Batgirl & Ghost – A Máquina da Ressurreição # 1 e # 2

Por Samir Naliato
Data: 28 julho, 2001

Batgirl & Ghost - A Máquina da Ressurreição # 1Editora: Brainstore Editora – Mini-série em 2 edições

Autores: Mike Kennedy (argumentos), Ryan Benjamin (desenhos) e Sal Regla, Michael Bair, Howard Shum, Randy Emberlin e Ryan Benjamin (arte-final).

Preço: R$ 3,90

Data de lançamento: Julho de 2001

Sinopse

Em um atentado a bomba ao prédio International Diamond Exchange, em Gotham City, cadáveres acabam sumindo durante o resgate feito pelos bombeiros. Duas-Caras comemora o feito, enquanto Batgirl e Oráculo se envolvem para encontrar a filha do Deputado Fletcher, desaparecida da explosão.

Durante a investigação, Batgirl acaba encontrando Ghost, ao invadir uma casa noturna à procura de pistas e, com os mesmos objetivos, acabam se unindo para desvendar o mistério.

Do outro lado, está Malcolm Greymater, um cientista louco que consegue ressuscitar os mortos através de uma misteriosa máquina. Ele usa esses “mortos-vivos” para servi-lo, e ajudar a estabelecer uma nova comunidade. Um desses “recrutas” acaba sendo um ex-capanga do Duas-Caras, e isso não deixa o ambíguo vilão muito feliz.

Positivo/Negativo

Com esta mini-série, a Brainstore traz de volta às bancas brasileiras o “formatinho”, sumido há um ano, desde que a Editora Abril reformulou sua linha de quadrinhos com a série Premium. Ao preço de R$ 3,90, a revista teve alcance para um público maior e pela repercussão parece que a escolha foi acertada, apesar de o preço ainda ter sido um pouquinho alto para um título de 48 páginas.

Batgirl & Ghost - A Máquina da Ressurreição # 2Vale os parabéns para a Brainstore por estar procurando alternativas para atingir o maior número possível de leitores e, considerando que a nova Batgirl e Ghost não são personagens muito conhecidas, dá para notar que muita gente não consegue acompanhar revistas mais caras e que este formato é uma boa opção para estes fãs.

A história não deixa a desejar. É uma boa trama, bem escrita e ilustrada, mostrando uma Batgirl melhor que a mostrada em Batman # 11, onde estrearam suas aventuras solo. É a segunda aparição de Ghost aqui no Brasil – a primeira foi no crossover com Hellboy, publicado pela Mythos, em 1999 – e ficamos sabendo mais desta personagem, despertando curiosidade para ver suas histórias.

A editora teve uma boa sacada ao colocar um complemento no final de cada edição. Na primeira, foi uma ficha dos principais personagens da trama. Assim, os leitores ficam conhecendo-os melhor, principalmente Ghost e Malcolm Greymater. Já no número 2, é apresentada uma entrevista com Mike Kennedy, o autor da aventura.

O único porém da série é a impressão, que acabou ficando um pouco escura. Na segunda parte da mini-série, na página 4, por exemplo, há um “borrão” de tinta preta que atravessa alguns quadros e chega a impedir a leitura de um recordatório. O fato de terem lançado as duas edições ao mesmo tempo, e não quinzenalmente ou mensalmente, como é de costume, também deixou alguns leitores confusos. Mais um detalhe: as duas capas são muito parecidas. Isso, às vezes, acaba por confundir os fãs.

Classificação

3,5

• Outros artigos escritos por

.

.

.