Principais lançamentos na CCXP chegam às livrarias

Por Samir Naliato
Data: 21 dezembro, 2016

Neste ano, 196 mil pessoas foram à CCXP – Comic Con Experience durante os quatro dias de realização do evento. Como tem acontecido nos últimos anos, autores e editoras programaram diversos lançamentos para aproveitar a oportunidade.

Antes do início da CCXP, divulgamos uma lista de publicações independentes que poderiam ser encontrados no Artist’s Alley (veja aqui).

Agora, as principais novidades das editoras brasileiras disponíveis na convenção começam a chegar em livrarias e lojas especializadas. Se você não teve a oportunidade de ir à CCXP (ou foi, mas não achou o que procurava), veja abaixo uma lista, em ordem alfabética, com diversos quadrinhos que podem ser comprados online, com até 35% de desconto.

Clique nos respectivos títulos ou capas para acessar.

A Espada de Gelo (formato 15,8 x 23,6 cm, 324 páginas, capa dura, R$ 59,90, Abril), por Massimo De Vita – Uma das mais queridas e cultuadas sagas dos quadrinhos Disney, é compilada pela primeira vez neste único volume, com tratamento editorial e acabamento gráfico especial. Na trama, Mickey e Pateta são transportados, na noite da véspera de Natal, de sua pacata Patópolis para uma dimensão paralela mítica e mágica chamada Terras de Argaar, onde terão que realizar uma missão quase impossível: encontrar a única arma capaz de deter o maligno déspota conhecido como Príncipe das Névoas, que submeterá o reino a uma opressão eterna caso não seja detido a tempo.

Anima (formato 13,4 x 18,8 cm, 240 páginas, R$ 29,90, Jambô), por Anna Giovannini e Fran Briggs – Reinterpretação de uma das fábulas mais amadas de todos os tempos, Anima lembra-nos dos monstros que existem dentro de cada um de nós, e de como nossas ações podem libertá-los e torná-los reais.

A Espada de GeloAnima

Aquaman – Os Outros (formato 17,6 cm x 26,6 cm, 164 páginas, capa dura, R$ 29,90, Panini Comics), por Geoff Johns e Ivan Reis – Anos atrás, antes de o Aquaman sequer pensar em lutar ao lado de Mera ou da Liga da Justiça, ele rodou o planeta com uma equipe conhecida como Os Outros. Cada um desses seis indivíduos especiais era guardião de um poderoso artefato atlante vindo de tempos ancestrais, capaz de conceder poderes assombrosos. No entanto, durante esses anos, o Senhor dos Mares e seus companheiros fizeram um inimigo implacável, alguém que prometeu nunca descansar até destruir tudo o que o herói já amou… não importando o que fosse necessário sacrificar para tanto. E agora ele está de volta.

Batman Terra Um – Volume 2 (formato 17,6 x 26,6 cm, 160 páginas, capa dura, R$ 29,90, Panini Comics), por Geoff Johns e Gary Frank – A mudança está chegando a Gotham City. Depois da morte do prefeito Oswald Cobblepot e do surgimento do Batman, uma nova aurora lança sua luz sobre essa cidade conhecida pelo crime e corrupção. A nova prefeita Jessica Dent e seu irmão, o promotor Harvey Dent, juntam-se ao Homem-Morcego e ao detetive Jim Gordon em sua cruzada contra os elementos criminosos da metrópole. Mas uma nova ameaça surge: uma que gosta de brincar de adivinhações. Erre a resposta e você morre.

Aquaman – Os OutrosBatman Terra Um – Volume 2

Blame! (formato 13,4 x 20,47 cm, 248 páginas, R$ 23,90, JBC), por Tsutomi Nihei – Em um futuro no qual a humanidade foi quase toda dizimada, Killy é um aventureiro que vive um uma superestrutura vertical repleta de corredores, escadarias e até cavernas. Ele passa seus dias lutando para sobreviver enfrentando ciborgues assassinos e monstros mutantes ao mesmo tempo em que tenta acessar a rede de computares para localizar a informação necessária para salvar os seres humanos restantes.

Cais (formato 20 x 28 cm, 28 páginas, R$ 24,00, Mino), por Janaína de Luna e Pedro Cobiaco – O leitor é imerso na confusão pantanosa de Diana, uma adolescente que enfrenta o conflito da vida ao perceber que sua vontade de estar perdida e sua teimosia fizeram sua vida descarrilhar por caminhos sem volta.

Blame!Cais

Call of Duty – Black Ops III (formato 17 x 26 cm, 148 páginas, capa dura, R$ 44,90, Pixel Media), por Larry Hama e Marcelo Ferreira – Em 2060, vários países estão envolvidos em uma nova Guerra Fria. Um grupo de elite de soldados executa o trabalho sujo do Acordo Winslow — com apoio dos Estados Unidos — cometendo assassinatos em territórios hostis. Acompanhe Jacob Hendricks e sua equipe ao redor do mundo à medida em que eles enfrentam a realidade cruel de um planeta em guerra transformado pela tecnologia e devastado por desastres ambientais.

Coprólitos (formato 15,2 x 22,4 cm, 132 páginas, R$ 38,00, Marsupial/Jupati Books), por Marcatti – Uma antologia completa reunindo todas as HQs de Marcatti produzidas entre 1986 e 1992. São 32 histórias curtas que representam sua fase mais alucinada e repugnante. Publicadas em ordem cronológica, o livro também mostra como foi sendo moldada sua verve do humor escatológico e traz as clássicas da baixaria: Tia Surubinha, a hemorroida de 1,80 m e o homem das 10 mil bronhas.

