Eaglemoss expandirá coleção DC Comics de graphic novels

Por Samir Naliato
Data: 21 novembro, 2017

Lançada oficialmente em setembro de 2015, a DC Comics Coleção de Graphic Novels, da editora Eaglemoss, ganhará uma expansão além dos 60 volumes programados inicialmente. A série é publicada quinzenalmente e, no fechamento desta matéria, encontrava-se com o número 52 nas bancas. O 60° encadernado apresentará a saga Ponto de Ignição.

A ideia é expandir a coleção para, pelo menos, até o volume 100. As seis primeiras histórias da expansão serão:

  • Volume 61: Batman & Caçadora – Sede de sangue, por Greg Rucka e Rick Burchett.
  • Volume 62: LJA – Desígnios divinos, por Doug Moench e Dave Ross.
  • Volume 63: Superman – O que aconteceu ao Homem de Aço?, por Alan Moore e Curt Swan.
  • Volume 64: LJA & SJA – Vícios e virtudes, por David S. Goyer, Geoff Johns e Carlos Pacheco.
  • Volume 65: Batman – A luva negra, por Grant Morrison e J. H. Williams III.
  • Volume 66: Monstro do Pântano – Parte 1, por Alan Moore e John Totleben.

O Universo HQ entrou em contato com a Eaglemoss para obter mais informações sobre a expansão, mas, apesar das diversas tentativas, não recebeu resposta.

Outros países onde a coleção também é publicada não servem como guia para as edições que sairão por aqui, pois o conteúdo pode mudar. Na Alemanha, por exemplo, já está no volume 135.

Também há possibilidade de a Eaglemoss lançar uma coleção temática do Batman. Os três primeiros volumes seriam Batman e Filho (Grant Morrison e Andy Kubert), Batman – Faces da Morte (Tony S. Daniel) e Batman – Detetive (Paul Dini e Don Kramer).

Em 2016, a editora publicou uma coleção em seis volumes do Cavaleiro das Trevas, juntando as sagas Cataclismo (Terremoto) e Terra de Ninguém.

• Outros artigos escritos por

.

  • Vai sair tudo do Monstro do Alan Moore? Só faltava essa, depois que fomos obrigados a comprar aquele lixo em papel jornal da Panini…

    • Denis Ronan Rocha

      Provavelmente não, apenas o primeiro volume.

    • Cassiano Cordeiro Alves

      Li em algum lugar que as edições da Panini seguiram o formato do relançamento nos EUA, inclusive quanto ao tipo de papel.

      • Jonas Reis da Cruz

        Isso não é verdade.A coleção “Crônicas” (Batman,Superman e Lanterna Verde) foram lançados, nos EUA,em capa cartonada e papel jornal.Era a DC apostando em um formato bom e barato para atrair novos leitores.Aqui,a “Dona Panini”,lançou em Capa Dura e papel couché.Eu poderia deixar outros exemplos como a “Dona Panini” desrespeita os leitores brasileiros mas isso viraria um “Textão do Facebook”.

        • NA DÉCADA DE noventa a série Cronicas saia em capa dura nos EUA

          • Marquito Maia

            “Superman Petista” (hummm…), você está se referindo à coleção “DC Archive Editions”, edições de luxo com capa dura, sobrecapa e tal! A coleção “Chronicles” é justamente a versão “primo pobre”, com a capa cartonada e tal…

      • Aster Yupio

        É mentira. O tipo de papel tem o mesmo nome, mas o usado na edição brasileira é muito inferior. As minhas já estão todas completamente amareladas.

    • Homem Simpson

      Sério que você vai comecar com esse mimimi de novo? Esse papo de “ter sido obrigado a comprar isso ou aquilo” ou que “foi enganado” além de irreal, está é ficando repetitivo. Dá para virar o disco?

      • Batista Silva

        O “fomos obrigados..” é tenso kkkk a panini colocou uma arma na sua cabeça?

