Alexandre Kalil, prefeito de Belo Horizonte, diz que FIQ e outros eventos não correm risco

Por Samir Naliato
Data: 12 abril, 2017

Como noticiado ontem pelo Universo HQ (leia aqui), o FIQ – Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte vive um momento de incerteza, acerca de sua realização neste ano. Outros eventos culturais da capital mineira também estão ameaçados.

Mas, de acordo com o prefeito Alexandre Kalil, em seu primeiro ano exercendo o cargo, o FIQ e as demais atrações estão garantidas e não correm nenhum risco de não serem realizadas. A declaração foi feita em entrevista ao jornal O Tempo.

“Não (estão em risco). Mas temos que arrumar o dinheiro. Isso é o dever do gestor público. Vamos ter a Virada, o Festival de Literatura, toda a programação cultural. Mas é dever do Estado arrumar o dinheiro. É claro que não vai faltar dinheiro. Vamos atrás da iniciativa privada, botar o prestígio pessoal do prefeito para não faltar nada. Temos ‘N’ maneiras de fazer, mas não podemos tirar dinheiro da saúde. O meu compromisso com o pessoal da cultura é não deixar faltar. Mas me deixem trabalhar para não deixar faltar. Se não cortar, não tem cultura”, disse Kalil.

Este momento turbulento na pasta de cultura de Belo Horizonte se deve a algumas reestruturações que estão sendo feitas.

No início deste mês, Leônidas Oliveira deixou o cargo de comando da Fundação Municipal de Cultura para se dedicar a um pós-doutorado em Portugal. Além disso, Kalil recriará a Secretaria Municipal de Cultura, promessa de campanha.

“Nós temos um orçamento hoje de R$ 50 milhões (para a cultura), e praticamente R$ 30 milhões estão indo embora na folha de pagamento. Isso não pode acontecer. Com a saída do Leônidas, nomeei interinamente a Simone Araújo (da Diretoria de Ação Cultural Regionalizada). Ela vai ficar até acabarem os feriados. Vamos criar a Secretaria de Cultura e a Fundação vai ficar debaixo dela”, explicou o prefeito.

Com a declaração de Alexandre Kalil, fica a expectativa do anúncio oficial sobre a realização do FIQ e suas respectivas datas.

Atualização: Pouco depois da publicação deste artigo, a Prefeitura de Belo Horizonte, por meio de seu Twitter oficial, também confirmou o evento.

Alexandre Kalil

• Outros artigos escritos por

.

  • Saca a volta que esse cara deu, certeza que não cortaram achando que era qualquer coisa ai depois veio assessor mostrar a reclamação em sites e redes sociais

    • Fernando Amaral

      Político só funciona assim, na pressão.

      • Stephan

        Uma pena que ele tenha voltado atrás, porque depois a desculpa de que não tem dinheiro para fazer o que tem de ser feito vai ser plenamente justificável, pois gastou o que não podia ou não devia com algo que não dá retorno financeiro à cidade…

      • Pedro Ribeiro

        Verdade!