Panini lança Ajin – Demi Human na Bienal do Livro de São Paulo

Por Felipe T. Aquino
Data: 26 agosto, 2016

Aproveitando a Bienal Internacional do Livro de São Paulo, a Panini Comics antecipou diversos lançamentos. Um dos destaques do selo Planet Mangá é Ajin – Demi Human # 1 (formato 13,5 x 20 cm, 228 páginas, R$ 17,90), que chega em uma edição de luxo.

A primeira edição de Ajin poderá ser adquirida com desconto de 25% no estande da editora na Bienal.

Ajin ganhou fama com a série em animê lançada pelo Netflix em parceria com o Polygon Studios (mesmo estúdio de Knights of Sidonia, lançada pela JBC neste ano).

Na história, o leitor acompanha o estudante Kei Nagai, que, ao ser atropelado por um caminhão, descobre ser um Ajin, uma entidade imortal com poderes especiais. A partir daí, sua vida vira de pernas para o ar, já que esses seres são considerados perigosos pelo governo. Kei só poderá contar com seu amigo de infância para fugir da polícia e dos agentes governamentais e sobreviver a essa grande mudança de vida.

O mangá foi criado por Gamon Sakurai em 2012, e era publicado na revista Good! Afternoon. Atualmente, existem sete volumes e a série ainda está em publicação.

O título chegou a ser indicado ao Kodansha Manga Awards deste ano. Além da série em animê, há três longas-metragens e uma animação original para home vídeo.

A segunda temporada foi anunciada para outubro deste ano, além de mais um longa animado, que será lançado no mesmo mês.

O mangá é classificado como Seinen no Japão, o que significa que é direcionado para o público adulto.

Ajin - Demi Human # 1

• Outros artigos escritos por

.

.

Assuntos Relacionados

.

  • Rafael Dos Santos Mauricio

    Já faz quase três semanas que ele foi lançado pra todas as bancas de São Paulo.

  • PCB

    Vol. 1 é interessante. No aguardo dos demais.

  • Reginaldo Costa

    Um excelente mangá que originou uma ótima série.

  • Hayla Silva

    Muito bom o mangá, a série na netflix é ótima, recomendo.

  • Gustavo Henrique Milani Martin

    Gostei bastante deste primeiro número. E olhe que fazia muito tempo que eu não lia mangás. Vou buscar a série.