Os 75 anos de The Adventures of Superman

Por Marcus Ramone
Data: 19 fevereiro, 2015

Neste mês, a clássica série radiofônica The Adventures of Superman completou 75 anos.

Mais do que ser celebrado como a primeira incursão do Homem de Aço fora dos quadrinhos, o programa de rádio merece ser creditado como um importante elemento da construção e consolidação do personagem como um dos ícones da cultura pop mundial.

Foi nessa série, estrelada por Bud Collye e Joan Alexander – as vozes do personagem-título e de Lois Lane, respectivamente – e transmitida no período de 12 de fevereiro de 1940 a 1º de março de 1951, que surgiu o famoso slogan “Mais rápido do que uma bala, mais forte do que um trem”, além da kryptonita e o primeiro encontro do Superman com Batman e Robin.

Também foi em The Adventures of Superman que estrearam Perry White e Jimmy Olsen (este último foi “batizado” na série, pois já havia feito uma aparição anônima no gibi Action Comics).

Mas, apesar desses e de muitos outros elementos do universo do herói kryptoniano terem sido introduzidos na série, o que marcou a história do programa foi seu envolvimento com a realidade em um episódio de grande repercussão nos Estados Unidos.

Em janeiro de 1946, o episódio The Clan of the Firing Cross, primeiro de uma série de 16 capítulos em que o Homem de Aço enfrentava e derrotava a Ku Klux Klan – famosa e cruel seita racista que vivia um processo de renascimento e expansão nos Estados Unidos –, abalou de forma decisiva essa organização na vida real.

Tudo começou quando o ativista Stetson Kennedy se infiltrou na KKK e aprendeu seus códigos, sinais, rituais e outros detalhes até então desconhecidos e passou as informações para os produtores de The Adventures of Superman, resultando, um ano depois, na desestabilização da seita até o ponto de reduzir suas ações criminosas e o recrutamento de novos integrantes.

 

Superman no rádio

• Outros artigos escritos por

.

.

.