A trajetória do Homem-Aranha nos quadrinhos

Por Sérgio Codespoti
Data: 29 abril, 2014

Os outros Homens-Aranha

Além de Ben Reilly, que foi o Aranha Escarlate e também assumiu a identidade de Homem-Aranha, outros quatro personagens (três deles alternativos) são importantes: Miguel O’Hara, o Homem-Aranha 2099; Dr. Octopus virando o Homem-Aranha Superior; e as duas versões do Homem-Aranha da linha Ultimate Marvel: Peter Parker e Miles Morales.

Miguel O’Hara estreou em 1992, em The Amazing Spider-Man # 365, em um preview da primeira edição de Spider-Man 2099, numa história de Peter David ilustrada por Rick Leonardi.

O’Hara é um brilhante geneticista latino-americano tentando recriar os poderes do Homem-Aranha, no ano 2099. O personagem surgiu na celebração do aniversário de 30 anos do herói aracnídeo e foi o primeiro da linha Marvel 2099, que incluía revistas como Ravage 2099, Dr. Doom 2099 (com o Doutor Destino), Punisher 2099 (do Justiceiro), X-Men 2099, Hulk 2099 e até Ghost Rider 2099 (com o Motoqueiro Fantasma).

A linha Marvel 2099 foi um sucesso comercial, com títulos vendendo consistentemente acima dos 100 mil exemplares. Mas, em 1996, ano turbulento para a “Casa das Ideias”, o editor da linha, Joey Cavalieri, foi demitido.

Como consequência, a maioria dos escritores da linha, incluindo Peter David, se afastou de suas respectivas revistas em solidariedade ao colega. Os títulos continuaram sendo publicados por mais alguns meses com autores convidados, mas não conseguiram recuperar o interesse dos leitores e a Marvel 2099 foi cancelada meses depois.

Spider-Man 2099 # 1 Ultimate Spider-Man # 1

A linha Ultimate Comics (inicialmente batizada no Brasil de Marvel Século 21, pela Abril, e depois Millennium, pela Panini, até assumir definitivamente o nome Ultimate Marvel) foi lançada, em 2000, com as revistas Ultimate Spider-Man e Ultimate X-Men.

A proposta era criar versões mais modernas dos personagens originais, livres dos mais de 40 anos de cronologia. O Peter Parker de Ultimate Spider-Man durou 160 edições.

Essa versão da série distorce as ideias originais, possuindo vários dos mesmos personagens e até arcos similares, mas com histórias e relacionamentos bem diferentes.

Gwen Stacy, por exemplo, não morre nas mãos do Duende Verde, mas num ataque do Carnificina, enquanto morava com a família Parker. Posteriormente, um clone da personagem infectado com pó simbionte do Carnificina volta a aparecer nas histórias. Kitty Pryde, a Lince Negra, dos X-Men, é uma das namoradas de Peter Parker na série.

O Peter Parker da linha Ultimate morre em Ultimate Comics Spider-Man # 160 e é substituído por Miles Morales, um jovem negro, de origem latino-americana, cuja primeira aparição ocorreu em Ultimate Fallout # 4.

Peter Parker morre em Ultimate Comics Spider-Man # 160Mile Morales em Ultimate Comics All-New Spider-Man # 1

O personagem foi criado por Brian Bendis, influenciado pela campanha do ator Daniel Glover, do seriado Community, para assumir o papel do Homem-Aranha na nova trilogia de filmes da Sony Pictures. O estúdio optou por Andrew Garfield, que interpretou o herói em O Espetacular Homem-Aranha.

Morales encontrou o Peter Parker original na minissérie em cinco partes Spider-Men, publicada em 2012 e que saiu no ano seguinte no Brasil, pela Panini, num especial. Esse foi o primeiro crossover mostrando um encontro entre personagens das duas linhas de revistas da Marvel.

Em 2012, a editora decidiu chacoalhar a vida do herói aracnídeo mais uma vez e criou uma saga na qual o Dr. Octopus troca de corpo com Peter Parker. Com isso, além de escapar da morte, pois seu corpo decrépito não aguentaria muito tempo, ainda condenaria seu arqui-inimigo. Assim, surgiu o Homem-Aranha Superior.

Mas Peter já retornou, pouco mais de um ano depois.

Spider-Men Superior Spider-Man # 1

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8

• Outros artigos escritos por

.

  • Judd Cruz

    Dá prazer ler um texto assim, parabéns pelo ótimo trabalho! O homem aranha é definitivamente o herói mais humano e popular de todos e pra mim tem a melhor trajetória de vida entre todos os heróis.