Call of Duty - Black Ops IIICoprólitos

Cyanide & Happiness – Zoo da porrada (R$ 45,00, Devir), por Kris Wilson, Rob Denbleyker, Matt Melvin e Dave Mcelfatrick – Originalmente criadas como tiras para a internet, Cyanide & Happiness surgiu em 2004, e começou a ser publicado em janeiro de 2005 nas redes sociais Myspace e Facebook. O contraste entre o desenho quase infantil e sua temática adulta, carregada de humor negro e politicamente incorreto, pode ser uma das explicações para o seu imenso sucesso. Esta edição reúne 120 tirinhas selecionadas, incluindo algumas inéditas, repletas de piadas inapropriadas estrelando personagens frequentemente depravados, mas que raramente têm nomes e distinguem-se apenas pela cor da roupa.

Cyanide & Happiness - Zoo da porrada

Elektra Assassina (formato 17,6 x 26,4 cm, 272 páginas, capa dura, R$ 68,00, Panini Comics), por Frank Miller e Bill Sienkiewicz – Ginasta e mestra em combates marciais, Elektra Natchios foi treinada pela organização criminosa conhecida como Tentáculo, tornando-se a mais perigosa arma viva do planeta. Ex-amante de Matt Murdock, o Demolidor, Elektra foi assassinada pelo inescrupuloso Mercenário e depois trazida de volta à vida pelo mestre Stick e seus Virtuosos. Quando uma estranha mulher chega inconsciente às praias de um pequeno país da América do Sul, eventos terríveis começam a acontecer. A ninja está de volta à ativa… e com um sentimento de ódio sem paralelo.

Flash – A revolução dos vilões (formato 17,6 x 26,6 cm, 164 páginas, capa dura, R$ 29,90, Panini Comics), por Francis Manapul e Brian Buccellato – Os supercriminosos conhecidos como Galeria de Vilões se tornaram os oponentes mais implacáveis do Flash, sendo ao mesmo tempo uma equipe, um exército e uma família disfuncional. Mas, então, algo mudou. Agora as habilidades espantosas da Galeria se tornaram mais uma maldição do que uma bênção. E é tudo culpa do Capitão Frio. O Flash sumiu de Central City, jogado pelo tempo e pelo espaço graças à Força de Aceleração. E, se ele conseguir voltar, vai encontrar uma cidade em guerra, com os vilões dispostos a acabar com seu antigo líder… mesmo que destruam a cidade inteira para tanto.

Elektra AssassinaFlash – A revolução dos vilões

Gaviã Arqueira – Vingadora do Costa Oeste (formato 17 x 26 cm, 124 páginas, capa dura, R$ 28,90, Panini), por Matt Fraction, Annie Wu e Javier Pulido – Tentando fugir de sua vida, de Nova York e de Clint Barton, Kate Bishop vai para Los Angeles, mas não consegue se afastar dos problemas. Recém-chegada à Cidade dos Anjos, a Gaviã Arqueira decide ajudar um recluso e traumatizado gênio da música pop dos anos 1960 e tem um inesperado encontro com a Madame Máscara, que também está curtindo a vida ao lado dos ricos e famosos. Um “encontro” no qual a vilã deseja realizar um não tão velho desejo: assassinar Kate com requintes de crueldade.

Guerras Secretas (formato 17 x 26 cm, 360 páginas, capa dura, R$ 84,00, Panini Comics), por Jim Shooter e Mike Zeck – Os maiores heróis e vilões do Universo Marvel foram transportados até um mundo estranho criado por uma entidade de poder inconcebível conhecida como Beyonder para se digladiarem em combates letais. Ao vencedor, será concedido tudo aquilo que desejar. Acompanhe o Capitão América, X-Men, Vingadores, Quarteto Fantástico, Homem-Aranha e Hulk lutando contra Doutor Destino, Doutor Octopus, Lagarto, Galactus, Gangue da Demolição e muitos outros supervilões. Testemunhe também como surgiu o uniforme negro do Homem-Aranha e a chegada da nova Mulher-Aranha.

Gaviã Arqueira – Vingadora do Costa OesteGuerras Secretas

Guia de viagem do perdido (formato 14 x 21 cm, 30 páginas, R$ 12,00, Balão Editorial), por Marília Bruno, Fernanda Chiella, Leo Finocchi, Samanta Flôor e Felipe 5Horas – Desta vez, o céu é o limite para essa turma de autores, que montou um guia de viagem para quem está perdido… no mundo, na vida, no tempo etc. Na verdade, não há limites para esses intrépidos viajantes e suas confusas jornadas neste guia de viagem em quadrinhos.

Gus 1. Nathalie (formato 20,8 x 29 cm, 80 páginas, R$ 32,00, Sesi-SP), por Christophe Blain – Relata as aventuras no amor dos três personagens que são bandidos: Gus, Clem e Gratt. Os acontecimentos ocorrem a base de testosterona e uísque, incluindo um tiro, um ataque de trem e um assalto a banco, o trio está constantemente lutando com assuntos espinhosos do coração e com amor preocupações da mente.

