Conheça o Superman chinês da DC Comics

Por Samir Naliato
Data: 19 abril, 2016

New Super-Man # 1Uma das novidades reveladas pela DC Comics ao anunciar Rebirth foi a revista New Super-Man, escrita por Gene Luen Yang, vencedor do Eisner Award, em 2007, com a graphic novel O chinês americano (publicado no Brasil pela Quadrinhos na Cia.). No ano passado, ele também levou o prêmio de melhor roteirista.

As histórias apresentarão um “novo” Superman, de origem chinesa, abordando os ideais defendidos pelo Homem de Aço dentro de um contexto cultural diferente.

Esse lançamento foi um dos destaques do especial 12 curiosidades sobre Rebirth e os planos da DC Comics, matéria publicada pelo UHQ há algumas semanas e que pode ser lida aqui.

O autor falou um pouco mais sobre o desafio de criar o personagem e a sua relutância inicial em aceitar o trabalho.

“Quando a DC me ofereceu a chance de escrever um Superman chinês, meu instinto foi de recusar. A família da minha mãe deixou a China quando ela era bebê e passou a maior parte da infância em Hong Kong e Taiwan. Meu pai nasceu e foi criado em Taiwan. A minha família não vive na China há pelo menos uma geração”, explicou.

Gene lembrou que só visitou a China duas vezes e escreveria as histórias como um forasteiro, uma pessoa sem conhecimento de dentro da situação do país. “Mas eu tenho encorajado as pessoas a saírem de suas zonas de conforto, ler coisas diferentes. Como eu poderia recusar essa oportunidade de me desafiar?”

“Além do mais, a revista é parte da iniciativa Rebirth. Eu trabalharia com Geoff Johns, um dos melhores escritores do mundo. Acima de tudo, o projeto cresceu a partir de uma ideia do Jim Lee. Quem pode dizer não ao Jim Lee?”, relembrou.

Inicialmente, o alter ego deste novo super-herói seria Kenji Kong, escolhido a partir de uma série de regras determinadas pelo autor, dentre elas que fosse um nome chinês plausível, tivesse relação com a jornada do personagem e ecoasse sonoramente as iniciais de Clark Kent.

Entretanto, Kenji também é muito popular no Japão e, para evitar mal entendido com as origens dele, buscou-se uma alternativa até chegar em Kenan Kong.

Gene Luen Yang explica esse processo em detalhes no blog do site da DC Comics.

New Super-Man # 1 chegará às comic shops norte-americanas em julho deste ano, com desenhos de Viktor Bogdanovic.

New Super-Man

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Bruce “Preparado” Wayne

    Caramba, adorei a ideia!!

    • Valdir

      Também gostei da ideia. Porém, por outro lado, fico pensando: seria realmente necessário criar um novo personagem, “plágio” do Superman, uma vez que temos o Shazam (ou Capitão Marvel) tão mal aproveitado pela DC? Nada contra o “New Super-Man”, mas gostaria muito que a DC desse um destaque maior ao Vermelhão.

  • Kaladin

    Foi uma ótima ideia, mesmo criando mais um “clone” do Superman. Digo isto porque a premissa desta nova série não é simplesmente mostrar um novo herói superpoderoso, mas sim, mostrar como o legado e os valores morais do Superman afetam este jovem e como ele usará seus poderes.

    A “cópia” desta vez não se deu por meio dos poderes, mas sim, do verdadeiro espírito do herói original. Na minha opinião, isto torna o projeto extremamente interessante e, até mesmo, original.

  • W.Santos

    Não gostei da ideia. Nos Novos52, a DC ficou sem nenhum Superman, mas 2 “Superboys”. E agora, que ela tem a chance de se redimir, vem com mais um Super genérico, sem falar no lance do Lex Luthor usar também a insígnia de El.Vai acabar provocando uma superexposição desnecessária do tema. Melhor seria investir no Shazam!

    • Kaladin

      Entendo bem o que quer dizer, e também espero com ansiedade o momento em que investirão em Shazam. Também concordo que nos Novos 52 tínhamos dois Superboys e nenhum Superman. Isto felizmente acabou.

      Mas acho que não haverá superexposição do tema porque o personagem em si não está sendo exposto demais, diferente do que acontecia na Marvel quando Wolverine participava ao mesmo tempo de 4-5 grupos de heróis. A questão do Luthor é só uma consequência dos eventos narrados em Darkseid War, e deve se resolver logo.

      Na minha opinião, eles estão tentando trabalhar Superman como o ícone que ele sempre deveria ter sido, um modelo que muitos heróis e aspirantes tentam seguir, como era na época de John Byrne décadas atrás.

  • Kleiton Tariga

    A HQ que eu mais espero no DC Rebirth.

  • MateusDrake

    Eu achava Kenji Kong mais sonoro, mas que venha o Kenan.

    O símbolo de Superman em ideogramas chineses faz mais sentido que o “Esse”, entretanto.

  • Paul

    ‘S’, capa esvoaçante e a determinação de manter tudo em seu lugar. Ancioso pra ler esses universos do maior super-heroi de todos os tempos, o Superman.

  • N-rod Nelson Luiz

    bem que ele poderia lutar kung fu, hein? #ficadica

  • Alex

    Podia ser King Kong.

  • m barbosa

    Isso é puro marketing da DC, é a tendência que o mercado cinematográfico da China se torne o maior do mundo ela (DC) sabiamente quer introduzir o maior herói da história na cultura chinesa, com isso o Super se torna um ídolo e orgulho nacional e com isso vendendo milhões de HQs. Se der certo logo logo a Marvel copia, afinal ela e mestre em copiar.

  • Nilton Pereira

    Muito bom ,,,,, quero ver um super-herói defendendo valores inversos a estes norte-americanos, como consumismo e individualismo.