado Zagor # 6 é prova disso. O mesmo vale para Zagor Especial # 2, da Mythos, com a revista-brinde dos 25 anos do herói.

Se esses dois gibis acima forem comparados a Zagor – Especial 30 Anos de Brasil é quase covardia. Esta edição não tem formato italiano, não trouxe uma matéria sequer sobre o herói e a trama nada tem de importante, muito pelo contrário, é uma das mais fracas já vividas pelo Espírito da Machadinha.

Infelizmente, os leitores brasileiros tiveram de se contentar com uma edição totalmente sem graça.

Quando a Mythos anunciou que publicaria uma revista especial, divulgou que conteria Homens em fuga, aventura com quase 300 páginas. Depois, a editora verificou que essa edição sairia muito cara (por volta de R$ 30,00) e resolveu que 112 páginas seriam suficientes para os fãs. Que planejamento editorial!

Em razão dessa péssima escolha, feita às pressas, foi às bancas um gibi fininho, custando 43,47% a mais do que a revista de linha.

Nem mesmo as páginas com as capas foram revisadas. Vale notar que a capa de Zagor Extra # 43 não corresponde à revista lançada pela Mythos, mas sim à edição italiana.

Enfim, o leitor paga mais R$ 3,00 para ter direito de ver as capinhas dos gibis lançados nos últimos cinco anos. 43,47% de acréscimo para ver algo que muitos fãs já têm em sua coleção.

E há ainda o maior de todos os paradoxos: os números # 20 e # 21 de Zagor Especial trarão a história Homens em fuga, conforme já divulgado pelo Blog do Zagor. Como cada revista deve custar, no mínimo, R$ 15,90, o leitor pagará R$ 31,80 para ter a aventura completa.

Ou seja, o fã não podia pagar R$ 30,00 por um gibi realmente especial, mas pode por dois Zagor Especial. Difícil entender o raciocínio dos editores. A Mythos perdeu uma oportunidade ímpar para brindar os zagorianos com algo que merecesse estar em suas coleções.

Os leitores certamente comprariam um especial mais caprichado com prazer – se fosse mais barato, claro, melhor. Infelizmente, tiveram que se contentar com o que lhes foi entregue.

Resta torcer para que esse erro crasso não volte a se repetir. Afinal, no ano que vem, Zagor chega à centésima edição!

A edição escapa da nota mínima porque pelo menos a Mythos, pela segunda vez, se lembrou do aniversário do herói.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.