Causos do mercado de quadrinhos: Batman na Marvel!

Por Sidney Gusman
Data: 21 fevereiro, 2014

Já faz algum tempo que colocar notícias falsas no dia 1º de abril virou carne-de-vaca. Lembro que, em 1999, quando colaborava com o extinto site AREA-51, escrevi uma notinha dizendo que a DC faria um crossover do Flash com o Papa-Léguas. E pensar que, anos depois, pintou uma propaganda bem legal do Cartoon Network em que os dois, mais o Ligeirinho, apostavam uma corrida. Veja abaixo!

Mas a história impagável de 1º de abril que vivenciei foi em 2002, quando era editor executivo da Conrad. Logo que chegamos à redação, o meu amigo Odair Braz Júnior, vulgo Juneca, pediu pra galera bolar notas mentirosas para colocarmos no site Herói.

E lá fomos nós. Eu escrevi que o ator David Boreanaz, o vampiro canastrão de Angel, seria o novo Superman do cinema (lembre-se: nem o filme com Brandon Routh tinha saído ainda); o Cleiton Campos, que o Silvio Santos ia entrar na Casa dos Artistas; o Mateus Reis, que o Bender, o robô doidão do desenho Futurama, ia fazer uma ponta em Star Wars II – O Ataque dos Clones; e por aí afora! Tudo pura embromation, que, com uma rápida navegada na net, qualquer um sacaria que era mentira!

Homem-Aranha e BatmanMas a melhor foi a do Juneca: o Batman tinha sido vendido pra Marvel, ou melhor, emprestado, com todos seus coadjuvantes, por um período de dez anos, mas com chances de renovação de contrato após esse prazo!

Beleza, ficamos vendo os comentários dos leitores e dando risada. Vários sacaram, lógico! Mas eis que, no dia seguinte, eu estava fazendo meu clipping informal pra saber se os grandes jornais do Brasil tinham dado alguma matéria sobre quadrinhos, e trombei com a notícia no site do O GloboMarvel compra Batman! Checar informação pra quê, né?

Caí na gargalhada na hora e, claro, falei pro Juneca que essa era pra colocar no currículo. Logo que ele colocou no Herói uma nota dizendo quais eram as mentiras publicadas no dia anterior (com direito a uma sutil tiração de sarro), o site do jornal carioca sumiu com a matéria! Mas já era tarde demais!

Prevendo que isso ocorreria, sugeri ao Juneca que mandássemos um motoqueiro na banca da Rodoviária do Tietê, para comprar a edição impressa d’O Globo daquele inesquecível 2 de abril de 2002. Dito e feito! Até hoje, ele deve ter esse souvenir do dia em que fez um dos mais importantes jornais do Brasil dar uma “barriga” sensacional.

Ah, só pra constar: apesar de ser uma prática batida, até hoje tem muitos veículos de comunicação que caem em brincadeiras de 1º de abril. Que beleza!

Papum: Marvel compra Batman

Post publicado originalmente em 20/05/2006, no antigo Blog Universo HQ

• Outros artigos escritos por

.

.

.