Action Comics chega a mil edições com reunião de grandes autores

Por Samir Naliato
Data: 22 janeiro, 2018

No próximo mês de abril, a DC Comics publicará Action Comics # 1000, que se tornará a primeira revista em quadrinhos de super-heróis a atingir uma numeração milenar.

A revista foi lançada em 1938, com a hoje icônica capa do Superman carregando um carro. Foi nesta edição que o Homem de Aço estreou, criado pro Jerry Siegel e Joe Shuster, e deu início à Era de Ouro dos quadrinhos dos Estados Unidos, e a um gênero que viria a dominar o mercado daquele país.

Desde então, Action Comics passou por diversas mudanças. Inicialmente, tinha o perfil de antologia, pois trazia histórias de diferentes personagens. Com o passar dos anos, dedicou suas páginas apenas ao Superman, devido ao grande sucesso do personagem.

Sendo publicada por tanto tempo, outras características se seguiram, como histórias secundárias de outros heróis e mudar para periodicidade semanal, o que ajudou a aumentar ainda mais a numeração.

Em 2011, a revista foi relançada a partir do primeiro número, como parte das iniciativas da fase Novos 52. Mas, em 2016, voltou ao normal com o lançamento da fase Renascimento.

Com a marca inédita, a revista Action Comics # 1000 terá 80 páginas pelo preço de US$ 7.99. Além disso, será publicado o especial Action Comics # 1000 – 80 Years of Superman, uma edição em capa dura com 384 páginas que custará US$ 29.99 e trará textos, ensaios e artes sobre o Homem de Aço e a trajetória deste emblemática revista ao longo de 80 anos. A pré-venda deste último está disponível também na Amazon Brasil.

Serão diversas histórias produzidas por uma seleção de autores.  Dentre eles, estará Brian Michael Bendis, fazendo sua estreia na DC Comics, após assinar contrato com a editora no final ano passado.

Outros serão Dan Jurgens (atual roteirista da série), Marv Wolfman (com um roteiro baseado numa arte inédita do desenhista Curt Swan), Richard Donner (diretor de Superman, o filme), Geoff Johns, Olivier Coipel, Peter Tomasi, Patrick Gleason, Paul Dini, José Luis García-López, Tom King, Clay Mann, Jordie Bellaire, Brad Meltzer, John Cassaday, Laura Martin, Louise Simonson, Jerry Ordway, Scott Snyder, Tim Sale e outros a serem anunciados.

A imagem da capa, divulgada pela Entertainmen Weekly, mostra o Superman usando novamente um traje com o famoso calção vermelho, que havia sido abandonado em 2011 nos quadrinhos e também não fazia parte das animações e filmes recentes.

Action Comics # 1000

 

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Henrique Brum

    Quadrinho no Brasil ta muito caro…Super edição histórica nº 1000, quase 400 paginas, 80 anos do personagem e o americano paga 29,90, super tranquilo….aqui a gente paga isso em uma edição qq de 100 paginas. Não to dando conta de preços nem em sebos aqui…

    • Ronildo Abijaude

      Considerando o valor atual do dólar essa revista sairia sairia fácil, fácil por uns R$100 ou muito mais.
      Aqui gourmetizaram os gibis, tem que ser tudo “adulto”, capa dura, papel que se pinga água ele enruga e por aí vai…

  • Cassiano Cordeiro Alves

    Superman que vale usa cueca vermelha por cima da calça SIM!

  • VAM!

    Olá Samir, td na Paz?

    SE a revista foi zerada nos N52, essa contagem não deveria estar valendo, não é mesmo?

    MAS, assim como ninguém liga mais para oque foi os N52, a gente comemora da mesma maneira.

    E sobre a ilustra da capa, particularmente eu preferia o García-López, pois ele desenha um Super muito mais imponente. Mas isso é questão de gosto, cada um tem o seu.

    Abs,
    VAM!

  • Canoa Furada

    Essa capa do Jim Lee me parece modesta demais pra grandiosidade do evento.

  • VAM!

    Me expliquei por por favor então, como não foi zerada se a capa #1 não exibiu nem as duas numerações em simultâneo:

    http://livedoor.4.blogimg.jp/vsokuvip/imgs/d/0/d0dcaab0.jpg

    Abs,
    VAM!

  • Ops! Valeu! :)

    • frases_Mr.Satan

      Pensei que eles tinham encontrado um tora em hebraico com a 1ª história do super-judeu rsrsrs

  • Ed mundo

    Sem-vergonhice e cara de pau destes editores da DC. ZERARAM (não venham me dizer o contrário, fanboys puxa-sacos) as lendárias Action Comics e Detective Comics, mesmo após milhares de reclamações de colecionadores das duas revistas, dando uma banana para os mesmos, a agora conclamam a comunidade a comemorar o número 1000?! Aonde? Como explicar pra quem sempre se manteve fiel este buraco vergonhoso de 52 números na coleção? Deviam recomeçar a numeração de onde pararam, como castigo, nem que pra isso acelerassem a periodicidade pra chegar ao 1000. Seria mais honesto e não passaria a impressão de que somos otários, compramos qualquer ideia. Aqui, farroupilha!!!

  • Ed mundo

    Então mostre as capas dos novos 52 com a numeração paralela.

  • Luiz Magno

    80 anos de tantos desenhistas e colocam Jim Lee na capa…
    O Superman de Garcia-Lopez é muito mais icônico.

  • VAM!

    “…Isso meu amigo são negócios afinal de contas…”

    Sempre foram, desde que o Major Wheeler fundou a National em 1934.

    Mas, a verdade é uma só e no final das contas, cabe a cada um se importar com ela ou não.

    Abs,
    VAM!

    • Monitor

      A verdade é uma para cada indivíduo, por isso viva o diálogo, o ponto de vista individual e a liberdade de poder conversar, discordar e não se ferir. Abraços.

      • VAM!

        Concordo com você plenamente!

        Divergências de opiniões sempre existirão pois independente do que é fato concreto, cada um tem a liberdade de escolher pra si a versão desse fato, que melhor lhe aprouver.

        E vivamos a liberdade de sermos felizes com elas.

        Abs,
        VAM!