Guia de viagem do perdidoGus 1. Nathalie

Hellboy Gigante – A Morte de Hellboy (formato 17 x 26 cm, 600 páginas, capa dura, R$ 169,90, Mythos), por Mike Mignola e Duncan Fegredo – Quando a feiticeira Nimue, a Rainha de Sangue e inimiga da humanidade, torna-se algo muito pior, os maiores guerreiros da história britânica ressuscitam para travar o mais inenarrável combate às hordas das trevas. Supostamente destinado a comandá-los, Hellboy pressente que chegou o momento de cortar todos os seus laços afetivos na Terra e dizer adeus… para sempre. Após 70 anos neste mundo, enfim ele está prestes a descobrir se é mesmo o alardeado precursor do Apocalipse… ou o salvador da humanidade.

Juiz Dredd – Exílio (formato 18,7 x 25,9 cm, 112 páginas, capa dura, R$ 84,90, Mythos), por John Wagner, Colin MacNeil e Carlos Ezquerra – O manipulativo Juiz Sienfeld tirou o Juiz Dredd da linha de frente e o colocou para gerenciar os acampamentos mutantes da Terra Maldita, como primeira etapa num plano para tomar Mega-City Um. Com o recém-apontado Juiz-Chefe Dan Francisco doente demais para cumprir seus deveres, a ascensão ao poder de Sinfeld parece correr sem problemas. Até que ele, sem querer, entra em conflito com o homem errado — o notório assassino serial PJ Maybe. Com sua vida em perigo, Sinfield só pode contar com a ajuda de um homem: Juiz Dredd.

Hellboy Gigante – A Morte de HellboyJuiz Dredd – Exílio

Juiz Dredd – Sobrenatural (formato 18,7 x 25,9 cm, 220 páginas, capa dura, R$ 84,90, Mythos), por John Wagner, Alan Grant, Gordon Rennie, Ian Gibson, Carlos Ezquerra e Steve Parkhouse – Nessa coletânea, o Bom Juiz enfrenta diversas ameaças de outro mundo. Vienna, a sobrinha de Dredd, é raptada por satanistas. Um juiz fantasmagórico se mostra um verdadeiro espírito da vingança. Um criminoso imortal pode estar por trás dos estranhos assassinatos que acontecem a cada 150 anos desde antes do surgimento de Mega-City Um. Dredd vai receber uma mãozinha de Toots Milloy, bruxa e detetive particular em três diferentes ocasiões. E quem é mais durão, o maior juiz da Megona ou o Diabo?

Khalifor – Volume 1 (formato 13,4 x 19,8 cm, 144 páginas, R$ 19,90, Jambô), por J.M. Trevisan e Ricardo Mango – Uma terrível horda goblinoide toma para si a tarefa de proteger Khalifor. Eles sabem que a cidade-fortaleza não tem a mesma força de outrora. Sabem que a Aliança Negra não pode ser detida. Sabem que os últimos dias de Khalifor estão chegando. Mas nada disso os impedirá de lutar até o fim.

Juiz Dredd – SobrenaturalKhalifor – Volume 1

Le Chevalier – Arquivos secretos (formato 21 x 28 cm, 64 páginas, R$ 39,90, Avec), por A.Z. Cordenonsi e Fred Rubim – A França lidera a Revolução Industrial em um mundo steampunk e o espião Chevalier é o principal agente do Bureau Central de Inteligência e Operações, protegendo o Império Francês contra seus inimigos. Nas duas histórias deste volume, Chevalier e Persa, seu desbocado companheiro, precisam capturar um assassino em série e desbaratar uma conspiração que ameaça todo o delicado equilíbrio político europeu.

Liga da Justiça – O Trono da Atlântida (formato 17,2 x 26,4 cm, 276 páginas, capa dura, R$ 75,00, Panini Comics), por Geoff Johns, Ivan Reis, Paul Pelletier e Tony S. Daniel – Antes de ser o Aquaman, Arthur Curry foi o rei da Atlântida. Mas os supersticiosos atlantes, com seu ódio profundo pelos habitantes da superfície, nunca poderiam aceitar totalmente um líder meio humano… Arthur então deixou a Atlântida e se uniu à Liga da Justiça, entregando o controle do império a seu meio-irmão Orm, o Mestre dos Oceanos. Desde então, o mundo sob as ondas tem mantido uma paz frágil com o resto do planeta. Até agora. Com os heróis da Terra ocupados, uma misteriosa força empurra as civilizações atlante e humana à beira de uma guerra.

Le Chevalier – Arquivos secretosLiga da Justiça – O Trono da Atlântida

Lumberjanes – Cuidado com o Sagrado Gatinho (formato 16,4 x 25,6 cm, 128 páginas, R$ 45,00, Devir), por Noelle Stevenson, Grace Ellis, Shannon Watters e Brooke Allen – Uma série em quadrinhos que acompanha as aventuras de cinco amigas que vão passar o verão num acampamento de escoteiros. Lá, elas se deparam com estranhas criaturas, fenômenos sobrenaturais e um mistério que terão que desvendar. Vencedora do prêmio Eisner Award de melhor nova série e de melhor série para adolescentes.

Magias & Barbaridades – Volume 3 – Vida na cidade (formato 20 x 20 cm, 64 páginas, R$ 30,00, Marsupial/Jupati Books), por Fabio Ciccone – Acompanhe as desventuras de um trio improvável – o mago arrogante Remmil, o bárbaro fã de Shakespeare Oce a amazona atrapalhada Idana – em uma cidade onde sempre chove e todo dia é segunda-feira.