    • Francisco Cláudio

      Pois eu simplesmente passei longe das edições da Panini, justamente por causa do papel usado. Se a Eaglemoss relançar toda a fase do Alan Moore, com certeza eu compro. Vai sair caro, mas acho que o investimento valerá a pena.

      • Wendel Whateley

        Na Alemanha saiu só dois volumes, então dificilmente irá seguir o da Panini.

    • Jonas Reis da Cruz

      O mais engraçado é que essa mesma coleção está disponível em capa dura(Hardcover) nos EUA!Desde 2009!!Aqui,a “Dona Panini” lançou em papel de embrulhar pão!!!Alguma dúvida que ela que ela quer “ganhar” duas vezes com os otários(eu incluso)com a versão em capa cartonada e um futuro lançamento em capa dura?Foi o que aconteceu com “V de Vingança”!

      • Alessandro Paiva

        A Panini acaba replicando o que as grandes editoras fazem lá fora.

        • Jonas Reis da Cruz

          É verdade,só com uma pequena diferença.Nos EUA as editoras,Marvel e DC por exemplo,disponibilizam ambas as edições,Trade paperback(cartonada) ou Hardcover(Capa dura) para o Colecionador.O Colecionador pode escolher a opção que mais lhe agrada.Com a “Dona Panini” não.Ou é oito ou oitenta.A “Dona Panini” nos tira a opção de escolha!

          • Marquito Maia

            É sempre bom lembrar que nenhuma das duas editoras disponibiliza simultaneamente as edições de capa dura e as de capa cartonada. Primeiro, sai a edição de luxo, com capa dura e tal, e, tempos depois, sai a edição mais simples, com capa cartonada e tal.

    • Gente defendendo a Panini… devem ser funcionários, tem parentes funcionários, ou tem ações da empresa, ou trabalham na agência de propaganda da Panini.

      Se não for nenhuma dessas alternativas, são bobalhões, mesmo. :D

    • Gustavo Campello

      Compra a importada… Daí vc vai ver q é no mesmo papel…. Kkkkkkk

  • Cassiano Cordeiro Alves

    Na boa, eu acho absurdo o preço dessas coleções. Comprei poucos números apenas porque a maioria dos títulos eu já possuo em outros formatos.

    • Gustavo Nascimento

      O pior é que nunca entram em promoção, pelo contrário quando aumenta o preço, aumentam até das edições passadas

      • Francisco Cláudio

        De vez em quando aparece uma promoção, seja no site da Eaglemoss ou no da Livraria Cultura. Mas é preciso ficar sempre de olho, pois muitas vezes essas promoções duram pouco ou os volumes se esgotam rapidamente.

  • Nossa, eu até tentei comprar essa coleção, mas a 50 reais por edição quinzenal não deu para continuar, na verdade, parei quando chegou a 45 reais e nem tinha chego na metade da coleção, tinha comprado todas os número até o volume 26, vendi o que eu tinha pq nem ler todas eu tinha lido.
    Fiquei tão desgostoso com os aumentos de valores tão próximos um do outro que desanimei de continuar, tinha começado essa coleção para conhecer mais da DC, pois sempre fui leitor principalmente de Homem-Aranha e X-Men, coisas da Marvel basicamente, ai queria conhecer o universo DC além das animações e filmes.

    • Felipe Lima

      Eu parei antes do número 10. Percebi que o aumento não ia parar, desci do trem enquanto ele tava lento…

      • Então cara, eu até queria comprar essa coleção inteira para conhecer mais da DC além dos grandes clássicos.
        Mas sem condições, o que iria gastar em dois volumes mensais, eu compro tudo o que gosto de comprar normalmente e ainda sobra dinheiro.

