Mágico Vento de volta ao Brasil em graphic novel colorida

Por Marcus Ramone
Data: 1 outubro, 2017

Mágico Vento, o xamã branco dos Sioux e um dos personagens mais cativantes da italiana Sergio Bonelli Editore, voltará às bancas do Brasil ainda em 2017, de acordo com anúncio oficial da Mythos Editora no Tex Willer Blog.

As duas primeiras aventuras do herói do faroeste fantástico serão republicadas na forma de graphic novel deluxe.

Forte Ghost chegará com capa dura, formato 20 x 27 cm e mais de 200 páginas coloridas em papel especial.

As HQs de Mágico Vento foram concluídas em 2010, depois de 131 edições, todas publicadas no Brasil pela Mythos. O personagem estreou no País em 2002 e seguiu até 2013, depois do fim da série na Itália.

Mágico Vento

 

• Outros artigos escritos por

.

  • silas.

    Pra mim, que comecei a colecionar quadrinhos a partir de 2013 e desejo muito ter materiais do início de Mágico Vento, uma baita oportunidade. Conheço um senhor simpático e dono de banca que sempre elogia muito essa hq e já me disse várias vezes “Rapaz, você tem que ler!”.

  • Luiz Eduardo de Paula Melo

    Grande notícia!!!! Tenho a coleção completa da Mythos e espero ter como acompanhar estas edições mais luxuosas.

  • descontinuada? jurava que tinha sido finalizada por aqui tbm

    • Robert Roger Grosch Neto

      Mágico Vento foi publicada na íntegra no Brasil.

  • Pô, muito massa :D Espero que renda e concluam a série de novo. Baita série legal! Está no meu top 10 de todos os tempos. :D

  • Ótima oportunidade para quem não leu esse épico. Não sei se fico contente com o fato de ser colorido! Em P&B é excelente e cria uma atmosfera (pensada no original) bem diferente.
    Ken Parker tinha que voltar pro Brasil como saiu ultimamente pela Mondadori! Aquilo é lindo.

  • Gustavo Campello

    Magico Vento foi descontinuada ou finalizada?

    • Marcus Ramone

      Foi encerrada. Usei o termo errado, já corrigi. ;-)

    • Robert Roger Grosch Neto

      Foi concluída no Brasil.

  • Alessandro Abrahao

    Capa cartonada, papel LWC, formato italiano, 200 páginas, 2 edições originais do Mágico Vento por encadernado. Isso sim, daria certo.

    Capa dura, preço nas alturas. Uma pena…

  • Daniel Pereira de Souza

    Aí sim… Terei a maior satisfação em colecionar de novo!!! Obrigado Mythos!

  • POST TERGUM MONENTIS!!!

    Melhor notícia do ano. Nesse pago o absurdo do preço da Mythos sorrindo.

  • Dimas Mützenberg

    E que outra editora botaria a mão no fogo pelo personagem? Que outra editora arrisca trazer títulos ignorados durante milênios pelas demais? Tínhamos um vácuo indefensável, por exemplo, de títulos do Dredd (e demais 2000AD) que foi e continua sendo preenchido. Conan, Groo, Hellboy e todos os gibis Bonelli que saem hoje, alguns nem trazendo lucro de verdade. Quem quiser que espere a multinacional italiana olhar por esses títulos. Agradeço todos os dias pelas lacunas que a Mythos veio pra preencher no Brasil.

    • Leonardo Campos

      Concordo com você. A Panini não fala mais nada sobre o vol.2 de Face Oculta. Em se tratando de fumetti, só a Mythos traz algo ao Brasil. Cadê o resto das editoras? Mas é claro, super-heróis é tiro certeiro…

      • To esperando sair o vol 2 do Face Oculta! Já vou pra amazon e levo os dois.

    • Juliano

      120 reais numa edição do Hellboy e mesmo assim ainda não tem lucro em cima?

  • Victor Vitório

    Surpresa! R$ 69,90! Eu gosto de capa dura, mas não acho que acrescenta muita coisa aos Bonelli. O mesmo vale para cores: se não foi feito para ser colorido acaba por empobrecer a arte, melhor que deixassem em p&b. O formato de Ken Parker da Tapejara cai muito bem às obras da editora e uma tiragem decente poderia trazer um preço mais compatível a uma publicação longa.

    • Leonardo Campos

      Fiquei curioso em saber… em que título italiano MV saiu colorido? Não lembro disso. O único encadernado italiano de MV que saiu foi um arco de 600 páginas sobre o gal. Custer… quem está colorindo essas primeiras histórias?

      • Ricardo Bispo

        saiu sim, pela panini. fracassou na edição 25 com baixas vendas

      • O MV colorido é a edição 100. As cores são aceitáveis, mas ainda prefiro preto e branco. Porra, se fosse com uma capa bonita do Frisenda dos números originais, capa cartonada e p&b eu compraria de novo! Mas assim acho que tá feio e muito caro. 65 edições por R$69,90?!