Lumberjanes - Cuidado com o Sagrado GatinhoMagias & Barbaridades – Volume 3 – Vida na cidade

Mago das palavras – A vida extraordinária de Alan Moore (formato 14,8 x 20,4 cm, 448 páginas, R$ 79,90, Marsupial), por Lance Parkin – Faz mais de três décadas que fãs e autores veem Alan Moore como um titã de sua mídia. Em obras como V de Vingança, Watchmen e Do Inferno, ele repetidamente demarcou novos territórios, atraindo louvores literários e atenção do grande público – a larga distância de suas origens underground. Sua posição atual na cultura pop é tamanha que grandes figuras de Hollywood competem pela adaptação de seus livros para o cinema, não obstante seu desprezo por tais esforços. Mas a jornada que Moore empreendeu desde os Arts Labsripongas dos anos 1970 às listas de mais vendidos está longe de ter sido predestinada.

Mako (formato 17 x 23,8 cm, 40 páginas, R$ 32,00, Marsupial/Jupati Books), por André Diniz – Mako brinca com o Sol, com a Lua e até com sua própria sombra. Brinque também com ele nessa história sem palavras, mas com muita imaginação.

Mago das palavras – A vida extraordinária de Alan MooreMako

Manual da Vovó Donalda (formato 13,2 x 19,4 cm, 196 páginas, capa dura, R$ 39,90, Abril) – A Vovó Donalda é a “master chef” do Universo Disney. Vivendo em um sítio no interior da cidade de Patópolis, a matriarca da Família Pato vive uma vida tranquila, cuidando de seus bichos, suas plantações e fazendo os mais deliciosos pratos do mundo, com destaque para suas inigualáveis tortas. Neste manual, Vovó revela muitas de suas receitas e conta a história da culinária em diferentes eras da humanidade. Fac-símile da edição de 1977.

Mar (formato 21 x 23 cm, 40 páginas, R$ 29,00, Mino), por Diego Sanchez – A obra dá vida através de um desenho expressionista e fantasmagórico aos diálogos absurdos de Martin (um marinheiro) e Morto (um cadáver), únicos tripulantes de um transatlântico com vontades próprias que vaga sem rumo pelo oceano.

Manual da Vovó Donalda Mar

Mercenário$ (formato 13,2 x 18,8 cm, 96 páginas, R$ 19,90, Jambô), por Fran Briggs e Anna Giovannini – Uma praga sombria está desolando vilarejos do continente de Psykhé. Enquanto um homem está disposto a encontrar a cura por motivos nobres, outros a buscam por fama e glória… e outros ainda querem apenas lucrar com isso.

Mestres Modernos – Volume 4 – Walter Simonson (formato 20 x 27,2 cm, 128 páginas, R$ 39,90, Marsupial), por Eric Noeln-Weathington e Roger Ash – A grande sensação de 1973 veio das últimas páginas da revista Detective Comics: era a série O Caçador e, seu desenhista, Walter Simonson. A HQ arrecadou prêmios e louvores, e a estrela do quadrinista subiu veloz. Dez anos depois, ele cimentou seu nome entre as lendas dos quadrinhos com seu épico em Thor. De Quarteto Fantástico a X-Factor, de Battlestar Galáctica a Star Wars, de Conan a Elric, Simonson passeia tranquilamente entre todos os gêneros, e sua arte estilizada e dinâmica é influência de muitos dos grandes artistas da atualidade.

Mercenário$Mestres Modernos – Volume 4 – Walter Simonson

Mestres Modernos – Volume 5 – Alan Davis (formato 20 x 27,2 cm, 128 páginas, R$ 39,90, Marsupial), por Eric Noeln-Weathington – Há mais de 20 anos que Alan Davis é uma potência criativa vital na indústria dos quadrinhos. Desde suas publicações britânicas premiadas no Eagle, até seu trabalho venerado pelos fãs em Batman, Liga da Justiça – O Prego, Quarteto Fantástico, Vingadores e X-Men, Alan já fez de tudo. Não só desenhista agraciado com um troféu Eisner e roteirista, ele é um mestre na arte de contar histórias.

Mestres Modernos – Volume 6 – Arthur Adams (formato 20 x 27,2 cm, 128 páginas, R$ 39,90, Marsupial), por Eric Noeln-Weathington e George Khoury – Ele explodiu na cena dos quadrinhos em 1985 com a elogiada minissérie Longshot e desde então é uma estrela do mercado. Seu estilo singular lhe valeu o Prêmio Russ Manning e o Premio Eisner, assim como uma legião de fãs.

Mestres Modernos – Volume 5 – Alan Davis Mestres Modernos – Volume 6 – Arthur Adams

O Divino (formato 18,4 x 25,8 cm, 160 páginas, capa dura, R$ 37,00, Geektopia), por Asaf Hanuka, Tomer Hanuka e Boaz Levie – Quanlom é um país obscuro do sudeste asiático atrelado a uma cruel guerra civil. Mark é um ex-militar do Texas, especialista em explosivos, com um trabalho sem perspectivas e um bebê a caminho. Quando seu velho amigo Jason propõe um contrato militar lucrativo no Quanlom, Mark acaba se comprometendo com muito mais do que esperava. Em um lugar onde minas terrestres e espíritos antigos existem em igual medida, os dois homens devem escolher os seus aliados com cuidado, a fim de sobreviver.

