Resenha: Novo Batman é muito mais que uma “adaptação de quadrinhos”

Por Sidney Gusman
Data: 18 julho, 2008

Batman – O Cavaleiro das Trevas, que estréia hoje nos cinemas do mundo inteiro (em São Paulo haverá até 15 bat-sinais espalhados pela cidade), rompe uma barreira que serve para classificar – e limitar, por que não? – dezenas de outras películas baseadas em personagens de HQs: o longa-metragem dirigido por Christopher Nolan não pode ser meramente colocado na “categoria” que se convencionou chamar de adaptação de quadrinhos. É muito mais do que isso. É um grande filme!

O roteiro é tão bem construído que, em determinados momentos, tem-se a impressão de que o filme funcionaria mesmo se não fosse focado num dos super-heróis mais famosos do planeta. É absolutamente fiel aos quadrinhos do Homem-Morcego? Não. Alguns fãs xiitas podem espernear por conta disso? Certamente. Mas, ainda assim, Nolan construiu um longa que agrada ao espectador comum e ao leitor das HQs do personagem.

Todas as situações mais tensas na trama são muito bem desenvolvidas durante os 142 minutos de filme: a corrupção que assola a polícia de Gotham City, exatamente como ocorre em tantas metrópoles do mundo real; a construção do relacionamento entre Jim Gordon (Gary Oldman), Batman (Christian Bale) e Harvey Dent (Aaron Eckhart); o triângulo amoroso do promotor de justiça, sua assistente e namorada Rachel Dawes (Maggie Gyllenhall) e Bruce Wayne; a desconfiança da população em relação ao Homem-Morcego; o sentimento insano que move o Coringa (Heath Ledger); a maldade que pode advir do medo (ou vice-versa) e outras.

Batman - O Cavaleiro das Trevas Batman - O Cavaleiro das Trevas

Ledger, morto em janeiro de 2008, é realmente a presença mais marcante do longa-metragem. Seu Coringa é cruel ao extremo, e sempre com um senso de humor, no mínimo, macabro. Chega a assustar. E ele só quer provar que todo ser humano pode ser mau. Ou, até, tornar-se um assassino.

Nesse aspecto, especialmente em dois marcantes diálogos do vilão com o Batman, os fãs de quadrinhos identificarão similaridades do filme com a clássica graphic novel A Piada Mortal, escrita por Alan Moore e desenhada por Brian Bolland. Mas isso é inserido dentro de uma trama maior.

Mas Ledger brilha sem ofuscar os outros atores. Ao contrário do Batman de 1989, em que Jack Nicholson anulou por completo Michael Keaton, neste longa o Cavaleiro das Trevas é representativo. Bale tem uma ótima atuação, tanto na pele do playboy Bruce Wayne, quanto na do defensor de Gotham City. O único senão, que certamente desagradará a alguns fãs, é que o herói continua falando aos sussurros.

Também merecem destaque as atuações de Gary Oldman, Aaron Eckhart, Morgan Freeman e Michael Caine, os dois últimos nos papéis de Lucius Fox e Alfred Pennyworth, respectivamente. Cabe ao diretor das Indústrias Wayne e ao mordomo do milionário a missão de criar piadas que arrancam risadas do público.

Batman - O Cavaleiro das Trevas Batman - O Cavaleiro das Trevas

Realmente, o elenco recheado de talentos foi usado em Batman – O Cavaleiro das Trevas com extrema competência. Todos os principais atores têm seu momento de destaque no filme. E tudo muito bem dosado no desenvolver da história.

O clima quase permanente de tensão e terror psicológico, assim que o Coringa começa a ameaçar Gotham City, é permeado por muita ação (para quem reclamou que “pouco se enxergava das batalhas corporais em Batman Begins“, há muita pancadaria “às claras”), suspense, cenas espetaculares e até pitadas de romance e humor. Junte-se a isso o fato de que maquiagem, efeitos especiais e trilha sonora são todos de primeiro nível, e fica evidente por que esteBatman é tão superior às versões anteriores do personagem para a telona.

Ao final de quase duas horas e meia, é fácil concluir que o personagem Batman nunca teve um tratamento tão digno no cinema quanto o que lhe foi destinado em O Cavaleiro das Trevas. Este longa-metragem certamente se tornará um modelo a ser seguido. Não só na franquia do Morcego, mas em todas as adaptações de quadrinhos que almejam ser mais do que isso.

Batman – O Cavaleiro das Trevas
Duração: 152 minutos
Estúdios: Warner Bros.
Direção: Christopher Nolan
Roteiro: Jonathan Nolan, Christopher Nolan e David S. Goyer
Elenco: Christian Bale, Michael Caine, Morgan Freeman, Gary Oldman, Cilian Murphy, Heath Ledger, Aaron Eckhart, Maggie Gyllenhaal, Monique Gabriela Curnen, Nestor Carbonell e Eric Roberts.

Batman - O Cavaleiro das Trevas Batman - O Cavaleiro das TrevasBatman - O Cavaleiro das Trevas Batman - O Cavaleiro das TrevasBatman - O Cavaleiro das Trevas

• Outros artigos escritos por

.