        • Ricardo J. Santos

          Bruno, também gosto da DC, queria comprar todas e já sabia que os preços iriam aumentar, optei pela assinatura. Paguei o equivalente a R$30,00 em cada. Na época o desconto que era de 15%, se transformou em 50% para as últimas edições. Valeu a pena assinar,

          • Eu deveria ter feito a assinatura, acho q não teria desistido tão cedo como desisti.

  • Olivier Brandão

    Engraçado é a editora não responder ao UniversoHq, o maior site especializado em hq’s e afins do Brasil! Afinal, a busca de informações sobre a referida publicação não deixa de ser uma divulgação e fornecer detalhes é também uma forma de respeito aos colecionadores! E a eaglemoss é muito criticada, principalmente por causa do preço dos encadernados, mas se vai expandir é porque não vai tão ruim das pernas a coleção… eu acho!
    Um ponto negativo dessa coleção é o tanto de revistas de Batman e Superman!
    Eu mesmo gostaria de conhecer materiais de Gavião Negro, Homem-borracha, Homem-elástico,Aquaman… e por aí vai!
    E um ponto positivo, é que alguns dos encadernados trazem origens, seja de heróis ou de vilões!

    • Rodrigo S Fonseca

      Concordo com você em parte, porque um dos defeitos dessa coleção é ter mais publicações voltadas para o Batman do que qualquer outro herói da DC. Até mesmo o Superman não tem tantas.

  • Marquito Maia

    Vai entender: a Eaglemoss cobra mais caro que a Salvat (e ainda tem a cara de pau de colocar o selo “por apenas R$ 54,99”!!! rs); a seleção dos “especialistas” é qualquer nota; os extras são pífios; os erros de revisão são irritantes etc. e, mesmo assim, teremos uma expansão… Santo colecionismo, Batman!

  • Wendel Whateley

    Pior que se essa edição do Monstro do Pantano vender bem, a Panini vai anunciar relançamento da saga em capa dura e papel couche, escrevam oq tou dizendo, aliás a Panini bem que poderia relançar o Grandes Classicos DC do Moore.

    • octaviotrindade

      Nunca que irá relançar. É mais lucrativo lançar as histórias individualmente. Vide piada mortal em capa dura, as do super também.

      • Wendel Whateley

        Bem, só por ter histórias do Alan Moore que não tem nesses volumes individuais e o nome dele na capa o material iria vender muito bem.

  • Cassiano Cordeiro Alves

    Somos dois.

  • edmetal666

    A Eaglemoss é nojenta e super gananciosa, é só ver o que fez com os preços das miniaturas. Resultado : centenas de pessoas abandonando as coleções.

    • Thuany Salvioli

      Fora que a qualidade foi piorando cada vez mais! Absurdo mesmo.

  • Maximus,FuncionárioPúbPauNoCu

    Lá pela 80 custando uns 100 temers golpistas

  • Valar Morghulis

    Vícios e Virtudes é legal, o resto não vale nem R$20,00 pilas, R$55,00 nem sonhando.

  • Sandmantj

    NOOOOOOOOO!!!!! isso nao acaba nunca?

  • Victor Vitório

    O preço dessa coleção da Eaglemoss é proibitivo para alguém como eu: apesar de gostar de personagens da DC, é bem difícil uma história de super-heróis me agradar. Eu queria, por exemplo, ler “Batman: Estranhas Aparições”, mas não vou arriscar pagar 54,90 numa HQ para descobrir se gosto – ou não.

    Além disso, algumas dessas HQs saíram recentemente em capa dura pela metade desse preço. “O que aconteceu ao Homem de Aço” está por 15,90 na Amazon…

  • eu parei na edição 33 mas comprarei no site os números 34 ao 43 essa semana, e quero terminar a coIeção, incIusive a expansão, que pode sair até mesmo os novos deuses de Kirby!!

  • Vícios & Virtudes é um trabalho fantástico. Uma das melhores histórias do encontro anual da LJA e SJA.

  • Cristen Charles

    Ah, essa Luva Negra do Morrison eu vou pra cima, não tenho ela encadernado!