O Evangelho Segundo Lobo (formato 17,2 x 26,4 cm, 212 páginas, capa dura, R$ 64,00, Panini Comics), por Keith Giffen, Alan Grant e Simon Bisley – O caçador de recompensas intergaláctico favorito de todo mundo está de volta! Esta edição reúne as minisséries Lobo Está Morto e O Último Czarniano. Na primeira história, o Maioral é enviado para capturar aquele que pode ser o mais perigoso alvo que já enfrentou: uma assustadora, terrível e infernal velhinha (com a incrível capacidade de tornar a vida de seu captor muito, mas muito miserável). Na sequência, Lobo finalmente é detonado, mas tem um pequeno problema… nem Céu nem Inferno querem sua alma fétida e impura! E Lobo vai ter que tocar o terror nos dois lugares pra conseguir voltar pra Terra e ter sua vingança.

O DivinoO Evangelho Segundo Lobo

O Legado Romita (formato 21,3 x 27,9 cm, 212 páginas, capa dura, R$ 89,90, Mythos), por Tom Spurgeon, Brian Cunningham, John Romita e John Romita Jr. – No final dos anos 1960, John Romita foi trazido por Stan Lee para substituir o desenhista original do Homem-Aranha, Steve Ditko, que havia deixado a série. Com Lee no comando dos roteiros, Romita continuou trabalhando na revista do Aranha, numa colaboração que definiria o visual e a essência do personagem. Uma década depois, John Romita Jr. começaria sua escalada em direção ao topo da indústria. Escrito por Tom Spurgeon, um dos maiores especialistas em quadrinhos e sua arte, O Legado Romita é o livro definitivo sobre os desenhistas pai e filho, ricamente ilustrado com artes clássicas e nunca antes vistas, e com biografias e entrevistas aprofundadas.

O Segredo da Floresta (formato 16,2 x 25,6 cm, 84 páginas, R$ 29,90, Stout Club/Panini), por Thedy Corrêa e Felipe Nunes – Nina e Lucca acabaram de se tornar irmãos emprestados. Enquanto ela tem problemas para se integrar à nova família, ele, ao contrário, anseia pela nova amizade com ela. Mas esta delicada situação é sacudida quando os dois se veem em apuros, perdidos em uma misteriosa floresta.

O Legado RomitaO Segredo da Floresta

O Soldador Subaquático (formato 17,2 x 26,4 cm, 224 páginas, R$ 59,90, Mino), por Jeff Lemire – Por ser um soldador subaquático em uma plataforma de petróleo na costa da Nova Escócia, Jack Joseph está acostumado com as imensas pressões de um trabalho ao fundo do oceano. Porém, nada poderia prepará-lo para as pressões da paternidade iminente. Ao mergulhar cada vez mais fundo, ele parece se afastar mais e mais de sua jovem esposa e seu filho que está por nascer. Então, uma noite, na solidão das profundezas do gelado solo do oceano, algo inexplicável acontece. Jack tem uma visão misteriosa e sobrenatural que mudará os rumos de sua vida para sempre.

Os Cavaleiros do Zodíaco – Volume 1 – Kanzenban (formato 13,5 x 20,5 cm, 240 páginas, capa dura, R$ 64,90, JBC), por Masami Kurumada – As forças do mal ameaçam dominar o Santuário da Deusa Atena e assim dominar a Terra. Em meio à Guerra Galáctica, o torneio idealizado por Mistumasa Kido para reunir Cavaleiros que treinaram em diversas partes do mundo, surgem 5 jovens de grande força e idêntica coragem para enfrentar essa ameaça.

O Soldador SubaquáticoOs Cavaleiros do Zodíaco – Volume 1 – Kanzenban

P.Soldier (formato 18,6 x 27,8 cm, 96 páginas, capa dura, R$ 45,00, Jambô), por Marcelo Cassaro e Francisco Eduardo – Futuro próximo. A bordo de uma antiga estação orbital, uma assistente de laboratório acaba envolvida em um experimento genético proibido. Quem são os Soldados Perfeitos? Quem são as dezenas de crianças assassinadas? Qual a verdade sobre o projeto P.Soldier?

Pieces – Partes do todo (formato 15,5 x 23 cm, 80 páginas, R$ 32,00, Marsupial/Jupati Books), por Mario Cau – Um olhar poético sobre os pequenos pedaços que constroem a vida, seus encontros e desencontros, desejos, corações partidos e amizade. São peças de um quebra-cabeça que desconhecemos por completo. Toda pessoa é um universo inteiro por dentro e, a vida, uma riquíssima colcha de retalhos: é feita de momentos que podem parecer fugazes, mas que carregam sentimentos e experiências que nos fazem ser quem somos. E nós mesmos, inteiros ou aos pedaços, somos parte de algo maior. Somos parte do todo.

P.SoldierPieces – Partes do todo

Quarenta Caixões (formato 16,4 x 25,6 cm, 48 páginas, R$ 25,00, Jambô), por Rodolfo Santullo e Jok – No dia 8 de agosto de um ano não revelado da década de 1890, um navio chega no porto de Whitby, na Inglaterra, no meio de uma misteriosa e estranha tempestade. Sem nenhuma alma viva a bordo, o único tripulante encontrado foi seu capitão, morto e amarrado ao leme, segurando seu diário de bordo. A trajetória da embarcação que transportava uma carga hedionda, selando o destino de todos na escuna amaldiçoada. Uma homenagem a um dos maiores clássicos da literatura de terror de todos os tempos, revelando os acontecimentos que levaram à chegada do Príncipe dos Vampiros a Londres.

