Image Comics anuncia novas séries, incluindo projeto de Millar e Albuquerque

Por Samir Naliato
Data: 6 julho, 2015

A Image Comics aproveitou a Image Expo 2015, evento realizado por ela própria para divulgar títulos, autores e outros projetos, para revelar diversas novas séries. Estiveram presentes o editor Eric Stephenson e quadrinhistas como Brian K. Vaughan, Tula Lotay, Greg Rucka, Steve Skroce, Jason Aaron, Nicola Scott, Kyle Higgins, Alec Siegel e Nick Dragotta.

Dentre as novidades está Huck, escrito por Mark Millar e ilustrado pelo brasileiro Rafael Albuquerque.

“Sabe aqueles filmes da década de 1980, como De Volta para o Futuro e Indiana Jones? Eles não passam uma sensação boa a cada vez que assistimos? Assim será Huck”, explicou o desenhista. “É sobre um homem que ajuda as pessoas em uma pequena cidade e é especial de todas as maneiras possíveis. Possui um grande coração, mas também alguns poderes especiais. É mais forte e mais rápido do que o normal.”

Duas imagens promocionais foram apresentadas, com as seguintes descrições: “Não é um gênio. Não é um bilionário. Não é um playboy. Não é um cientista” e “E se a pessoa que você menos espera tivesse um segredo incrível?.”

Huck

Huck

Confira outros títulos anunciados.

Codename Baboushka, por Antony Johnston (roteiro) e Shari Chankhamma (arte). Série de espionagem protagonizada por uma sexy russa que fazia parte da máfia, mora em segredo na cidade de Nova York e agora é chantageada para aceitar perigosas missões secretas.

Heartless, por Warren Ellis (roteiro) e Tula Lotay (arte). Série de suspense e terror sobre uma mulher musicista do norte da Inglaterra, que começa a reviver coisas que aconteceram em seu passado.

Camp Midnight, por Steven T. Seagle (roteiro) e Jason Katzenstein (arte). Graphic novel sobre a menina Sky, a única humana em um acampamento cheio de monstros crianças. O autor comparou a história com animações como Ben 10 e similares. Voltada para leitores de todas as idades.

Ringside, por Joe Keatinge (roteiro) e Nick Barber (arte). A história explora a indústria da luta livre (aquela de combates coreografados e organizados pela WWE) e as relações que se formam nesse meio. O slogan do título é “A verdadeira violência está fora do ringue”.

Expired, por Jimmie Robinson (roteiro) e Richard Pace (arte). Um veterano da guerra do Afeganistão encontra um fantasma que está sendo perseguido pelo Demônio.

Heartless

Throwaways, por Caitling Kitredge (roteiro) e Steven Sanders (arte). Duas cobaias de um programa experimental do governo fazem parte de uma conspiração ainda maior.

Axcend, pelo casal Shane Davis (roteiro e arte) e Michelle Delecki (roteiro). O que acontece quando um videogame vem parar no mundo real? O personagem se torna uma arma viva e, inadvertidamente, dá início a um holocausto nuclear de proporções globais.

Faster than Light, por Brian Haberlin (roteiro) e Skip Brittenham (arte). Em um futuro próximo, a capacidade de viajar mais rápido do que a velocidade da luz foi descoberta graças à tecnologia vinda de uma avançada raça alienígena, vinda  à Terra para alertar os humanos para fugir do planeta antes que seja tarde demais.

Hardrian’s Wall, por Kyle Higgins e Alex Siegel (roteiro) e Rod Reis (arte). O desenhista brasileiro participa desta série de ficção científica que acompanha um astronauta e sua missão, ao mesmo tempo em que tenta reparar antigos problemas pessoais.

Cry Havoc, por Simon Spurrier (roteiro) e Ryan Kelly (arte). Não foram revelados detalhes, mas o autor disse que haverá “música, modernidade, armamentos militares e monstros imensos”.

Faster than Light

Virgil, por Steve Orlando (roteiro) e J.D. Faith (arte). Sobre um policial jamaicano assumidamente gay.

Sunset Park, por Ronald Wimberly. Uma força sinistra, um monstro, surge no Brooklyn e muda toda a vizinhança. O autor também está trabalhando em outro projeto, chamado de Slave Punk.

The One %, por Kaare Kyle Andrews. O slogan diz “Eles são donos de mais da metade do mundo. Renato Jones irá empatar o placar”. A história é sobre um homem que se infiltra entre os ricos para fazê-los pagar por seus crimes.

Black Magic, por Greg Rucka (roteiro) e Nicola Scott (arte). Mistura os temas policial e sobrenatural em uma história sobre legado e destino de coisas que acontecem na noite.

The Goddammed, por Jason Aaron (roteiro) e R.M. Guéra (arte). A história se passa antes da grande inundação bíblica e deve tocar em assuntos religiosos. “Se o Inferno existe, esse é o projeto que me garantirá ir para lá”, disse o autor. Ele também garante homens da caverna lutando com dinossauros.

Crosswind

Crosswind, por Gail Simone (roteiro) e Cat Staggs (arte). “Temos este homem sexy e lindo. A vida dele é muito boa, com um apartamento pretensioso e ótimas roupas. Mas ele mata pessoas para sobreviver. A segunda personagem é uma dona de casa de Seattle. O marido dela não a respeita e nem o próprio filho a aguenta. Um dia, inexplicavelmente, essas duas vidas se cruzam”, explicou Simone.

Snotgirl, por Bryan Lee O’Malley (roteiro) e Lesli Hung (arte). Sem detalhes revelados.

Além disso, a Image republicará The Other Side, de Jason Aaron e Cameron Stewart (originalmente lançado pela Vertigo, em 2006), e assumirá Blue Monday e Cooter Girl, de Chynna Clugston. Essas duas últimas saíam pela Oni Press e ganharão volumes com material antigo e inédito.

Já o escritor Brian K. Vaughan revelou que The Private Eye (clique aqui para ler o review) ganhará uma versão impressa pela editora. Outra notícia envolvendo Vaughan é que ele escreverá The Walking Dead em uma história a ser publicada, em formato digital, no site Panels Syndicate.

Clique na galeria abaixo para ampliar mais imagens.

• Outros artigos escritos por

.

.

.