Rat Queens – Volume 2 – Os Tentáculos de N’Rygoth (formato 18,6 x 28 cm, 128 páginas, capa dura, R$ 55,00, Jambô), por J. Wiebe Kurtis, Roc Upchurch e Stjepan Sejic – Uma ameaça cresce dentro dos muros de Palisade. Dee pode ter fugido de seu passado, mas o deus N’Rygoth não deixará ela ir muito longe.

Quarenta CaixõesRat Queens – Volume 2 – Os Tentáculos de N’Rygoth

Ronin (formato 19 x 20 cm, 336 páginas, capa dura, R$ 92,00, Panini Comics), por Frank Miller e Lynn Varley – Em um passado distante… um importante senhor do Japão antigo é eliminado por uma entidade de puro mal. Um jovem guerreiro jura vingança e torna-se um samurai sem mestre – um ronin – preso em uma luta eterna contra o demônio que assassinou seu patrono. Em um futuro próximo… uma grande corporação da selva urbana de Nova York está se preparando para lançar uma mortal nova tecnologia, e um infantilizado telepata e uma corajosa chefe de segurança são as únicas coisas em seu caminho. Quando esses dois mundos colidem, sonhos e realidade se misturam em uma apocalíptica batalha final. No coração desse caos, um solitário guerreiro enfrentará o maior dos testes à sua fidelidade.

Ruínas (formato 18,6 x 25,8 cm, 328 páginas, R$ 89,00, Marsupial/Jupati Books), por Peter Kuper – Samantha e George formam o casal que vai passar um ano sabático na pitoresca cidade de Oaxaca, no México. Para Samantha, é uma oportunidade de reviver o passado. Para George, é um passo temerário a mundo desconhecido. Para ambos, será a rota de colisão com fatos políticos e pessoais que vão mexer com suas jornadas na vida e com a cidade de Oaxaca para sempre. Em paralelo, a notável e árdua jornada que uma borboleta monarca enfrenta na migração do Canadá ao México. As histórias entrelaçadas são um retrato simultâneo dos desafios para se sobreviver em um mundo que está sempre mudando.

RoninRuínas

Sandman Prelúdio # 3 (formato 18,6 x 28 cm, 64 páginas, capa dura, R$ 21,90, Panini Comics), por Neil Gaiman e J.H. Williams – Ele é conhecido por incontáveis nomes. Onde quer que exista vida, ele e seus irmãos guiam as forças que a moldam. Ele é Sonho dos Perpétuos e pode ser responsável pelo fim do Universo. Depois de recorrer ao Tempo, seu pai – que lhe negou ajuda – sua última esperança está depositada em outro familiar. Magia, alegria, guerra e mágoa entram em cena no último capítulo da minissérie que narra o maior desafio de Morfeus antes da série Sandman.

The Ghost in the Shell (formato 17 x 24 cm, 352 páginas, R$ 64,90, JBC), por Shirow Masamune – Influenciado por obras cyberpunk do final dos anos 1980 como Akira e por filmes como Blade Runner – O Caçador de Androides, o cenário escolhido por para The Ghost in the Shell foi o futuro distópico de 2029, onde a alta tecnologia se mistura a uma sociedade decadente e desigual. É nesse mundo à beira do colapso que a Major Motoko Kusanagi encabeça a Seção 9 da Segurança Pública japonesa. Motoko é uma ciborgue altamente treinada incumbida de desmantelar uma série de crimes cibernéticos realizados por um hacker conhecido como o Mestre dos Fantoches. Em meio à caça ao criminoso virtual, Masamune Shirow insere na trama questionamentos existencialistas, ponderando até mesmo se alguém provido meramente de Inteligência Artificial é, de fato, um ser vivo.

Sandman Prelúdio # 3The Ghost in the Shell

The Last of Us – Sonhos americanos (formato 16 x 24 cm, 104 páginas, R$ 29,90, NewPop), por Neil Druckmann e Faith Erin Hicks – Dezenove anos atrás, um surto de um fungo parasita matou a maioria da população mundial. Em umas das poucas zonas de quarentena restantes, Ellie, treze anos, começa sua nova vida como uma das alunas de uma escola militar, onde uma amizade com a colega Riley a levará ao seu primeiro passeio do lado de fora. Além dos paredões da ordem civil que elas conhecem, Ellie e Riley logo se confrontam com a violenta forma de viver do grupo insurgente Vaga-Lume… e com as monstruosas vítimas da infecção. Baseado no bem-sucedido videogame de mesmo nome.

Turma da Mônica Jovem # 100 (formato 16 x 21,3 cm, 132 páginas, R$ 8,50, Panini Comics) – Um misterioso ser aparece no bairro do Limoeiro. Mas o único que descobrirá quem ele é e o que ele pretende será o leitor.

The Last of Us – Sonhos americanosTurma da Mônica Jovem # 100

Vampirella – Grandes Clássicos (formato 22,3 x 28,5 cm, 220 páginas, capa dura, R$ 89,90, Mythos), por Archie Goodwin, T. Casey Brennnan, Budd Lewis, Steve Englehart e Jose Gonzalez – Primo Eerie, Tio Creepy e… Vampirella? Sim, a sexy vampira foi inicialmente criada para ser apenas uma de um trio de mascotes de revistas de terror. No entanto, a última filha do planeta Drakulon, onde corriam rios de sangue, alçaria voo e transcenderia esse papel para se tornar uma personagem icônica e um fenômeno cultural instantaneamente reconhecido por todos mesmo décadas depois de seu surgimento. Esta edição traz histórias recheadas de servos do mal, cultistas malignos, sacerdotes vodu e lobisomens. Vampirella fica frente a frente com Drácula, Senhor dos Vampiros, e também é perseguida pelos maiores inimigos dele, a família Van Helsing.

Verões felizes 1. Rumo ao Sul (formato 23,2 x 31 cm, 64 páginas, R$ 38,00, Sesi-SP), por Zidrou e Jordi Lafebe – Esta série não tem brigas sangrentas nem complôs internacionais. Ela fala da vida, a vida real. A vida – bonita – das pessoas que, durante o ano, trabalham duro para pagar as férias de verão. Com a família Faldérault, vamos sair de férias!

Vampirella – Grandes ClássicosVerões felizes 1. Rumo ao Sul

Zé do Caixão (formato 20,4 x 27,2 cm, 160 páginas, R$ 58,00, Marsupial/Jupati Books), por Laudo Ferreira – Adaptação dos filmes À Meia Noite Levarei A Sua Alma e Esta Noite Encarnarei No Teu Cadáver, de José Mojica Marins, clássicos do terror brasileiro estrelados pelos personagem Zé do Caixão.

Zé do Caixão

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Por que os incompetentes da Mytho$ nunca escrevem os nomes dos autores nas capas dos gibis? Eles acham que a gente deve comprar pra descobrir?

    Vou comprar só Elektra, Sandman, Ghost in the Shell, Mestres Modernos (quando entrarem em promoção) e, se eu assaltar algum banco, Vampirella.

    • Stephan

      Vampirella de José Gonzalez é DEZ!!!

    • Os “incompetentes” da Mythos são os mesmos que colocam o nome dos autores na capa dos quadrinhos da Marvel e DC aqui no Brasil.

      É alguma outra razão, mas incompetência com certeza não.

  • Valdir Pedrosa

    Na minha opinião, a Panini faz um ótimo trabalho em termos de Redação. Entretanto, há muito tempo fica devendo no que se refere a distribuição. Na época de Comic Con então, é um sufoco. Já passamos da metade de Dezembro e até agora, pelo menos em Belo Horizonte, várias revistas de Novembro ainda não chegaram às bancas. Lamentável.

    • Stephan

      As bancas de BH são uma porcaria! Só tem uma que presta – no centro da cidade – mas, mesmo assim, quando os títulos chegam, acabam rápido e eles demoram às vezes mais de 3 meses para repor o estoque. A Agência Riccio praticamente não vende mais gibis, na Savassi a Leitura já não é mais a mesma, aqui não tem sebos como os de SP, RJ e Sul do país, e, ainda assim, há quem diga que BH é a Capital dos Quadrinhos(só se for nos devaneios etílicos de quem afirma isso)!!!
      Nem tudo é culpa das distribuidoras, quem aqui conheceu tempos melhores sabe do que estou falando…

      • Valdir Pedrosa

        Stephan, concordo que isso acontece na maioria das bancas daqui. Entretanto, sou cliente fidelidade da Banca Glória, que fica na Praça Sete. É a melhor banca de Belo Horizonte, sem dúvida alguma. Tem programa de fidelidade com desconto para os clientes, além do pessoal garantir a guarda das HQ’s de sua lista até você ir lá buscar. Entretanto, mesmo lá, depende do péssimo serviço de distribuição da Panini.

        • Cristiano Cruz

          Apenas uma banca e no centro de Bh, é muito pouco. Destaco também a banca do Creuci, dentro da ufmg e a banca do Nilson no Barreiro, mas ainda é muito pouco, infelizmente.

          • Stephan

            A Banca 9ª Arte do Augusto/Creuci(também conhecido como Guga) na UFMG é excelente, mas dependendo de onde se trabalha ou mora, pode ficar fora de mão.
            Para você ver que BH está decadente mesmo, apesar dos organizadores de eventos voltados aos Quadrinhos falarem o oposto. Em pleno centrão, apenas uma banca disponível para se comprar bons gibis chega a ser triste…

        • Stephan

          Muitas vezes quebrei a cara indo lá, sendo forçado a comprar de vendedores de outros Estados para não ficar sem o produto. Mesmo sabendo que determinados títulos são mais procurados, eles compram pouco, daí não tem como o estoque durar muito.
          O triste fato é que BH está carente de espaços diferenciados de Cultura(para ser sincero, isso nunca foi o forte daqui, mas, em relação a tempos passados, já foi melhor) Por outro lado, a Internet tem sido a salvação para quem gosta de garimpar coisas além do trivial, a despeito dos muitos pseudo-intelectuais que afirmam que “BH é a melhor cidade para se viver”. Para quem duvida, basta dar um “tour” pelos sebos/livrarias/bancas daqui e voltar de mãos vazias para casa…

          • Valdir Pedrosa

            Stephan, sei bem o que é isso. Se me permite, vai aqui uma dica para você e para aqueles que são de BH e têm dificuldades para comprar quadrinhos. Sou cliente fidelidade da Banca Glória há anos e nunca tive nenhum problema com meus quadrinhos lá. O endereço dela é Av. Afonso Pena, 726, centro de BH, ao lado da Praça Sete. O telefone de contato é 3222-1243. Tem também o site bancagloria@yahoo.com.br e página no Facebook. É só aderir ao programa de fidelidade, enviar sua relação de HQ’s, eles guardam até você ir lá buscar e, depois do prazo de carência, você passa a ter um desconto de 5% sobre o valor das revistas. É um grande desconto? Claro que não, mas pelo menos temos a garantia da HQ que queremos. Por favor, não me entenda mal. Não ganho nada fazendo propaganda ou indicando clientes para a Banca. Entretanto, compartilho a minha experiência com eles, que tem sido muito vantajosa. Vale a pena conferir. Abraço!

        • Levi Trindade

          Olá, Valdir. A Panini não é dona do serviço de distribuição, infelizmente, então, temos de lidar com a única empresa que presta esse serviço no Brasil (num monopólio que atravanca e cria problemas para a maioria das editoras) e não temos como investir (ainda) num sistema de distribuição próprio, dada a logística e os custos envolvidos. Quando é assim, recomendamos que os leitores procurem a nossa loja on-line ou comic shops que revendam nossos produtos.
          Ainda temos esperança de que essa situação mude pra melhor.
          Abraços,
          Levi Trindade
          Panini Comics

          • Valdir Pedrosa

            Oi, Levi. É, meu amigo, infelizmente é assim que a coisa funciona, né? Eu torço muito para que a Panini resolva este problema que causa tanta raiva na gente. Como disse acima, o trabalho de vocês na Redação é excelente. Porém, a distribuição é um Deus nos acuda. Tomara que melhore. Grande abraço!

          • Douglas Coelho

            Levir, moro no RN e aconteceram algumas coisas estranhas no ano de 2016 em relação a distribuição de publicações, sejam de qualquer segmento. As bancas estão morrendo, há má vontade atender, empecilhos sendo criados, as bancas estão morrendo. As de rua estão migrando para qualquer outro segmento e quem fica em algum shopping ou hipermercado, está arcando com altos custos de aluguéis.

          • Levi Trindade

            Exato, Douglas. Temos relatos de bancas que nem receberam nossos materiais, sendo que costumavam receber em boas quantidades. Ainda estamos fazendo algumas apurações, mas já temos alguns elementos novos pra discutir sobre a distribuição no Brasil.

            Mas uma coisa é fato: se não houver uma melhora na distribuição, as bancas estão fadadas a morrer e os quadrinhos a migrarem apenas para comic shops, lojas especializadas e grandes redes com distribuição própria.

            Abraços,
            Levi Trindade
            Panini Comics

          • Nibiru_son

            Boa noite, Levi.

            Sei que minha pergunta não tem a ver com o tópico, mas eu gostaria de te perguntar se a Panini abandonou mesmo o lançamento do volume final do Surfista Prateado do John Buscema e o último volume dos Maiores clássicos do Quarteto do John Byrne?
            E, que tal um capa dura do Requiem do Surfista do JMS e Esad Ribic?

          • Levi Trindade

            Oi, Nibiru_son. Olha, sobre o último volume de Surfista Prateado, já tivemos de remanejá-lo 2 vezes nos últimos anos, devido a problemas de custos gráficos e editoriais. A última informação que temos é que foi remanejada (mais uma vez) para 2017. Quanto ao Maiores Clássicos do Quarteto pelo Byrne, de acordo com a estrutura da nossa publicação, acho que ainda faltariam uns 3 ou 4 volumes pra concluir. Então, naquele formato e estrutura não volta mais. Mas em breve teremos novidades sobre essa fase da Primeira Família da Marvel.
            Sobre o Réquiem, realmente, seria muito bacana ter esse material em capa dura. Estamos analisando, mas não temos como confirmar nada por enquanto.

            Abraços,
            Levi Trindade
            Panini Comics

          • Nibiru_son

            Obrigado, Levi.

            É uma pena a situação dos maiores clássicos porque quando o segundo volume foi lançado, e se seguiram vários, havia um senso de continuidade. Deixar de lado quase no final e lançar em outro formato faz parecer que investimos em um produto pra ficar no meio do caminho. Sei que vários fatores entram na equação e nenhum volume de qualquer coleção tem certeza de ser finalizado. Mas como vcs fecharam o Thor do Simonson bem depois, achei que fosse possível finalizar o quarteto também.
            Sou fã de certos trabalhos do Byrne. E no geral pra mim ele foi um gênio. Meio esquecido hoje em dia e não tão valorizado quanto deveria. Acho que o Hulk dele poderia ter um encadernado (apenas 1 volume ); a Mulher-Hulk também passou por uma fase excelente nas mãos dele.

            Grande abraço.

  • RenanSP

    Esse Gaviã Arqueira é continuação do Gavião que tava saindo ou é um spin off?

    Pelos preços da Mythos até que Hellboy Gigante não ta caro.

    • Cap

      Continuação

    • d_grayson

      é continuação, mas acaba sendo um volume meio à parte por quebrar a narrativa do Gavião. De qualquer forma vale a pena

  • d_grayson

    Que bacana que a Panini continua com os encadernados do Gavião. Essa fase é incrível, merece um tratamento como esse

  • Richarde Guerra

    Faltou o meu lançamento: Eclesiástico Mangá 2, mas tudo bem eu continuo amando esse site kkkk